Home Asas Rotativas Brasil terá o primeiro simulador para helicóptero S-92

Brasil terá o primeiro simulador para helicóptero S-92

462
6

Simulador S-92-interior_red_divulgação Líder Aviação

Resultado de uma Joint Venture entre Líder Aviação e CAE, equipamento permitirá que pilotos brasileiros façam treinamentos sem ter que sair do país

A CAE, líder mundial em treinamento em aviação, e a Líder Aviação, maior operadora de helicópteros no Brasil, inauguram, em janeiro, o primeiro simulador para helicópteros Sikorsky S-92 da América Latina. Utilizado principalmente em operações para o setor de óleo e gás, a aeronave é uma das maiores em operação no país, com capacidade de levar até 18 passageiros e três tripulantes.

O novo simulador é resultado de uma joint-venture firmada em 2012 entre Líder e CAE. Construído nas proximidades do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, o equipamento permitirá que pilotos dessas aeronaves realizem treinamentos obrigatórios e opcionais, sem ter que sair do Brasil.

Segundo a superintendente da Líder Aviação, Junia Hermont, o empreendimento faz parte dos investimentos da empresa em segurança. “Ter esse recurso no Brasil é um grande facilitador para as empresas que operam helicópteros. A Líder, por exemplo, tem mais de 60 pilotos de helicópteros S-92. Todos precisam viajar anualmente para o exterior, onde passam, de seis a 30 dias em treinamento, dependendo do nível da capacitação. Agora, essas despesas poderão ser reduzidas”, afirma a superintendente da Líder Aviação, Junia Hermont.

Para o presidente do Grupo CAE, Treinamento e Simulação Civil, Nick Leontidis, o crescimento do mercado de helicópteros brasileiro justifica os investimentos realizados pela Joint Venture: “É um orgulho sermos parceiros de treinamento da Líder e poder dar suporte às demandas de segurança de um mercado de helicópteros tão ativo”, afirma.

Simulador S-92_red_Divulgação Líder Aviação

DIVULGAÇÃO: Hipertexto Consultoria

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Oganza
Oganza
5 anos atrás

Uau… não sabia que era a CAE que iria assumir os simuladores do S-92 tb… rsrsrsr

Caraca, o CAE Group é uma mega-super-power-potência no mundo da simulação… em todo o mundo da simulação… não existe uma aplicação para qual eles não tenho uma solução de simulação… de cirurgia de unha encravada a uma viagem espacial a Plutão.

Ele fazem jus a tag “Líder mundial em simulação e treinamento – em qualquer coisa.” rsrsrs

Corsario137
Corsario137
5 anos atrás

Até agosto de 2015 o Brasil terá 3 importantes simuladores em funcionamento: S76 e S92 da CAE/Líder é o EC225 da Airbus Helicopters. Ainda é provável que até 2017 tenhamos também o simulador do EC175 no Rio. Em pouco tempo o Brasil se tornou um player mundial na área de simuladores para o mercado Offshore. Temos um enorme mercado potencial, não somente aqui mas também na AL e África, que hoje utilizam os EUA e a França para seus recurrent trainings. Só falta a AW com o 139. Parabéns a Líder e a CAE. Em um momento difícil do mercado,… Read more »

eparro
eparro
5 anos atrás

Pô, fiquei impressionado, se bem entendi, o simulador foi fabricado aqui, em São Paulo-SP!
Interessante como as coisas acontecem aqui, em menos de dois anos estabeleceu-se a parceria, montou-se todo um “ambiente de produção” e já produziram o equipamento.

Oganza
Oganza
5 anos atrás

eparro,

não, não foi fabricado aki.

É muito salutar acabar com certos mitos… O Brasil não tem capacidade tecnológica de fabricar isso aki.

Ele pode montar, o que é muito diferente.

Os componentes, todos eles, são e serão pelos próximos 30 anos todos importados.

Leiam com atenção, tudo está sendo escrito para “enrolar” e ludibriar…

“Construído nas proximidades do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, o equipamento permitirá…”

“Construido” não é fabricado, a CAE instalou o simulador aki… Simples assim.

Grande Abraço.

Corsario137
Corsario137
5 anos atrás

Prezados, Algumas – espero – contribuições: 1. Se o simulador é montado, fabricado ou construído aqui não tem lá muita relevância. O aparelho em si não é nada mais do que uma estrovenga mecânica que não é lá nenhuma novidade para a engenharia, inclusive a nacional. O pulo do gato na área de simuladores, como em quase tudo hoje, reside no software. Este é criado em conjunto com o fabricante da aeronave, e, dado que não temos um fabricante nacional de helicópteros – pois é – não desenvolveremos software nem hoje, nem daqui 30 anos, nem nunca. 2. Aproveitando a… Read more »

Oganza
Oganza
5 anos atrás

Corsario,

com certeza, vc está certíssimo.

“Estamos numa sociedade do conhecimento e hoje o Valor das coisas reside na expertise por trás da concepção de algo muito mais do que a coisa em si.” – Fantástico.

Mas é sempre bom desmistificar certas inverdades que rolam por ai.

🙂

Grande Abraço