Home Aviação de Caça Le Drian discutirá venda de caça Rafale na Malásia

Le Drian discutirá venda de caça Rafale na Malásia

704
14

Em seguida ministro francês seguirá para a Índia

caça Rafale Rafale armado

O ministro da Defesa francês, Jean-Yves Le Drian, deverá visitar a Malásia no domingo levando na bagagem palestras sobre o caça Rafale, informou o site do jornal francês La Tribune.

A França fez um bom progresso nas negociações sobre o Rafale com a Malásia, particularmente em relação às compensações industriais, apontou o noticiário.

Depois da Malásia o ministro francês seguirá para a Índia e muitos esperam que ele assine o contrato para a compra de 36 Rafales. Porém, alguns observadores estão altamente cautelosos em relação à lentidão do processo indiano.

A Índia tem informado que quer comprar 36 caças de “prateleira” (produzidos diretamente pelo fabricante francês) em uma base de governo para governo. A Dassault Aviation, contratante principal do Rafale, espera assinar o contrato até o final do ano.

14 COMMENTS

  1. De acordo com a fonte Estadão.
    França caminha passos largos para ser o segundo maior exportador militar do mundo.
    Parabéns aos franceses. Rafale é um excelente caça. Malásia não vai arepender de compra-los.
    Sds

  2. Não acredito que uma encomenda malaia aconteça, mas se acontecer, então posso considerá-los mais doidos do que a Índia, devido a diversidade de aeronaves, de diversos fornecedores.

    Hoje os malaios tem, de primeira linha, Su-30, F/A-18D e Mig-29. Eu já li que o mais provável seja a modernização dos Mig-29 para o padrão SMT, o mesmo feito pelos peruanos.

    A racionalidade determinaria a aquisição de mais aeronaves Su-30, ou Su-35, bem como mais Honets de segunda mão (talvez Canadá, Espanha, ou Dinamarca), ou mesmo Super Honets novos.

  3. Magnifico caça alias meu preferido mas….. excessivamente caro(compra e manut.) , insustentável até mesmo para a
    força aérea francesa sua plataforma não é versátil , não aceita armas que não seja as que foram desenvolvidas exclusivamente para ele(até aceita mas sua implementação é cara e demorada) , assim como os turbofans etc…
    ou seja .. um mico de mercado . Mas que é um excelente
    caça isso não se discute , temível até para um f22.

  4. Eu sou leigo.
    Não entendo o motivo da hora de vôo do Rafale ser considerada cara.
    Consome combustível em excesso? Precisa trocar óleo e outras peças com mais frequência que outros caças?
    Seria possível alterar algum desses fatores?
    Será que é muito mais cara a hora de vôo em relação ao typhoon? Su 30? F15?
    Essa situação poderia ser comparada ao cara comprar um utilitário esportivo por 150 mil reais e ficar se preocupando com o consumo ou o seguro? Quem compra já sabe…

  5. É mais um desejo do que uma realidade. A Malásia já anunciou que irá modernizar seus MiG-29.

    Não creio que os malaios ficarão com 4 vetores diferentes.

    RMAF to retain MiG-29N fighter aircraft

    h t t p :// w w w.nst.com.my/node/86514

    With MRCA Project Stalled, Royal Malaysian Air Force Plans MiG-29 Upgrade

    h t t p : / / blog.forecastinternational.com/wordpress/with-mrca-project-stalled-royal-malaysian-air-force-plans-mig-29-upgrade/

  6. Se Malasia confirmar a compra dos Rafales, só vai faltar a França convencer o Emirados Arábes ser o próximo cliente.
    França está trolando a Rússia mais que os americanos.
    Mundo Árabe inteiro comprando Rafales, depois India, agora pode ser Malasia.
    Juntando, a trollada dos 2 Mistrais. Rússia deve está com muita raiva da França. Além de roubar os clientes, vai roubar a segunda colocação de maior exportador militar do mundo de acordo com Estadão.
    Por que será que todos esses países estão parando de comprar caças do Oriente, e começando comprar caças Ocidentais??
    Estranho!?
    Sds

    • So pra refrescar a memoria: a Malasia nao esta necessariamente negociando uma encomenda de Rafale como foi o caso do Egito e do Qatar. Esta fazendo uma selecao, como foi o caso da India.

