Home Aviação de Transporte Vídeo da Embraer com cenas da apresentação do KC-390

Vídeo da Embraer com cenas da apresentação do KC-390

397
18

A Embraer disponibilizou em seu canal do youtube um vídeo mostrando a apresentação, em 21 de outubro, do primeiro protótipo do avião de transporte militar KC-390 produzido na fábrica de Gavião Peixoto (SP). O evento contou com a presença do ministro da Defesa, Celso Amorim, o comandante da Força Aérea Brasileira, tenente-brigadeiro-do-ar Juniti Saito, comitivas e representantes de mais de 30 países. Após esta apresentação, a empresa realizará importantes testes em solo antes do primeiro voo da aeronave, previsto para ocorrer até o final deste ano.

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo Pamplona
Marcelo Pamplona
5 anos atrás

Nunão;

Off topic interessante para o Naval:

http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/afp/2014/10/22/submarino-nazista-e-encontrado-afundado-na-costa-dos-eua.htm

A imagem do submarino no sonar é muito bonita.

Sds.

Marcelo Pamplona
Marcelo Pamplona
5 anos atrás

Nunão, desculpe.

Mas é que não tenho acesso lá.

Sds.

Edgar
Admin
5 anos atrás

Interessante a análise do Flightglobal sobre como a Embraer atraiu audiência global para o roll-out do KC-390:

http://www.flightglobal.com/news/articles/analysis-how-embraer-attracted-a-global-audience-to-the-kc-390-405083/

Carlos
5 anos atrás

Na hora do “goró” deixaram um certo Almirante de fora, se não já viu, e$$$$$$$quema >>>>>>>>>>> 🙂

Claudio Moreno
Claudio Moreno
5 anos atrás

Caros Senhores,

Como não ter orgulho por tamanho salto qualitativo e certamente operacional para a FAB?

Como não exaltar este feito de nossa industria aeronautica?
Eu tenho orgulho!

Moreno

Mauricio R.
Mauricio R.
5 anos atrás

“Como não exaltar este feito de nossa industria aeronautica?”

O “feito” é somente da Embraer, a indústria aeronáutica não tem nada com isso.
A Embraer é como um buraco negro, tdo o que cai lá, some, desaparece.
E o restante da “indústria aeronáutica”, fica a ver navios.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
5 anos atrás

Mauricio boa tarde,

Melhore suas pesquisa…se as faz! Posso de ajudar se teu orgulho deixar. Trata-se de conhecimento compartilhado com outros do ramo. Fica agora ao seu critério.

Moreno

Carlos
5 anos atrás
Luiz Fernando
Luiz Fernando
5 anos atrás

Nossa, de novo esta ladainha de cópia…

Só de olhar já se vê que não são cópias.

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Os aviões de transporte militar podem ser classificados em estratégicos e táticos. Os táticos por sua vez podem ser classificados em leves (payload até 10 t), médios (entre 10 e 30 t) e pesados (acima de 30 t). Os estratégicos geralmente têm payload acima de 100 t e possibilitam acesso também pela dianteira da aeronave, elevando o nariz. O que define ser tático é a capacidade de operar em pistas curtas, semipreparadas, esburacadas, etc. Essa definição é duvidosa. A asa alta, comum em aviões de transporte militar, tem justificativa no sentido de que possibilita a instalação mais alta dos motores,… Read more »

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Ops!
O C-27 tem payload máximo de 12 t, o que o coloca na classe dos médios.
Seja como for, tanto o C295 quanto o C-27 estão no limite dos “leves” e poderia muito bem fazer parte da mesma classe dos médios, como o C-130 e o KC-390.

Carlos
5 anos atrás

“Luiz Fernando
25 de outubro de 2014 at 11:55 #

Nossa, de novo esta ladainha de cópia…”

Errou.

Eu não conhecia esse vetor e nem tinha conhecimento.

Minha colocação foi para obter mais informações e/ou provocar o debate positivo.

O Bosco como sempre já trouxe mais luz e informações.

Sayounara.

Carlos
5 anos atrás

Matéria de Março de 2013 com mais informações :

http://www.armada.ch/new-technology-transport-aircraft/

joseboscojr
joseboscojr
5 anos atrás

Não há muito o que variar no designe de aviões de transporte militar. Só quando num futuro de médio prazo houver uma mudança radical em busca de transportes stealths e SSTOL ou VTOL é que veremos desenhos diferentes. Até lá os transportes militares terão asa alta, rampa traseira, grandes compartimentos do trem de pouso e compartimento de carga de diâmetro maior que o C-130. O que varia um pouco é a cauda (T, U, convencional, etc.), a quantidade de motores (2 ou 4) e o tipo de motorização (turbohélice, turbofan ou propfan). Alguns mais “exóticos” têm dispositivos de sustentação ativa… Read more »

Oganza
Oganza
5 anos atrás

Bosco,

na boa, propfan já é exótico rsrsrs ainda mais se conciderarmos os propfans que “empurram” rsrsrs

Grande Abraço.