sábado, novembro 27, 2021

Gripen para o Brasil

Novos ângulos da apresentação do protótipo do cargueiro Embraer KC-390

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

KC-390 foto MD - 1

Nas fotos divulgadas pelo Ministério da Defesa, o lançamento do cargueiro militar Embraer KC-390 em ângulos diferentes da maioria divulgada até agora, pois a imprensa ficou do outro lado do pátio.

Vários detalhes podem ser vistos, como os HUD (Head Up Display) dos pilotos com iluminação esverdeada. Os funcionários da Embraer ao lado da aeronave também dão a noção do tamanho do KC-390.

KC-390 foto MD - 2

KC-390 foto MD - 3

KC-390 foto MD - 4

KC-390 foto MD - 5

- Advertisement -

28 Comments

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Diegolatm

Essas novas fotos esclarecem mais o verdadeiro tamanho do bichão e tiram aquela ilusão de ótica por causa das janelas da cabine.

Edgar

Nessas novas fotos, parece que as pás das turbinas estão sujas nas pontas e presas com algum tipo de fita ou lacre azul. Será que já foram testadas??

Os HUDs ficaram nítidos nessas fotos.

Interessante também notar como na Embraer tudo é restrito, basta olhar as cortinas pretas logo atrás da aeronave.

Fernando "Nunão" De Martini

“Edgar em 22/10/2014 as 13:02
Nessas novas fotos, parece que as pás das turbinas estão sujas nas pontas e presas com algum tipo de fita ou lacre azul. Será que já foram testadas??”

Edgar,

Se foram testadas, foi em bancada. A Embraer informou que ainda será realizado o primeiro acionamento de motor, após “as avaliações iniciais de sistemas”. Nesse caso, nem foi informação da coletiva de imprensa, está no release deles, que também foi veiculado no site da empresa.

Edgar

Nunão, deve ser poeira levada pelo vento mesmo então.

A propósito, você que estava presente, tem muito barro nos arredores do pátio? Porque estou assustado com a quantidade de poeira no chão!

Dá pra notar a camada de poeira no detalhe da cor do pneu do trem de pouso na foto abaixo:

Trem de Pouso

Na primeira foto deste post a camada de poeira parece invadir o hangar!

Está parecendo até que o rollout do KC foi em um pátio de saibro! 😀

André Sávio Craveiro Bueno

Edgar, talvez não seja restrição. Talvez seja para esconder a bagunça! 🙂

Por outro lado,realmente essas fotos mostram as reais dimensões do bichão. Há maiores mas tem que ser respeitado.

Fernando "Nunão" De Martini

É a poeira da seca que atinge o interior de praticamente todo o Sudeste e de boa parte do Centro-Oeste, Edgar.

Barro é um “estado da matéria” pastoso, envolvendo uma conjunção de terra com copiosa quantidade de água, que não se vê há tempos por ali…

Dava dó dos blocos de grama plantados em volta dos hangares em Gavião Peixoto. Sequinhos, sequinhos.

PS – parte do que você deve estar vendo como terra deve ser corante da fumaça colorida que precedeu a saída da aeronave do hangar. Teve fumaça verde e amarela antes da branca que se vê nas fotos.

jcsleao

Edgar e Andre, É normal em qualquer indústria que a visão de máquinas e equipamentos sejam ocultas dos olhos de pessoas não ligadas estritamente à produção. Mesmo empregados da própria indústria. Conheci uma pessoa que afirmava que só de ver as máquinas era capaz de tirar conclusões sobre a capacidade de uma planta industrial do ramo em que ele atuava, tecnologias empregadas no produto etc. Bem, isso é o que ele dizia. Se é mesmo verdade… Mas não duvidaria que o fosse ao menos parcialmente. Por outro lado, lembrem-se que foi dito na entrevista coletiva que o segundo protótipo já… Read more »

Clésio Luiz

jcsleao, esse seu conhecido estava falando a verdade, mesmo que ele mesmo não tivesse a capacidade. Conhecimento é tudo. O que para uns é um amontoado de maquinas para outros são informações do que e como se produz alí.

Veja por exemplo o automóvel: para o leigo, levantar o capô mostra um amontoado de peças. Para alguém da área, mostra quais são os equipamento que o carro tem, seu avanço tecnológico e em alguns casos até informações detalhadas de suas capacidades.

André Sávio Craveiro Bueno

jcsleao, valeu pela dica!

eriksondb

Parece cena de filme “Transformers”, com aqueles HUD´s, fica parecendo um “DECEPTICON”.

Guilherme Poggio

Trecho retirado da matéria do Aviation Week

Brazil has no plans to introduce a fuselage-mounted refueling system in the rear fuselage of its aircraft, and refueling of large KC-390-sized aircraft from wing-tip pylons is extremely unusual. But buddy-buddy refueling of this kind is a Brazilian air force requirement. Also desired but not mandatory is the ability to refuel helicopters, a mission currently only carried out by KC-130 variants. No current jet-powered refueling aircraft is capable of maintaining the low speeds required for helicopter air-to-air refueling.

http://aviationweek.com/defense/embraer-preparing-kc-390-first-flight-year-s-end

_RJ_

O KC-390 já conseguiu um feito que nenhum avião militar moderno conseguiu. O de não atrasar. Acredito que ele tem tudo para ser o substituto do C-130, superando este em muitos aspectos, e empatando nos demais. Não consigo enxergar nada que o Hércules seja melhor que o KC (se este cumprir tudo o que promete). Quanto a reabastecer helis, quantos reabastecedores a jato do porte do KC-390 existem para comparar e dizer que é difícil? E o fly-by-wire deve ajudar bastante a controlar o avião em baixa velocidade. Vamos esperar a campanha de ensaios para confirmar. O mesmo vale para… Read more »

