terça-feira, maio 18, 2021

Gripen para o Brasil

Azul e Embraer assinam pedido firme para até 50 E-Jets E2

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

1_Azul_E195_E2_high

São José dos Campos – SP, 21 de maio de 2014 – A Embraer S.A. e a Azul Linhas Aéreas Brasileiras S.A. chegaram a um acordo final para a venda firme de 30 jatos E195-E2. O contrato, anunciado como Carta de Intenções (Letter of Intent – LOI) durante a edição 2014 da Feira Internacional de Farnborough, em julho do ano passado, também contempla direitos de compra para 20 jatos adicionais do mesmo modelo, elevando o potencial da encomenda total para até 50 aviões E195-E2.

“Em nome dos 19 mil funcionários da Embraer, agradeço à Azul por nos ter escolhido, uma vez mais, a participar do desenvolvimento da empresa, que nasceu e cresceu com o E-Jets no mercado brasileiro”, diz Paulo César Silva, Presidente & CEO, Embraer Aviação Comercial. “Este novo contrato é uma demonstração de confiança no programa dos E-Jets E2, que segue a trilha de sucesso comercial da geração atual. Por isso continuamos investindo para atender à demanda das companhias aéreas por uma geração de aeronaves ainda mais eficientes.”

O contrato para os E-Jets E2 tem valor estimado de USD 3,2 bilhões pelo atual preço de lista da Embraer, caso todos os direitos de compra também sejam excercidos. Os pedidos firmes serão adicionados à carteira de pedidos (backlog) da Embraer do segundo trimestre de 2015. A primeira entrega está prevista para o segundo trimestre de 2020.

“A parceria com a Embraer, desde a fundação da Azul, foi decisiva para consolidarmos nosso plano de negócios e assim crescer no mercado de aviação doméstico. Ao escolher aviões construídos e desenvolvidos no País, a Azul contribui para a manutenção e geração de empregos, assim como para o desenvolvimento da economia brasileira”, afirma David Neeleman, CEO da Azul. “O E2 será o avião mais avançado em sua categoria, conferindo uma economia de combustível acima de 20% em relação ao atual modelo. Isso será fundamental para mantermos nossas tarifas competitivas e crescermos no mercado doméstico.”

Atualmente, a companhia aérea brasileira tem um total de 82 E-Jets em operação e mais seis pedidos em carteira. A empresa opera a maior frota de jatos E195 no mundo. Com esta encomenda da Azul, o backlog dos E-Jets E2 alcança 242 pedidos firmes, além de 348 opções e direitos de compra.

A primeira entrega de um E-Jet E2 (o E190-E2) está prevista para o primeiro semestre de 2018. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 e o E175-E2, em 2020. O programa E-Jets E2 reforça o comprometimento da Embraer em investir continuamente na linha de jatos comerciais da Empresa e manter sua liderança de mercado no segmento de 70 a 130 assentos. Os E-Jets E2 da Embraer terão motores de última geração de alto desempenho da Pratt & Whitney PurePowerTM Geared Turbofan (PW1700G no E175-E2 e PW1900G no E190-E2 e E195-E2) que, em conjunto com novas asas aerodinamicamente avançadas, controles de voo totalmente fly-by-wire e avanços em outros sistemas, resultarão em melhorias significativas no consumo de combustível, custos de manutenção, emissões e ruído externo.

E195-E2 - recorte 2 imagem Embraer

- Advertisement -

15 Comments

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leonardo Crestani

Que maravilha, até que enfim uma boa noticia!

Lyw

A pouco mais de um mês surgiram boatos na imprensa de que a Azul, em crise, iria demitir até 700 funcionários!

A empresa desmentiu: http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2015/04/azul-nega-demissao-de-funcionarios-mas-nao-descarta-corte-de-voos.html

E agora sepultou de vez a conversa fiada dos alarmistas com uma compra de 30 aeronaves!

Baschera

Realmente o formato e a conformação desta nova asa dos E2 é algo de fantástico….. uma grande inovação !

Sds.

Marcos

mais:
Etihad selects Phenom 100E for pilot training
(FlightGlobal)

Marcos

mais um pouco:
U.S. Regionals Still Expect New Jets From Embraer And Mitsubishi
(AviationWeek)

Marcos

Ôxente, my God!
More:
More Super Tucano sales possible this year
(FlightGlobal)

Jackson Schneider, presidente-executivo da Embraer Defesa e Segurança, diz que está em discussões “com cerca de 10 países em diferentes estágios de campanhas de vendas” e espera anunciar “alguma coisa este ano”.

Marcos

De fato! A nova asa tem um desenho bem característico. Acredito muito mais que seja em função do fan muito maior dos novos motores do que algum conceito aerodinâmico novo.

Marcos

Nem tudo são flores:
Embraer está em negociação com o Departamento de Justiça dos EUA para firmar um acordo (e pagar uma multa), encerrado assim as investigações sobre casos de corrupção. Pelo menos parte deles.

Marcos

Ai, ai, ai….

Embraer anuncia recorde de velocidade para o Legacy 500.

Marcos

Embraer perto de retomar os ensaios em voo KC-390
(FlightGlobal)

Marcos

Ainda sobre o KC-390: no artigo acima há informação de que o segundo protótipo deve voar em novembro próximo. Quanto ao primeiro protótipo, está parando fazendo instalação de todos os sensores para teste de voo que não haviam sido instalados para o primeiro voo.
Eu colocaria mais algumas coisas, como ajustes, modificações, que evidente a Embraer não vai falar.

Fernando "Nunão" De Martini

Marcos, obrigado pelo aviso. Estou preparando matéria a respeito, aguarde um pouco mais.

Enquanto isso, deixemos este post para o assunto dos E-Jets E2.

Mauricio R.

“O contrato, anunciado como Carta de Intenções (Letter of Intent – LOI) durante a edição 2014 da Feira Internacional de Farnborough, em…”

a) Notícia velha, olhem a data!!!

b) LOI não significa necessariamente a compra de aeronaves físicas, palpáveis, mas a reserva de slots na fábrica.
Como opções.
Tem empresas aéreas que usam isto, como estratégia de negócios.

Mauricio R.

Ao contrário do que está escrito no título desta notícia:

“…chegaram a um acordo final para a venda firme de 30 jatos E195-E2.”

Reportagens especiais

Além do Gripen: Saab apresenta fábrica de aeroestruturas do caça, no Brasil, de olho no mercado mundial

Grupo sueco, que venceu o programa F-X2 de 36 caças para a FAB, apresentou em São Bernardo do Campo...
- Advertisement -
- Advertisement -