quinta-feira, setembro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Caças americanos chegam a 20 milhas de jatos russos Su-34 na Síria

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

CENTCOM-close-encounter

O canal de TV americano CBS News teve acesso a uma imagem de radar do CENTCOM (The United States Central Command) mostrando aviões russos (amarelos) muito perto de aviões americanos (verdes).

Alguns “encontros próximos” entre aeronaves dos EUA e da Rússia que operam sobre a Síria já ocorreram nos últimos dias de acordo com o tenente-general Charles Brown, comandante da campanha aérea americana no Iraque e na Síria, em uma entrevista concedida à CBS News. Segundo Brown, aviões russos também chegaram bem perto de seus drones.

20-miles-away

Caças F-16 americanos decolando de Incirlik, Turquia, detectaram aviões russos Su-34 em seus radares. Os jatos russos se aproximaram e ficaram a 20 milhas dos caças F-16, uma distância onde os pilotos americanos puderam identificá-los visualmente por meio de seus pods de designação de alvos.

No dia 5 de outubro, a Turquia informou duas violações de seu espaço aéreo por aeronaves russas baseadas em Latakia, na Síria. Em um dos incidentes, um caça russo travou seu radar num F-16 turco por mais de 5 minutos.

FONTE: The Avionist

- Advertisement -

36 Comments

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
eriksondb

“Em um dos incidentes, um caça russo travou seu radar num F-16 turco por mais de 5 minutos.” ….. kkkkkk

Antes que me interpretem mal, não me posiciono a favor de ninguém, mas se foi verdade o acontecido então, que o piloto do F-16 cortou pregou por 5 min. há cortou, …. rsssss

Hamadjr

Tio Boris esta dando um recado pra NATO, ” se vcs querem confusão nós também queremos ” tudo não passa de escaramuças só quem tem juízo fica mais de 5 minutos com o tal radar travado e continua seu voo apreciando as belas paisagem da região, agora a questão é saber quem vai perder o juizo e ficar menos tempo sendo travado.

joseboscojr

O piloto turco depois de 1 minuto de desespero já sabia que os pilotos russos estavam só estufando o peito. Nos outros quatro minutos ele relaxou.
É por isso que um F-22 não precisa de vinte mísseis dependurados. Ele não demonstra ao alvo que o alvo é um alvo até que seja tarde demais. Geralmente faltando 10 segundos para o impacto.
Se num combate clássico são necessários três mísseis por alvo, num combate assimétrico essa relação é mais próxima de um pra um.

Juarez

Uma hora destas, alguem vai perder a paciência com as demonstrações “musculáticas” Russas e travar um APG da vida neles e aí nos vamos ver como é que a banda vai tocar.

G abraço

Mauricio R.

“…que o piloto do F-16 cortou pregou por 5 min. há cortou, …. rsssss”

Se esse piloto turco esteve um mínimo ligado no movimento, gravou o sinal do radar travado nele.

Melky Cavalcante

A CBS News também informou que a Força Aérea Russa é a única operando dentro da “legalidade” sobre os espaço aéreo sírio ? Duvido rsrsrs !

Oganza

O Mauricio tá certo…

tá todo mundo de “orelhão” ligado, escutando tudo e gravando tudo o q der… 🙂

Grande Abraço.

Mauricio R.

OFF TOPIC…

…mas nem tanto!!!

Procurando por sarna p/ se coçar…
Haverá retaliação, caso algum drone “Predator” seja abatido pelos russos???

(http://theaviationist.com/2015/10/07/russian-jets-intercepted-us-drones/)

Rinaldo Nery

Notícia sensacionalista. Muita onda em cima de nada. ” Tão próximo que permitiu uma VID (visual identification)”. Faça-me o favor…. Ninguém vai abater ninguém porque nem o Obama nem o Putin comem m… nem rasgam nota de cem dólares.

Dexter

Concordo com o Rinaldo. Mas como é um espaço aéreo relativamente pequeno pra tanta gente, pode dar M…. e da feias…. Vamos supor, quem um jato Russo trave em um Turco, e esse piloto vendo seus fundos em perigo não tenha tanta calma e resolva disparar….Isso seria considerada uma agressão… A Turquia tem a OTAN. Os russos respodem. A cadeia de eventos que se seguiria, poderia sair fora do controle …. Só lembrando que causa imediata da Primeira Guerra Mundial, é apontada pelo assassinato em Sarajevo do Arquiduque do Império Austro-Húngaro Francisco Ferdinando pelo nacionalista sérvio Gavrillo Princip, e esses… Read more »

Renato.B

Também concordo com o Rinaldo.

O que me lembra um comentário do Solomon, no blog Snafu! sobre as entrelinhas que podem ser lidas nessas notícias.

Que quanto mais EUA/Otan gritam na imprensa isso significa que é menos provável que uma ação militar deles ocorra. Eles estão gritando porque estão impotentes.

