Home Aviação de Caça Fotos do exercício Lion Effort 2015, que reúne operadores de Gripen na...

Fotos do exercício Lion Effort 2015, que reúne operadores de Gripen na República Tcheca

359
10

Lion Effort 2015 - Gripen da Rep Tcheca Suecia e Hungria - foto 2 MD Republica Tcheca

A cada três anos, o exercício “Lion Effort” reúne pilotos e caças das forças aéreas que operam o jato sueco Saab Gripen, e esta edição de 2015 está sendo realizada na República Tcheca. Hoje, o Ministério da Defesa tcheco divulgou fotos do exercício, reunindo seus caças Gripen aos da Hungria e da Suécia. Entre os fotógrafos e cinegrafistas que cobriram o voo conjunto, estava Jan Kouba, do próprio Ministério da Defesa da República Tcheca.

Segundo Kouba, que se dedica há mais de 20 anos a fotografar e filmar aeronaves, esse foi um evento excepcional, por ser a primeira vez que se realizou na República Tcheca um voo de formatura de caças Gripen de três países. A preparação para uma missão de fotografia aérea como esta, que reuniu os fotógrafos e cinegrafistas em um avião de transporte CASA C-295, é extensa.

Lion Effort 2015 - Gripen da Rep Tcheca Suecia e Hungria - foto MD Republica Tcheca Lion Effort 2015 - Gripen da Rep Tcheca Suecia e Hungria - foto 3 MD Republica Tcheca

Lion Effort 2015 - caça Gripen da Suecia - foto 2 MD Republica Tcheca Lion Effort 2015 - caça Gripen da Hungria - foto MD Republica Tcheca

O porta-voz da Base Aérea de Caslav, que reúne as aeronaves participantes do exercício, afirmou que a missão de fotografia aérea é realizada de forma não prioritária entre as demais do exercício. Assim, só é cumprida numa “vaga” entre as outras missões.

Todos os profissionais envolvidos atendem a um “briefing” com os pilotos, apresentando quem pilotará cada aeronave e as manobras a serem realizadas, de forma a se obter os resultados mais interessantes.

Lion Effort 2015 - Gripen da Rep Tcheca - foto MD Republica Tcheca Lion Effort 2015 - Gripen da Rep Tcheca - foto 2 MD Republica Tcheca

Também é preciso levar em conta as diferenças nas velocidades entre os jatos JAS-39 Gripen e o turboélice de transporte C-295, além das condições meteorológicas e questões de segurança de voo. Quanto mais aeronaves envolvidas, mais complexo e trabalhoso é o trabalho de forma a atender aos pedidos dos fotógrafos para que os caças se aproximassem ao máximo do avião de transporte.

Vale acrescentar que jatos L-159 tchecos também participam do exercício, e o modelo fez parte do voo para os fotógrafos, como se pode ver na imagem abaixo.

Lion Effort 2015 - jatos Gripen e L-159 - foto MD Republica Tcheca

Segundo informações divulgadas no último dia 7 pela Saab, fabricante do Gripen, além dos pilotos e aeronaves da Suécia, Hungria e República Tcheca há participação no Lion Effort 2015 de pessoal da Tailândia (outro país operador do caça sueco),  e a edição 2018 do exercício poderá ser realizada na África do Sul, que também opera o Gripen.

Lion Effort 2015 - caças Gripen da Hungria - foto MD Republica Tcheca Lion Effort 2015 - caça Gripen da Suecia - foto MD Republica Tcheca

FOTOS: Ministério da Defesa da República Tcheca

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Claudio Moreno
Claudio Moreno
5 anos atrás

Logo logo estaremos neste time também !

CM

Fabio ASC
Fabio ASC
5 anos atrás

Anões Diplomáticos.

Bem onde o Brasil se encaixa neste momento.

Lamentável.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
5 anos atrás

“A grandiosidade de uma nação começa na mente de seu povo!”

Mohandas Karamchand Gandhi

Recuso aceitar que um ________________ me ridicuralize.
CM

COMENTARIO EDITADO

Fabio ASC
Fabio ASC
5 anos atrás

Opa!!! Não tive intensão em ridicularizar você.

Esta é uma opinião minha, que a maioria aqui já está cansada de saber, em relação aos usuários do Grilo.

Explicando: qual a importância geopolítica dos atuais e futuros usuários do Grilo???

Lembrando que quem chamou o Brasil de anão diplomático pela primeira vez não fui eu….

Felipe Morais
Felipe Morais
5 anos atrás

Com o atual desgoverno, o Brasil poderia operar o F22, que continuaria sendo um anão diplomático. Vamos lá Fábio, você como gestor das forças armadas, com os recursos atuais para defesa( desconsiderando-se o último corte anunciado), compraria qual caça para FAB? O F35? O rafale? Adianta ter o caça mais moderno estacionado no hangar? Apontar o problema é fácil, Brasil precisa de gente que apresente soluções.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
5 anos atrás

Olá boa tarde Fabio e os Editores!

Perdoem-me pelo destempero…foi grosseiria de minha parte. Não existe desculpas para minha frase acima.

A denominação israelense pelo seu idioma eu sei que soa “anti-semita”, mas não é o meu caso. Mesmo assim não voltarei a usá-la.

Peço que os Amigos e colegas aceitem minhas sinceras desculpas por esta gafe.

CM

Fabio ASC
Fabio ASC
5 anos atrás

Claudio Moreno, Relax…