terça-feira, agosto 3, 2021

Gripen para o Brasil

Força Aérea Israelense inaugurou centro de treinamento de voo do M346 Lavi

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

M346 Lavi - foto Força Aérea Israelense

Na terça-feira, 23 de setembro, a Força Aérea Israelense (IAF) divulgou nota sobre a inauguração realizada nesta semana do novo Centro de Treinamento de Voo para o jato M346 Lavi, na Base Aérea de Hatzerim. O principal contratante, a empresa Elbit Systems, desenvolveu e entregou o novo sistema de treinamento baseado no solo (Ground Based Training System – GBTS) para o Lavi, juntamente com a Alenia Aermacchi (do Grupo Finmeccanica), a CAE e a Sellex ES (Finmeccanica Group). O GBTS será apoiado durante 20 anos por serviços de logística da Elbit.

Com a introdução do jato M346, uma maior ênfase está sendo dada para o treinamento baseado no solo nas fases avançadas de treinamento de voo, tanto para pilotos quanto para operadores de sistemas de armas (WSO). O GBTS consiste de dois simuladores completos de missão (Full Mission Simulators – FMS) de dois simuladores operacionais de voo (Operational Flight Simulators – OFS), todos conectados, proporcionando uma experiência que é praticamente igual ao voo real, segundo a nota da IAF, sendo que os treinamentos de pilotos e de operadores de sistemas de armas compreenderão desde a familiarização básica com a aeronave. Os alunos deverão utilizar o GBTS diariamente, em simulações que vão desde procedimentos de emergência e de práticas não usuais em voo até, num nível mais avançado, a simulação de cenários de combate complexos em voo solo ou em formação.

M346 Lavi com A4 em primeiro plano - foto Força Aérea Israelense

Paralelamente, os alunos realizarão voos de treinamento, utilizando o sistema embarcado EVATM (Embedded Virtual Avionics), integrado pela Alenia Aermachi ao jato M346. Esse sistema transforma o avião, virtualmente, num caça avançado e permite que os alunos passem por experiências essenciais na operação de sistemas avançados, como radar virtual, sensores ópticos e sistemas de guerra eletrônica, assim como armas ar-ar e ar-solo virtuais, durante os voos de treinamento.

Com essa solução de treinamento, espera-se que os pilotos e operadores de sistemas de armas estejam prontos e qualificados para progredir diretamente para caças de quarta e quinta gerações (F-16, F-15 e F-35).

FONTE / FOTOS: Força Aérea Israelense (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Iväny Junior

Ótimo treinador. A chancela da força aérea de israel é um prêmio por isso.

Carlos

Certificado de qualidade *****

Rosh Hashana

Shana Tovah

Últimas Notícias

Pilotos russos usaram receptores GPS feitos nos EUA durante missões de combate na Síria

Pilotos militares russos usaram receptores comerciais GPS de navegação por satélite durante suas operações de combate na Síria, de...
- Advertisement -
- Advertisement -