Home Indústria Aeronáutica T-Xc deverá ser utilizado na FAB ‘substituindo os atuais Neiva T-25’, diz...

T-Xc deverá ser utilizado na FAB ‘substituindo os atuais Neiva T-25’, diz nota do MCTI

3684
26

T-Xc protótipo - foto 2 Novaer

Nota do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação destaca que protótipo de avião para usos militar e civil passa por testes

O T-Xc realizou com sucesso seus primeiros voos. O avião terá duas versões, seguindo a diretriz de desenvolvimento de tecnologias de uso dual, e recebeu cerca de R$ 10 milhões de subvenção da Finep.

O protótipo do avião T-Xc (modelo Novaer N-210) se encontra em testes. O novo avião terá duas versões, seguindo a diretriz de estimular o desenvolvimento de tecnologias de uso dual (militar e civil). O projeto foi financiado pela Finep/MCTI, via Subvenção Econômica, com cerca de R$ 10 milhões.

O T-Xc realizou com sucesso seu primeiro voo, no dia 22 de agosto, em São José dos Campos (SP), com duração de 20 minutos. Um segundo voo foi feito no dia seguinte – este por 50 minutos, quando foram realizadas as primeiras provas de manobras.

Outras provas se seguirão nas próximas semanas, período em que o avião estará baseado em instalações cedidas pelo Departamento de Ciência e Tecnologia Espacial (sic) (DCTA) .

T-Xc protótipo - foto Novaer

Entre outros usos, a versão treinador – uma aeronave acrobática de dois lugares, para o treinamento primário de pilotos militares – deverá ser utilizada pelos cadetes da Força Aérea Brasileira (FAB), substituindo os atuais Neiva T-25. A versão utilitária, também chamada de U-Xc, terá quatro lugares e se destinará ao transporte de passageiros e pequenas cargas.

O T-Xc apresenta tecnologias mais recentes, como sua fuselagem – construída em fibras de carbono, mais leve, econômica e resistente que o alumínio aeronáutico, além de ser imune à corrosão.

O conceito do modelo foi idealizado pelo projetista do avião EMB-312 Tucano, da Embraer, originalmente desenvolvido para servir de avião de treinamento avançado da FAB.

T-Xc protótipo no DCTA e vice-presidente Michel Temer - foto Novaer

Vice-Presidente visita protótipo do avião T-Xc da Novaer

A NOVAER informou, em 29 de agosto, que recebeu na tarde de quinta-feira (28) a ilustre visita do Vice-Presidente a República, Exmo. Sr. Michel Temer. Na oportunidade, a empresa teve a chance de apresentar o protótipo da aeronave T-Xc nas instalações militares do Hangar X-40, do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), localizado em São José dos Campos, SP.

A visita coroa a iniciativa do Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação, que por meio da FINEP, honrou seu compromisso de fomentar o empreendedorismo brasileiro ao conceder à empresa, ao longo dos últimos quatro anos, recursos de subvenção econômica, permitindo que a NOVAER desenvolvesse uma aeronave moderna inédita no mundo, totalmente em fibra de carbono – material mais moderno da indústria aeroespacial.

T-Xc protótipo no DCTA e vice-presidente Michel Temer - foto 2 Novaer

Reforça também a importância da iniciativa do Estado de Santa Catarina, que em 2012, acreditou no potencial do projeto, associando-se à empresa através da sua entidade de fomento SC Participações e Parcerias – SCPar.

A NOVAER pretende oferecer o produto ao mercado de Defesa, com uma versão treinador militar primário-básico, e ao mercado civil com uma versão de transporte de 4 lugares e de instrução para escolas de aviação e aeroclubes.

Segundo o Presidente da empresa, Graciliano Campos, os próximos passos são a certificação e industrialização da aeronave.

 T-Xc protótipo no DCTA - foto Novaer

FONTES: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e Novaer (segunda parte)

FOTOS: Novaer

COLABOROU: Phacsantos

NOTA DO EDITOR: o título original da primeira notícia é “Protótipo de avião para usos militar e civil passa por testes”. Os destaques em negrito nos textos são nossos.

VEJA TAMBÉM:

26
Deixe um comentário

avatar
24 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
13 Comment authors
SandroPhacsantosMauricio R.juarezmartinezHMS TIRELESS Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Carlos
Visitante

Parabéns, que a FAB “adote”.

E o Michel ?

Foi “morder” o dele, campanha na rua etc e tal ….

Carlos
Visitante
_RJ_
Visitante
_RJ_

As janelas laterais do protótipo não parecem com a arte publicada no site da Novaer. Evolução ou economia no protótipo? (que parece um meio termo entre o T-Xc e o U-Xc)

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Embora ache o projeto sensacional, o MCTI não define aeronaves pra FAB. O que houve foi uma grande oportunidade para substituir os T-25, e que a FAB, obviamente, vai aproveitar. O avião parece ser bom, e vai melhorar sobremaneira a formação dos nossos oficiais aviadores.

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

É uma sinalização política importante dentro do atual governo, mas não é nem do Ministério da Defesa (quem manda de verdade nesta questão) ou nem do comando da Aeronáutica que faz o estudo técnico e solicita o equipamento.

ALIÁS independente de TUDO vale para o T-Xc aqui no Brasil a mesma regra que vale para o JAS 39 E lá na Suécia…

O governo executivo atual pode falar o que quiser, mas a decisão real estará a cargo do PRÓXIMO governo a ser eleito…

Vader
Visitante
Member

O governo do PT encontra-se tão perdido (será a perspectiva cada vez mais concreta de ser apeado do poder?), mas tão perdido, que quem anuncia a compra de aeronave para a FAB não é esta, a COPAC, seu Alto-Comando, ou mesmo o MinDef, mas o MCT…

É um espetáculo em termos de gestão profissional…

Maaaaaas… No meio do caminho havia um Megalonanico, ou: combinaram isso com os barbudinhos do Ministério das Relações Exteriores? 🙂

Porque estes estão crentes que a FAB irá usar mesmo é o tal UNASUR…

Enfim, quem viver verá…

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Felipe, os barbudinhos estão com as horas contadas. É só cozinhar até o dia 1/1/2015.

