Home Asas Rotativas H130 da Helibras estará na Labace 2015

H130 da Helibras estará na Labace 2015

814
12

H130 1_Renato Olivas

Helibras levará helicóptero para exposição durante a feira de aviação

A principal atração do estande da Helibras na Labace 2015 será um novíssimo H130. O helicóptero estará em exposição para venda e pronta entrega durante a feira de aviação executiva que acontece em São Paulo de 11 a 13 de agosto. Ao lado do H130, um H125 também ficará exposto durante todo o evento. O modelo é o mais vendido em todo o mundo e conta com financiamento especial pelo BNDES por ser produzido no Brasil.

Ambos da família Esquilo, o H130 e H125 já são helicópteros de sucesso no mercado civil. O H130 apresentado tem interior superluxuoso e ampla estrutura da cabine. O monoturbina produz baixo nível de ruído e oferece a melhor visibilidade através de seu amplo para-brisas frontal. A unidade é a primeira a sair da fábrica de Itajubá (MG) já com a nova nomenclatura dos helicópteros da marca.

O H130 conquistou diferentes mercados no Brasil e já são cerca de 60 unidades dessa família em operação. A maioria deles no segmento executivo, mas também no de táxis aéreos e até no mercado governamental, em missões de segurança e resgate. “Mas a evolução desse modelo o destaca principalmente para o mercado civil”, lembra Patrícia Lima, diretora de operações comerciais da Helibras. “Por ser confortável, ágil, potente, muito seguro e espaçoso, ele é a melhor opção para o transporte executivo”, afirma.

O H130 é o primeiro helicóptero da categoria leve a contar com um sistema de controle de vibração ativa, propicioando uma viagem muito mais prazerosa e tranquila. A unidade foi fabricada com portas deslizantes do dois lados da cabine que facilitam o acesso e embarque ou desembarque de bagagem. E o novo sistema de ventilação com ar condicionado digital é outro diferencial do modelo para o exigente mercado executivo

Alinhado ao objetivo da Helibras de oferecer maior apoio aos operadores de suas aeronaves, o H130 permite um intervalo maior entre as revisões gerais. O helicóptero está equipado com motor mais potente, o Arriel 2D, com menor consumo de combustível, e a caixa de transmissão principal foi modernizada. A aeronave possui um novo painel G500H, o MFD GMX200, display multi funções que auxilia e simplifica as operações do posto de pilotagem, sistemas opcionais como o TCAS, para controle e acompanhamento de outras aeronaves no espaço aéreo, e o Stormscope que exibe posição e distância de atividades atmosféricas.

1000 horas de voo

A frota de H130 no Brasil ultrapassou às 1000 horas de voo e será homenageada no estande da Helibras, no primeiro dia da Labace (11), às 17h. Somente da versão mais recente do modelo, são 10 unidades do helicóptero que operam no mercado civil brasileiro, especialmente em missões VIP e de transporte de passageiros.
Visite o estande da Helibras na Labace até o dia 13 de agosto, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP), das 12h às 20h, hoje e amanhã, e das 12h às 19h, na quinta-feira. Mais informações em www.abag.org.br/labace2015

DIVULGAÇÃO: Convergência Comunicação Estratégica

12
Deixe um comentário

avatar
12 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
Jucá FreireMauricio R.Wellington GóesTIPJeff Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Delfim
Visitante
Delfim

Um esquilixo mais bonitinho pra atiradores de favelas se divertirem.

Ademar do L. L. Vila Nova
Visitante

Belo helicóptero!

Esse helicóptero não é pra passear sobre as favelas!

Cada comentário…

Delfim
Visitante
Delfim

Ademar,

Não é pra passear sobre favela, mas é usado assim mesmo. Vc não mora no RJ nem é policial como eu.

De cabeça lembro de 2 abatidos.

Jeff
Visitante
Jeff

Qual é o valor de mercado de uma aeronave destas? Nem ganhando na mega né? Obrigado.

TIP
Visitante
TIP

Jeff,
o mercado ainda está aquecido e este modelo atende bem o mercado vip. Aqui no RJ o governo do estado tem dois (cbmerj e gabinete).
Observo já muitos particulares voando por aqui e sã, além de bonito, muito silenciosos, sem contar que, tecnicamente, seu piloto automatico e de última geração.
Discordo em chamar a família Esquilo de lixo pois não temos melhor custo benefício no mercado hoje.
Os modelos b2 e b3 sao líderes de segmento sendo o país a segunda maior frota do mundo.
Único senão é a autonomia desses aparelhos…

Wellington Góes
Visitante

Há algum tempo atrás, durante uma INTERSEG em Brasília (2009 ou 2010), conversando com um pessoal da Helibras, perguntei sobre a como se daria a certificação de pilotos na aeronave, se seria preciso um curso específico (ground school) para pilotos certificados no EC-130B3, ou se só seria preciso apenas algumas horas de voo para tal. A resposta deles foi de que só algumas horas de voo para certificação, pois este novo helicóptero, segundo o entendimento da Eurocopter na época, era uma espécie de ‘Esquilo melhorado’, por isto a nomeclatura de EC-130B4. Mas a dúvida ainda persiste (pelo menos pra mim),… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

TIP

Militares e policiais o chamam de “esquilixo”, pq ele pode até ser um ótimo heli civil, mas não para uso policial/militar em linha de frente, não foi feito para isso.

Mauricio R.
Visitante

Anos atrás aqui em SP um Esquilo, creio que da Polícia Civil, tb foi abatido por meliantes.
O que cansa em relação a esses helicópteros da Eurocopter/Airbus, é essa “reserva de mercado branca” existente no Brasil.
Se bem que algumas polícias tem conseguido adquirir produtos de outros fabricante como Bell e Agusta.

Wellington Góes
Visitante

Pois então Maurício, já passou da hora de quebrar essa reserva. Rogo para que isso comece com a vinda da AgustaWestland. O mercado brasileiro agradece.

Quanto ao “esquilixo”, é a primeira vez que leio sobre essa expressão.

Até mais!!! 😉

TIP
Visitante
TIP

Delfim,
voei muitas vezes com pessoal do GAM / PMERJ e GOA/CBMERJ e é a primeira vez que leio sobre.
Lembro de um B3 fazendo a lenha num incêndio floresta numa altitude de operação pelos 1500m…

Delfim
Visitante
Delfim

Se o Esquilo fosse suficiente aqui no RJ não se partia prum Huey com MAG.

Jucá Freire
Visitante
Jucá Freire

O esquilo é muito bom, mas não é essa coisa toda, no Brasil só vende a rodo porque existe reserva de mercado, ora bolas, assim até eu seria o líder! Quem entende do assunto sabe que ele não é o melhor da categoria, mas isso não impede as vendas de crescer porque existe uma coisa chamada custo/benefício. Sinceramente não acho adequado para as forças policiais, talvez para transportar “otoridades” sirva muito bem, mas para linha de frente é óbvio que não presta, mormente no RJ que mais de 1000 favelas.