quinta-feira, junho 17, 2021

Gripen para o Brasil

Poder Aéreo nos Estados unidos: apresentação dos Thunderbirds

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Thunderbirds - 8

Vinheta ExclusivoO Poder Aéreo esteve presente no último sábado no Commemorative Air Force Air Show na cidade de Midland, no Texas. O ponto alto do evento foi a apresentação do esquadrão de demonstração da Força Aérea dos Estados Unidos, o Thunderbirds.

O Thunderbirds foi criado em 1953, sendo a terceira mais antiga equipe de voo acrobático do mundo, depois dos Blue Angels da Marinha dos EUA formado em 1946 e da Patrouille de France, criada em 1931.

Os Thunderbirds começaram voando F-84 Thunderjet/Thunderstreak, F-100 Super Sabre, F-4 Phantom II e T-38 Talon. O atual F-16 Fighting Falcon começou a ser empregado a partir de 1983, depois de um ano de paralisação devido a um acidente fatal envolvendo 4 aviões T-38. O modelo voado atualmente pela equipe é F-16C/D Block 52.

DEMONSTRAÇÃO

Os Thunderbirds começam o show com a decolagem simultânea dos primeiros 4 aviões, com as palavras do líder “Thunderbirds, let’s run em up!” e transmitidas ao público pelos alto-falantes.

Imediatamente após a decolagem os aviões assumem a formação Diamond (Diamante) e realizam logo um looping, graças à potência extra do motor F100-PW-229. Depois da decolagem dos primeiros 4 aviões, os dois solos (números 5 e 6) decolam também.

Os Thunderbirds empregam um total de 8 diferentes formações: Diamond, Delta, Stinger, Arrowhead, Line-Abreast, Trail, Echelon e Five Card. No intervalo entre as passagens dos quatro primeiros aviões, os solos realizam várias manobras como Espelho e Split-S e cruzamentos frontais passando a uma pequena distância um do outro.

Todas as manobras são realizadas a velocidades em torno de 800 km/h e os solos chegam perto da velocidade do som. Na transições durante o voo, os F-16 chegam a ficar a 50 cm um do outro.

Nesta apresentação em particular o teto estava baixo e os Thunderbirds tiveram que voar a uma altitude menor e mais próximos do público.

Um dos solos fez uma demonstração do raio de curva do F-16 com o pós-combustor, que impressionou e nos lembrou da derrota do F-35 nos testes contra o Falcon.

O F-16 é um caça fantástico e seu emprego pelo Thunderbirds atesta sua grande manobrabilidade e precisão de voo. O vídeo abaixo mostra uma apresentação dos Thunderbirds em Nellis.

Thunderbirds - 13

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA VISUALIZAR A GALERIA DE FOTOS

- Advertisement -

3 Comments

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Devido ao custo operacional do F-35 a próxima aeronave dos Thunderbirds deve ser o vencedor do atual programa T-X, que entre seus requisitos pede curvas sustentadas de 6,5G (7,5G desejado) e função de aeronave adversária nos exercícios Red Flag.

Atualmente os esquadrões de demonstração estão na mira dos cortes de orçamento por lá, embora nenhuma decisão tenha sido sevada adiante. Como nenhuma outra força ao redor do mundo cortou seus esquadrões mesmo em tempo de crise, é de esperar que o futuro deles esteja garantido, mesmo que sejam obrigados a abandonar o uso de aeronaves de primeira linha.

Rinaldo Nery

No vídeo parece ser uma apresentação bem ” sem sal”.
Na USAF eles são sacaneados e chamados de “Thunderchickens”.

jacubao

Tira onda mesmo Galante!!!! kkkkkk…
Acho que os T-29 fariam mais bonito por fazerem manobras mais ousadas.

Reportagens especiais

Armamento ar-ar para o AT-29, uma análise da eficácia operacional

Por 1o. Ten.Av. FABIAN Antônio Machado O trabalho a seguir ganhou o Prêmio Pacau Magalhães-Motta, ano de 2005 no.1. O...
- Advertisement -
- Advertisement -