Primeiro ataque ao EI de caças Hornet do Canadá

    403
    5

    CF-188 Hornet em missão de 30 de outubro de 2014 na coalizão contra o EI - foto MD Canadá

    Ataque ocorreu no domingo, 2 de novembro, e foi realizado por dois jatos CF-188 Hornet com bombas guiadas a laser GBU-12 de 500 libras, em alvos na região de Fallujah, no Iraque

    Em pronunciamento divulgado no domingo, 2 de novembro, o ministro da Defesa do Canadá Rob Nicholson informou que naquele mesmo dia caças CF-188 Hornet da Força Aérea Real Canadense realizaram o primeiro ataque a alvos do Estado Islâmico (EI) desde 30 de outubro, quando se juntou às operações contra o grupo.

    O ataque, coordenado com parceiros de coalizão, foi feito por dois aviões CF-188 empregando bombas guiadas a laser GBU-12, de 500 libras (cerca de 250kg) nas vizinhanças de Fallujah, no Iraque. A missão durou aproximadamente quatro horas, incluiu reabastecimento em voo com aeronave canadense CC-150T Polaris, e todas as aeronaves voltaram em segurança para a base. Informações sobre danos aos alvos deverão ser dadas em coletiva de imprensa marcada para 4 de novembro.

    CF-188 Hornet é armado para missão de 30 de outubro de 2014 na coalizão contra o EI - foto MD Canadá

    A primeira missão dos CF-188 havia sido realizada em 30 de outubro, sem lançamento de bombas, e desde o dia 28 todas as aeronaves, pilotos e mecânicos desdobrados já se encontravam na região, operando a partir de base no Kuwait, segundo informações do Departamento de Defesa.

    Para a “Operação Impacto” (Operation Impact), que é a denominação para a contribuição canadense na luta contra o EI, foram desdobrados seis caças CF-188 Hornet da Ala 4 de Cold Lake, Alberta, um avião reabastecedor CC-150T Polaris da Ala 8 de Trenton, Ontario, e dois CP-140 Aurora de vigilância, da Ala 14 de Greenwook,  Nova Escócia.

    CF-188 Hornet decola para missão de 30 de outubro de 2014 na coalizão contra o EI - foto MD Canadá

    FONTE / FOTOS (da missão de 30 de outubro, na qual não houve lançamento de bombas): Departamento de Defesa do Canadá e Governo Canadense

    Tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês.

    Subscribe
    Notify of
    guest
    5 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Oganza
    Oganza
    5 anos atrás

    é estranho ver a official military designation de CF-188 Hornet rsrsrs, mas cada força faz a sua, mas que é estranho é rsrsrsrs

    Como ficariam os Gripens aki no Brasil: F-139 E/F?

    Grande Abraço.

    Iväny Junior
    5 anos atrás

    A GBU que estão colocando na segunda foto parece com a Hammer francesa. Belas imagens. Outra coisa interessante é notar que eles vão com dois sidewinders nas pontas das asas, vai que…

    joseboscojr
    joseboscojr
    5 anos atrás

    Ivany,
    A Hammer tem canards duplos, geralmente o kit de cauda tem um motor foguete (esse é oco) e dá pra ver o anel do seeker tipo “birdie heat”.
    Com certeza é uma Paveway II GBU-12.

    Oganza
    Oganza
    5 anos atrás

    Bosco,

    sem falar que as Hammers possuem uma cor oliva quase negra. 🙂

    Mas falando em cor: esse tom de cinza dessa Paveway é a la USN, diferente do oliva USAF. Parece que a RCAF decidiu manter o padrão de camo de seus Hornets tb nas armas, mais ao estilo USN.

    É possível notar tb o uso da falsa cabine (usada para dissimulação em dog fights) na parte inferior do nariz e alinhada com a cabine do piloto.

    Essa solução foi testada por várias forças aéreas ocidentais, mas aparentemente só o Canadá a adotou oficialmente.

    Grande Abraço.

    Iväny Junior
    5 anos atrás

    Caros eu só disse que parecia até porque a arma está descrita na matéria.