Fonte: http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2015/10/russia-locks-on-to-turkish-jet-big.html

Rinaldo Nery

Só complementando: todos estão voando sob cobertura radar e com regras de engajamento bem definidas. Quando o caboclo é iluminado por um radar ele sabe de quem e por que. Se perder a calma não serve pra ser caçador em nenhuma Força Aérea. Vai ser piloto de linha aérea.

Vader

Amigos, pensemos racionalmente: Se o russo travou o turco no radar por looooongos 5 minutos, é porque o turco estava em seu próprio espaço aéreo, senão teria “se mandado” que nem uma bala de volta pra sua “raia”. E, nesse caso, todo esse tempo de travamento foi só uma mensagem do turco: “manda ver negão, faça esse favor pra gente e acabe logo com este impasse”. E se ele fez isso, é porque sabia que estava devidamente “coberto”. Não digo nada se o tal russo não estivesse tendo suas ações (e dados) devidamente monitoradas por um parzinho de F-22 Raptor´s… Read more »

Wellington Góes

Cel., piloto de linha aérea não, se o cara não consegue ter calma para tentar salvar a própria pele, imagina se tiver em mãos as vidas de dezenas, centenas de pessoas quando estiver passando por alguma dificuldade no voo?!?! Que vá ser piloto da aviação agrícola isso sim. Está todo mundo aproveitando a brincadeira num espaço aéreo neutro e gravando e catalogando diversas informações uns dos outros. Do lado russo, por exemplo, tem até um Ilyushin IL-20M (código OTAN – Bizon) xeretando os grupos opositores (EI e Al-Nusra), bem como a coalizão ocidental. É uma oportunidade para saber a proficiência… Read more »

Rinaldo Nery

Kkkkkkk. Boa! Vou estapear meu copila na próxima.

Rinaldo Nery

Isso é que é CRM (Crew Resource Management). Rsrsrs

Mauricio R.

“…e com regras de engajamento bem definidas.” O incidente ocorreu devido justamente a falta de RoE. Os russos estão se portando como se o espaço aéreo fosse somente deles. Para efeitos práticos, os russos até o momento tem RoE estabelecidas somente c/ os israelenses. “Maurício, se o Predator for abatido e estiver aonde não deveria estar, dificilmente os EUA vão tornar isto público.” Ocorre que a situação não é essa, mto pelo contrário a localização desses drones “Predator” é conhecida, assim como o que estão fazendo em espaço aéreo sírio. O que pode acontecer, é os americanos tornarem a escoltar… Read more »

Juarez

Rinaldo Nery 8 de outubro de 2015 at 9:54 # Só complementando: todos estão voando sob cobertura radar e com regras de engajamento bem definidas. Quando o caboclo é iluminado por um radar ele sabe de quem e por que. Se perder a calma não serve pra ser caçador em nenhuma Força Aérea. Vai ser piloto de linha aérea. Cel, o problema a meu ver é o seguinte, enquanto o RWR ficar batento no bin, bin bin, bin beleza, mas se passar para biiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, modo de travamento de tiro fud…..tá fora das regras, a propósito a uns dez anos atrás… Read more »

Rinaldo Nery

Só que lá na Síria não vai ter biíiiiiiiiiiiiiiiii porque ninguém vai lançar míssil em ninguém.

Vader
Guizmo

Prezado Rinaldo,
Me diga uma coisa, o Sr serve em qual esquadrão atualmente? Pilota qual aeronave? Pura curiosidade, me desculpe….
Abs

Rinaldo Nery

Nenhum. Estou na reserva desde 2010. Hoje sou comandante de ERJ 190/195 na Azul, depois de ter passado pelos ATR72-200 e 600. Na FAB fui oficial de doutrina da 2a ELO, instrutor da AFA, Operações do 2°/3° GAV, comandante do 2°/6° GAV. Sou Lider de Esquadrão da Aviação de Ataque, instrutor de Reconhecimento e de Controle e Alarme em Voo. Passei, também, pela COPAC, onde fui Adjunto do Projeto CL-X (C-105 Amazonas). Fui, também INSPAC do SERAC-6. Voei TZ-13 Blanik, Z-16 Quero-Quero, T-25 Universal, T-27 Tucano, AT-26 Xavante, U-19 Ipanema, U-7 Seneca II, C-95 Bandeirante, C-98 Grand Caravan, E-99, R-99.… Read more »

Rinaldo Nery

Ah, e como INSPAC uma cacetada de avionetas civis.

Tadeu Mendes

Se um missil de cruzeiro russo, que deveria ser de alta precisao erra o alvo e cai no Iran (e nao foi somente um missil que caiu), imaginem os ICBMs deles.

CEP de missil russo ainda deixa muito a desejar.

Nao existe nada como um TLAM Americano em termos de precisao e poder explosivo.

comment image

Reinaldo Deprera

Não tive a honra de conhecer o comandante Rinaldo Nery, mas deixo registrado que o conheço desde a minha infância através dos mais diversos canais que veicularam conteúdo onde constava o Rinaldo em algum momento de sua carreira na FAB.
Inclusive, mantenho um mural de fotos onde consta uma foto dele em um A-29 que foi retirada, salvo engano, de uma revista ASAS. Revista que eu colecionava, diga-se de passagem.