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Prejuízo ou não a DECISÃO continua com o próximo governo que inclui os verdes. Caro Vader entendo a excitação dos brasicanos com a ascensão ibopédica estatística da candidata eco-capitalista-evangélica, mas a mensagem é mais que clara para quem quer entender a língua pátria… “Entre outros usos, a versão treinador – uma aeronave acrobática de dois lugares, para o treinamento primário de pilotos militares – DEVERÁ ser utilizada pelos cadetes da Força Aérea Brasileira (FAB), substituindo os atuais Neiva T-25.” O MCTI usa a palavra DEVERÁ pois desde o início da adaptação do projeto da aeronave experimental K-51 Peregrino a intenção… Read more »

Iväny Junior
Visitante
Member

As coisas deveriam ser observadas por outro prisma, neste caso. A aeronave tem tudo pra ser ótima? Tem. A tecnologia utilizada nela foi um salto? Não, o brasil já domina esta tecnologia desde os tucanos ou antes. Quantos empregos foram gerados? Qual o custo final por aeronave? Se ficar mais caro do que um Grob 120TP, simplesmente não vale a pena. Alias, todos a série de treinadores da Grob é utilizada por forças aéreas de renome e as maiores companhias. Dinheiro jogado na fossa foi o maldito unasur. A embraer só precisava abrir a linha de montagem do tucano novamente.… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

O presente anúncio traduz a incrível disparidade de opiniões dentro da bagunça que se tornou o GF. A FAB, desde sempre grande apoiadora da indústria aeronátia nacional, e o MCTI apoiam a adoção do TX-c pela AFA. Contudo o Megalonanico, que levou para o MD a diplomacia dos atabaques que praticava no Itamaraty, certamente quer a avioneta argentina.

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Como eu havia dito, nem eles dentro do governo se entendem. No mais, esse projeto do VANT da UNASUL é outro absurdo

Vader
Visitante
Member

Kkkkkkkk, ia responder para o Gilberto mostrando quem de fato estava perdido, quando me entra a matéria do Aéreo e o comentário do Nunão.

Gilberto, conselho: faz as malas parceiro. A partir de janeiro, e à medida que as falcatruas e agadas dos últimos doze anos forem aparecendo, o ambiente vai começar a ficar inóspito… 🙂

Iväny Junior
Visitante
Member

É verdade Nunão. Mas a fibra de carbono em si não é esse mistério todo. Porém, se não foi um investimento que retornou em uma quantidade razoável de empregos e o custo final da aeronave não ficar mais baixo que os Grob, não vale a pena a aquisição. Não existe nada verdadeiramente novo no projeto, nem acredito que ele seja forte para brigar com os Grobs no mercado internacional, caso não fique com um preço bem abaixo do avião alemão.

Carlos
Visitante

Já afirmei em outro post no PA:

Social-Democratas na Suécia não brincam com defesa,
gastam mais que os atuais governantes.

Põe isso na CZ GR.

Tenho primos(as) que moram lá, Gripen E não se mexe para traz, somente se for para frente e ponto.

juarezmartinez
Visitante
Member
juarezmartinez

Cel Nery! Eu agora me atentei para um troço neste “aviunzinhu:
Se o aluno e o instrutor tiverem que pular da aeronave, como é que vai ser com aquela porta abrindo para cima, com aeronave em velocidade, acho que vai dar “pobrema”.

Grande abraço

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Tem ocasiões em que eu até tenho pena da FAB. Essa é uma delas, nem bem voou pela 1ª vez e já estão tratando de empurrar este avião, p/ ser o substituto ungido do T-25. a) nem sabem quais são os requisitos operativos pretendidos pela força, p/ a substituição do Universal. b) nem sabem se este avião é apto p/ a tarefa, até o momento só mta especulação. Mas tem horas que dá uma vontade de tirar o “nariz cumprido” do HAS: A FAB vai adquirir uma aeronave p/ inspeção de voo cujo principal entrave, foi o desenvolvimento de um… Read more »

Phacsantos
Visitante
Member
Phacsantos

Mauricio R.
4 de setembro de 2014 at 2:05
“a) nem sabem quais são os requisitos operativos pretendidos pela força, p/ a substituição do Universal.”

Pois eu duvido muito que a FAB não tenha dado uns pitacos no projeto, determinando umas características e parâmetros essenciais. Mesmo que informalmente.

Ademais, precisamos de mais projetos de Defesa onde outros ministérios, principalmente o MCTI, trabalhem para atender uma necessidade das Forças.

Outra coisa. Se sempre formos comprar lá fora, porque lá é mais barato e melhor, então podemos fechar 99% das empresas de defesa do Brasil.

E seremos subservientes ad aeternum…

Phacsantos
Visitante
Member
Phacsantos

Além do que, a expectativa é que o T-XC custe cerca de 10% menos que a concorrência. E é projeto novinho.

Rinaldo Nery
Visitante
Member
Rinaldo Nery

Juarez, acho que o canopy não será esse não. Vi uma concepção artística com um parecido com o do T-25.
Com esse não dá pra voar formatura. Sem visibilidade.

Carlos
Visitante

Com a palavra a NOVAER ….

Sandro
Visitante
Sandro

Alguem tem noticias dos TXc