Home Divulgação P-3 Orion da CBP atualizado entregue antes do previsto

P-3 Orion da CBP atualizado entregue antes do previsto

342
8

US Customs and Border Protection P-3 MLU

GREENVILLE, SC, 18 de março de 2015 – A Lockheed Martin [NYSE: LMT] entregou hoje um P-3 Orion à US Customs and Border Protection (CBP) 37 dias antes do previsto.
Este é o 12º de 14 aviões no programa para receber modificações da Mid-Life Upgrade (MLU) e manutenção faseada. O MLU substitui as asas exteriores, centro da asa, estabilizador horizontal e bordas horizontais do estabilizador. Todas as estruturas que limitam a vida de fadiga são substituídas, levando a uma redução significativa dos custos de manutenção e apoio logístico.

A conclusão da aeronave significativamente à frente do cronograma permite um retorno mais rápido da aeronave para a frota de P-3 da CBP para apoiar missões de segurança interna e de interdição de drogas. A MLU permitirá ao P-3 Orion apoiar os operadores por mais 20-25 anos.

FONTE: Lockheed Martin

8
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Iväny JuniorFernando "Nunão" De MartiniClésio LuizJoner Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Iväny Junior
Visitante
Member

Opa. Parece que é isso que os nosso Orions precisarão. Já estou pesquisando essa conta aí.

Iväny Junior
Visitante
Member

Eita, tá ardendo. Acabei de achar. São 28mi por aeronave.

“This effort is expected to see 14 of the 16 aircraft returned to flight for an average cost of $28 million per aircraft, which is highly cost effective because a new aircraft with the same capabilities as the P-3 cannot now be purchased for under $279 million per copy. To date, approximately $369 million has been invested in SLEP. Eight aircraft have been completed, with the 14th aircraft due for return to operations by the middle of FY 2016. ”

Página 49 deste relatório oficial.
http://www.cbp.gov/sites/default/files/documents/FY%202013%20Final%20PAR_0.pdf

Joner
Visitante
Joner

Se somarmos os valores gastos até aqui, mas esta potêncial necessidade de substituição das asas, e ainda por na balânça que estas aeronaves são bem “velhinas” e não devem permanecer por muito tempo na ativa, a conta fica salgada mesmo. Com tudo isso na ponta do lápis, (parece) que se tivessem sido comprados Embraer 175, 195 com as devidas alterações para cumprir essas missões, teria valido mais a pena, afinal seriam aeronaves novas. Não acredito que demoraria mais para a Embraer entregar tais vetores. Agora quanto a custo final e capacidade de cumprir asmissões dos P-3, isso não tenho capacidade… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Member

Agora que trouxeram a trolha, não fazer a revisão sai mais caro. Mais 28 milhões de dólares por aeronave pra ajeitar as asas. Quem paga? Tem quem pague…

Clésio Luiz
Visitante
Active Member
Clésio Luiz

Hora, não custou o programa todo uns 300 milhões, por 9 unidades operacionais? Um único E-190 patrulheiro custaria facilmente a metade disso.

Mesmo pagando a troca das longarinas em todas as 9 unidades, o custo total do programa ainda sairia muito mais em contra que a compra de um produto da Embraer em quantidade similar, e ainda é uma aeronave mais capaz para o tipo de missão.

Iväny Junior
Visitante
Member

Essa conta tem que ser feita entre o custo de aquisição, o custa da modernização e o retrofit estrutural a ser contratado.

Sei que um patrulheiro feito na plataforma do E-195 não existe (o P-99 é em cima do ERJ-145), porém, não sei, nem atualmente faço idéia de quanto custaria. Logo que tiver tempo, vou pesquisar.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Ivany, Na hora de pesquisar ou estimar, não se esqueça de que, no caso de um avião de patrulha na plataforma do E-190 ou 195, será preciso não apenas levar em conta o quanto o cliente (no caso a FAB e, por consequência, o Tesouro) gastaria no avião de patrulha em si – ou seja, o seu preço de mercado, como o que é possível saber sobre o P-8, por exemplo. Como teria que ser desenvolvido um avião do tipo a partir da citada plataforma (como foi desenvolvido um AEW&C a partir do EMB-145 ou o P-8 a partir do… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Member

Nunão

Pesquisarei e especularei em cima dos reforços aerodinamicos, sensores, avionicos e armamentos tomando por base o P-8, que está em um relatório de defesa dos EUA, que eu vi por acaso recentemente quando procurava o relatório do retrofit do P-3.

Mas é uma especulação com estudos estratégicos feitos na universidade buteco. E mesmo assim quando tiver tempo, rsrsrsrsrs