Home Asas Rotativas Helibras recebe novo reconhecimento de crédito pelo programa H-XBR

Helibras recebe novo reconhecimento de crédito pelo programa H-XBR

665
5

Helibras

Empresa recebeu termo por cooperação industrial em valor superior a €17 milhões

A Helibras recebeu mais um reconhecimento de crédito pelos projetos de cooperação industrial para o desenvolvimento nacional dos helicópteros H225M. O novo Termo de Reconhecimento de Crédito emitido pela COPAC – Comissão Coordenadora do Programa de Aeronave de Combate, no valor de € 17.080.475, reconhece o cumprimento de duas novas etapas na produção dos aviônicos dos helicópteros. A fabricante já acumula mais de € 348 milhões em créditos reconhecidos pela COPAC no âmbito do programa H-XBR.

A assinatura do contrato entre a AEL Sistemas e a Elbit Systems e a qualificação da linha de montagem da empresa nacional para a produção da suíte aviônica do H225M no Brasil, que possibilitaram a aquisição de novas tecnologias e conhecimento ao fornecedor brasileiro resultaram em créditos no valor de € 13.664.380, enquanto créditos no valor de € 3.416.095 foram conferidos pelo cumprimento da etapa de entrega do primeiro conjunto aviônico do helicóptero H225M produzido no Brasil.

“Estamos fazendo a nossa parte, pois sabemos que esse é um projeto que movimenta toda a cadeia aeronáutica nacional e que trará ao Brasil, em médio e longo prazo, ainda mais benefícios em desenvolvimentos industriais”, comentou Richard Marelli, vice-presidente Industrial da Helibras.

Desde 2012, quando a Helibras inaugurou sua segunda linha de montagem em Itajubá (MG), as aeronaves do programa H-XBR têm recebido no Brasil partes, peças e serviços nacionais em sua fabricação. Ao total, 16 unidades do helicóptero já foram entregues e estão em operação no Exército, Marinha e Aeronáutica.

O programa foi criado em cumprimento do contrato assinado entre o consórcio Helibras – Airbus Helicopters e o Ministério da Defesa, que previa transferência de tecnologia e desenvolvimento da cadeia produtiva brasileira para a produção de 50 unidades do helicóptero H225M para equipar as Forças Armadas.

Também como um dos requisitos do contrato, referente ao apoio na preparação das equipes das três Forças, a Helibras inaugurou, no último dia 21, seu Centro de Treinamento e Simuladores no Rio de Janeiro que vai oferecer, através de um Full Flight Simulator, treinamento para os operadores deste modelo de helicóptero, bem como do H225, versão civil da aeronave destinada ao mercado offshore.

DIVULGAÇÃO: Convergência Comunicação Estratégica

5
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Justin CaseMauricio R.OganzaFranco Ferreira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Franco Ferreira
Visitante
Member
Franco Ferreira

Reconhecimento de crédito = empenho.

Empenho = Devo, não nego, pagarei quando puder; e se puder!

Outra coisa: os 16 que estão voando vieram encaixotados lá mesmo da França de Sarcozi!

Será que a lava-jato sabe disto?

Oganza
Visitante
Oganza

hahahaha

Pagamento atende agora por “reconhecimento de crédito”?

Ridículo, assim como a incompetência dessa Convergência Comunicação Estratégica assinalada pelo Franco.

Ou seria CCE? – Começou Comprando Errado.

Grande Abraço.

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

“…que previa transferência de tecnologia e desenvolvimento da cadeia produtiva brasileira para a produção de 50 unidades do helicóptero H225M…”

Não se voa e menos ainda combate, somente c/ 50% de qualquer coisa.

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Amigos,

Esse reconhecimento de crédito não tem nada a ver com dinheiro ou pagamento.
Em offset, o fornecedor assume o compromisso de investir no País um certo valor. Esse compromisso é contabilizado como “débito”, embora seja apenas “valor”.
À medida em que o compromisso vai sendo cumprido, o fornecedor vai recebendo “créditos” de offset até que sua “dívida” seja quitada.
Abraços,

Justin

Oganza
Visitante
Oganza

Justin Case,

sendo assim, hummmm

o testozinho ruimmm… ups… é da tal Convergência… nada de novo.

Grande Abraço.