Home Aviação de Caça F-X2: Plano da Saab pesou na vitória do Gripen

F-X2: Plano da Saab pesou na vitória do Gripen

515
8

Concepção artística Gripen E nas cores da Suécia - imagem Saab

Reportagem do jornal Valor Econômico cita, além do pacote de transferência de tecnologia da sueca Saab, a capacitação que a Akaer deverá receber da israelense IAI no programa KC-X2, de aviões de reabastecimento em voo

ClippingNEWS-PAO pacote de transferência de tecnologia proposto pela sueca Saab teve um grande peso na escolha da empresa para o fornecimento dos 36 caças que irão equipar a Força Aérea Brasileira (FAB), a partir de 2018. A aquisição dos caças tem um custo estimado em cerca de US$ 4,5 bilhões. O contrato deve ser assinado no fim deste ano.

Segundo o vice-presidente sênior da Saab, Dan Jangblad, o valor dos projetos propostos no acordo de transferência de tecnologia apresentado para o programa F-X2 excede o preço do contrato em mais de 100%. A construção de uma fábrica de aeroestruturas em São Bernardo do Campo, de acordo com o executivo, foi um compromisso adicional incluído no pacote de “offset” originalmente oferecido pela empresa em 2009.

Pelo acordo feito pela Saab com o governo federal e a FAB, 40% do Gripen NG e 80% da sua estrutura serão produzidos no Brasil. A versão de dois assentos (biposto) do caça será inteiramente desenvolvida pela indústria brasileira.

A Akaer foi a primeira empresa contratada pela Saab para trabalhar no programa do Gripen NG, com o desenvolvimento das fuselagens posterior e central, bem como as asas e as portas principais do trem de aterrissagem do avião.

Gripen NG - 3 view

A empresa também será beneficiada pelo projeto KC-X2, da FAB, de conversão de aeronaves civis em cargueiras. A israelense IAI se comprometeu em capacitar a Akaer a projetar a modernização e fazer a conversão de aeronaves civis em cargueiras.

O contrato da IAI com a FAB prevê a conversão de 600 assentos de tropa e mais de 180 assentos executivos. “Com isso iremos nos tornar mais rapidamente a primeira fornecedora de nível 1 global da cadeia aeronáutica brasileira, o que ainda não temos”, disse o presidente da Akaer, Cesar Silva.

A oportunidade do “offset” da IAI, segundo Silva, acelerou os planos da Akaer, hoje focada em projeto de engenharia, de instalar uma fábrica em Botucatu (SP) em 2015 para começar a produzir conjuntos completos para a indústria aeronáutica. No parque tecnológico de São José dos Campos a empresa vai instalar seu centro de engenharia. O pacote de “offset” da IAI para a Akaer, segundo informou o executivo, é da ordem de US$ 31 milhões.

“Nesse pacote, US$ 2,5 milhões são relativos à transferência de tecnologia para a Akaer e o restante em cooperação industrial para a produção de partes das aeronaves para a IAI”, explicou.

O pacote de transferências da Saab inclui ainda a Embraer e sua controlada Atech; a Mectron, do grupo Odebrecht Defesa; Inbra Aerospace; Ael Sistemas; e as unidades da Selex e GE no Brasil. Com a Embraer a Saab assinou um memorando de entendimento que assegura a posição de liderança da fabricante brasileira no programa de desenvolvimento do caça sueco no Brasil.

A participação da Embraer no programa F-X2 envolve a coordenação das atividades de produção e entrega das versões monoposto e biposto do Gripen, assim como desenvolvimento de sistemas, integração, testes em voo, montagem final e entregas. A Embraer também estuda a formação de uma parceria estratégica com a Saab para a promoção das vendas do Gripen NG no mercado global.

Gripen E em detalhes - legendas em inglês - ilustração Saab

FONTE: Valor Econômico (reportagem de Virgínia Silveira), via Notimp

IMAGENS: Saab (em caráter meramente ilustrativo)

NOTA: destaques em negrito, além do subtítulo, são nossos.

VEJA TAMBÉM:

8
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
Mauricio R.juarezmartinezRinaldo NeryJonerNick Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Mauricio Silva
Visitante
Mauricio Silva

Olá.
Pelo visto, o indicativo “NG” pegou mesmo (seja por estratégia de marketing da Saab/FAB, seja por hábito dos jornalistas).
Que venha a assinatura do contrato. Este ano, de preferência.
SDS.

Lyw
Visitante
Member
Lyw

“… A oportunidade do “offset” da IAI, segundo Silva, acelerou os planos da Akaer, hoje focada em projeto de engenharia, de instalar uma fábrica em Botucatu (SP) em 2015 para começar a produzir conjuntos completos para a indústria aeronáutica. No parque tecnológico de São José dos Campos a empresa vai instalar seu centro de engenharia. O pacote de “offset” da IAI para a Akaer, segundo informou o executivo, é da ordem de US$ 31 milhões.” Muito interessante isto, não sabia deste detalhe importante. Pra quem defende que outras empresas além da EDS sejam beneficiadas em contratos de offset de tecnologia… Read more »

Nick
Visitante
Member
Nick

Seria interessante os esforço de exportações do Gripen E(ou NG) serem compartilhados entre SAAB/Embraer. Sem superposição de fabricação de componentes, sendo que a montagem final ficasse a cargo de uma ou de outra dependendo do país comprador.

E sem dúvidas, essa fábrica de aeroestruturas da SAAB no ABC, teve um grande peso, e lobby do prefeito de São Bernardo. 🙂

[]’s

Joner
Visitante
Joner

Será que a produção do Gripen trará para a Embraer um salto parecido com o adquirido quando houve a produção do AMX?
O Xavante e AMX colocarão a Embraer na aviação a reação, o Gripen poderá apresentar o mundo supersônico a Empresa brasileira.
Quanto será que a Embraer vai se beneficiar deste contrato?
No mais, que saia logo esse contrato do Gripen, e que tenham sucesso na empreitada.

Joner
Visitante
Joner

Opz, colocaram…..

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Imagino que a ordem veio do Planalto pra beneficiar os PeTralhas de São Bernardo.
Espero que a AKAER não seja um fundo de quintal.
Crepaldi, pelo que conheço, deve estar super feliz….

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Muita gente mexendo neste troço, ruim para a FAB. a experiência mostrou até agora que quando muitos metem o bedelho o troço vira em m….

Grande abraço

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Oba, se realmente virar meleca quem for limpar, pode por favor aproveitar e remover a Embraer, desse projeto!!!
Ah e leva embora tb aquele saquinho que não para em pé, aka AEL e a “Encostada”, aka Avibrás.
Pois não merce estar na posição em que se encontra, o projeto é do país, da FAB, não dela, tem mais é que ser posta p/ fora!!!

#embraerforadofx-2