      Assim, o ministro frances nao esta indo la pra negociar uma venda, e sim pra ajudar a promover o produto frente aos demais concorrentes. Praticamente todo mes tem algum executivo ou autoridade dos paises que disputam a selecao indo pra Malasia. Nao faltam noticias aqui no site, basta digitar Malasia no campo busca do blog.

  7. A Jaca está se tornando uma alternativa ao caro e imprevisível F35, pelos problemas de desenvolvimento, ao EF 2000 (menos avançado que o gaulês e mais caro de operar) e o PAK FA T50 – protótipo em desenvolvimento.
    Quem entra na jogada da Dassault sabe o que aguarda:

    1) custo operacional elevado;
    2) dificuldade no acesso a código fonte e integração de armas de outras procedências;
    3) up grades e modernizações a preços proibitivos.

    Ninguém é inocente e assina o cheque quem quer. Pelo menos um mantra prevalece em se tratando de equipamentos franceses: ninguém utiliza exclusivamente aeronaves da França, mas sempre conjugado com vetores americanos, russos e de outras procedências…

    Por que será?

    Sds.

  8. o brasil tem chances de se tornar um grande exportador de cacas de combate e so agregar as technologias existentes e recentementes compradas pelo estado biotechnologia de combustiveis para cacas gripen NG os gripados ja vieram com um otimo preco e serao fabricados no brasil como possuimos o codigo de fonts poderao ser produzidos aqui os misseis BVR meteor os gripens com biocombustivel se tornaria o caca mais barato de ultima geracao o mexico ja roda avioes civis com o nosso ethanol alcol um biocombustivel para cacas mais ecologico e barato o gripen e fruto de um consorcio europeu os ingleses fazem o radar os alemaes o canhao uzamericanu du mau o motor jet sul da Africa entre outros seria maravilhoso para a nossa industria se tudo inclusive o motor jet forem feitos por aqui o brasil pode partir com a engenharia reversa e copier o motor jet Americano que e o melhor do mundo isso se o tio sam deixar tudo poderia ser feito no brasil o canhao o radar o motor jet os sensors pod a tela digital do cockpit o gripado NG do brasil vai se tornar um caca smartfighter e tambem um eco fighter o mais ecologico do mundo seria exportado aos milhares e bacteria o record dos f16s Americanos considerado uma formidavel maquina de guarra testado em combate e vendido aos milhares pelo mundo seria um enorme salto technologico do brasil perante as grandes potencias do mundo naum deixem o gripen morrer antes mesmo de ele nascer lembrem se o que conta no dogfight naum e a maquina mais sim as maos do piloto o gripen nunca foi testado em combate real e eu nem quero que isso jamais aconteca mais se acontecer os nossos pilotos terao chances bem maiores de se defenderem e sobreviver ao inferno technologico dos cacas de ultima geracao mundo a for a vao poder fujir em velocidade supersonica vomitando os flares hehe to brincando os pilotos brasileiros sao otimos e muito corajosos de arriscarem a vida em caioxoes vuadores os f5s que mesmo modernizados servem somente para o scenario sul Americano com os gripens NG/BR iremos ter capacidades minimas ou iguais de defesa aerea a forca aerea e a primeira forca a entrar em combate a Guerra moderna depende dos resultados nas batalhas pela superioridade aerea o brasil pode convidar Israel para treinamentos de combate dogfight os israelenses sao os melhores aces de dogfights com jets da era moderna a technologia de Israel em aviacao e biocombustiveis e muito interessantes para o brasil varias technologias em diversos setores boa sorte senta puas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here