Phacsantos

A Embraer aumentou a área de asa em cerca de 20% para permitir mais estabilidade e, consequentemente, poder diminuir a velocidade para reabastecer helicopteros.

leejunior22

O ponto é que as aeronaves de REVO habituais são aeronaves civis transformadas em REVO. (A-330, B767, B707, A300). Portanto, são aeronaves com desempenho pouco flexíveis (velocidade de estol, distância de pouso etc) O KC-390 é a primeira aeronave movida a jato projetada desde o início para reabastecer aeronaves de baixo desempenho. Importante lembrar que a Velocidade de Estol do KC-390 deve ser baixa para uma aeronave do porte dela, uma vez que ,de novo, ela foi projetada para pousar em pistas curtas e semipreparadas. Ou seja, tem uma capaciade STOL inerente. Mas, só depois dos testes poderemos confirmar se… Read more »

Phacsantos

Prezado Roberto,

Quem diz que ele será capaz de abastecer helis é a Embraer. Isso pq foram feitas adequações para atender esse requisito da FAB.

Se será ou nao, ninguém aqui pode afirmar. Não temos engenheiros aeronáuticos que participaram do projeto dando pitacos aqui.

Só nos resta acreditar na palavra dada!

Guilherme Poggio

Em relação ao abastecimento de helicópteros pelo KC-390, nós não temos nem mesmo um helicóptero equipado com sonda para fazer ensaios em voo.

E eu acho isso completamente secundário para o Brasil e até mesmo para o mercado internacional.

Em relação ao mercado, essa classe de 20t realmente precisava de algo novo. Não dava para ficar reestilizando o C-130 por mais duas décadas. O projeto do seu porão de carga tem deficiências que só podem ser corrigidas com um novo projeto de aeronave.

Phacsantos

Poggio, e o EC-725 que prevê a adaptação? Conforme a demanda.

Phacsantos
Mauricio R.

“Só nos resta acreditar na palavra dada!”

Não, não é assim que funciona, não se trata de cavalo dado p/ não se olharem os dentes.
Em aviação o que vale não são promessas, mas capacidades homologadas em campanha de testes.

Phacsantos

Óbvio que as capacidades terão de ser homologadas!

Por enquanto são promessas. Assim como eram promessas os prazos, inclusive o do Roll out. Todas as promessas estão sendo cumpridas.

Só nos resta acreditar. Até que se prove o contrário.
Não é assim que funciona????

Ou alguém aqui consegue PROVAR que será impossível o KC-390 manter a velocidade necessária para reabastecer helis???

Mauricio R.

“Assim como eram promessas os prazos, inclusive o do Roll out. Todas as promessas estão sendo cumpridas.” Puxa, grande coisa. “…que será impossível o KC-390 manter a velocidade necessária para reabastecer helis???” Não é questão de manter velocidade, mas de manter-se voando, mesmo. Engenharia pode mto, mas há limites que comprometem a segurança de voo e a integridade físicas das tripulações das aeronaves e estes não estão a disposição da Embraer, p/ serem manipulados ao seu bel prazer. Existe o precedente do reabastecimento do Hércules pelo Victor, durante a Campanha do Atlântico Sul, a acoplagem se dava em média altitude… Read more »

Phacsantos

Mauricio R.,

Cronogramas cumpridos no Brasil não é pouca coisa não! Você sabe muito bem disso!

Concordo que é difícil e parece inviável o KC-390 sustentar-se em baixa velocidade mas, é parte dos requisitos reabastecer helis.

Como a Embraer vai equacionar isso eu não tenho ideia.

Se a Embraer não conseguir isso eu lhe apoiarei nas críticas!

joseboscojr

O A400M também pode ser preparado como reabastecedor e reabastecer helicópteros.
http://eatc-mil.com/user_uploads/page_contents/AAR%20helis.jpg

joseboscojr

Sem dúvida Roberto.
Sem falar que não será comum o A400M ser configurado como avião tanque e muito menos, reabastecer helicópteros.
Sem dúvida deve ter sido um exercício isolado apenas para averiguar a possibilidade de fazê-lo.
Que eu saiba apenas os EUA, Israel e os franceses (Caracal) é que reabastecem helicópteros em voo, e todos usam o C-130 como reabastecedor.
Só EUA e Israel é que usam reabastecer helicópteros de forma corriqueira. Os franceses parece que só agora estão desenvolvendo essa capacidade e de forma muito limitada.

Phacsantos

Roberto,
A área de asa do KC-390 foi aumentada para cerca de 140ft.
Não que isso invalimentos seu ponto de vista, mas esse aumento e Tb os novos flaps foram visando os helis.

Phacsantos

Invalide

Rinaldo Nery

O H-36 do 2°/10° GAV terá probe, pois não há missão de Combate-SAR sem essa capacidade (REVO). O H-36 terá que voar longas distancias em território inimigo para resgatar um piloto abatido.
Lembro que lá na COPAC, no início do projeto em 2009, alertei o pessoal quanto à essa capacidade.
O E195 voa bem a 160 KIAS com flape 2. O KC-390 deverá ter essa capacidade, pois imagino que o REVO do H-36 deverá ser realizado por volta dos 140/150 KIAS. O H-36 estará quase na sua velocidade máxima.

Phacsantos

Ahhh..mas teremos 1 que vale por 3! rs

Últimas Notícias

Mais fotos dos primeiros caças Gripen E de série para a Suécia e o Brasil

A Saab divulgou mais imagens dos primeiros caças Gripen E de produção em série apresentados essa semana para a...
- Advertisement -
- Advertisement -