Sempre um prazer ler seus comentários Rinaldo.

Save Ferris!

Mauricio R.

“…um missil de cruzeiro russo, que deveria ser de alta precisao erra o alvo e cai no Iran…”

Foi assim que o Paquistão desenvolveu o seu próprio míssil de cruzeiro, a partir dos misseis americanos lançados contra alvos no Afeganistão, que caiam em seu território.

vilarnovo

Ponto 1: 1 – Sim, a Rússia é o único pais legalmente autorizado a estar no espaço aéreo Sírio. Autorização de Assad. Não é nada, não é nada mas ainda é o governo daquele lugar. 2 – Pelo que eu me lembro, existe “travar” e “travar”. Há uma diferenciação na quantidade de energia emitida pelo radar para fazer uma busca e para lançar um míssil.Ter travado radar no caça turco não necessariamente significa agressão. Logicamente que a imprensa e os militares gostam de aumentar o risco para dar força ao que querem dizer. Nenhum piloto que se preze mantem contato… Read more »

joseboscojr

Tadeu, Com certeza você está sendo irônico. rrsrs No caso dos mísseis que possam ter caído no Irã claro que foi falha mecânica. Muito comum nesse tipo de míssil. Quanto ao CEP, tudo indica que os mísseis Klub 3M14 tenham um sistema de orientação terminal semelhante ao usado no Tomahawk, o DSMAC, o que melhora a precisão conseguida com o sistema inercial e por satélite (Glonass). Só de curiosidade, um fato interessante sobre o Tomahawk é que ele usava (???) um sistema CCD para a captação da imagem, que operava na faixa do visual. Se fosse usado à noite ele… Read more »

joseboscojr

O uso de sensores IR traz algumas desvantagens contra alvos fixos (edificações), principalmente em algumas regiões do mundo e em alguns horários específicos, tipo logo que amanhece e logo que anoitece, onde ocorre um fenômeno de “inversão” térmica, que prejudica o contraste. Como geralmente mísseis cruise de longo alcance são usados contra alvos fixos, é rara a situação em que não se possa esperar o raiar do dia para que ele seja empregado, daí terem preferido um sistema de imagem que opera na frequência visual. Nas raras ocasiões em que ele deva ser utilizado à noite, adotaram as luzes estroboscópicas.… Read more »

joseboscojr

O Tomhawk Block IV tem uma seção no nariz que é “secreta” e pode ser tanto um radar MMW, quanto um seeker IIR, um LADAR, ou um IIR combinado com um radar MMR.
Seja o que for ele está sendo cogitado para a função antinavio também.

Ícaro Luiz Gomes

Usamericano feios bobos e malvaduz ficam rasgando as calcinhas porque o ursinho tava a 20mn. Esses usamericanos viraram uns melacueca tbm, os suecos ficam desviando dos flares que os ruskies lançam nas interceptaçoes.

Guizmo

Caro Rinaldo, obrigado pela resposta e parabéns pela carreira. Quem sabe ja nao voei contigo na Azul….

sergiocintra

Qual o alcance do radar da “Barroso”?
Digamos que vá “patrulhar” as aguas libanesas, bem na divisa com a Síria, perto de Trípoli – até Latakia = 120 Km, e eis que coletamos informes para “biblioteca”!

Tadeu Mendes

Mauricio,

Voce esta viajando na maionese. Voce pensa que e facil fazer engenharia reversa de uma tecnologia avancada e depois aparecer com uma copia mal feita do original?

Entao porque o Brasil nao fez engenharia reversa do missil de cruzeiro americano que caiu na Amazonia ha mais de 30 anos atras?

Ou voce nao sabia disso?

Reinaldo Deprera

Tadeu Mendes, vou complementar seu comentário. No caso do software, a engenharia reversa não compensa na maioria dos casos. O tempo de desenvolvimento aumenta muito e você abre mão de produzir know-how próprio. Sem falar que, com dinâmica da tecnologia da informação, que é muito maior do que qualquer outra área do conhecimento humano, a curva de desenvolvimento não acompanha essa dinâmica. Você acaba desenvolvendo, na verdade, um software defasado tecnologicamente. A engenharia reversa de software tem pouca utilidade salvo nas áreas forense e inteligência. Penso que isso deva ocorrer também com outras áreas e, com sub-áreas de engenharia. Em… Read more »

carlos alberto soares

joseboscojr 9 de outubro de 2015 at 11:05,
Adorei míssil com farol de milha ! Corcel GT 1970 ….. (rs)

Últimas Notícias

Eve, da Embraer, e Bristow firmam parceria para desenvolver operações de UAM com pedido de até 100 eVTOLs

Melbourne, Flórida, 23 de setembro de 2021 – A Eve Urban Air Mobility, uma empresa da Embraer, e a...
- Advertisement -
- Advertisement -