quinta-feira, março 4, 2021

Gripen para o Brasil

BrahMos: Índia quer exportar e Venezuela quer comprar

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

BrahMos via The Hindu Business Line

Míssil supersônico de cruzeiro BrahMos poderá ser exportado ao Sudeste Asiático e América Latina, e Venezuela estaria entre os países interessados na versão naval e de defesa costeira, segundo fontes do Ministério da Defesa indiano.

Clique aqui para acessar matéria no Poder Naval.

FOTO: The Hindu Business Line (em caráter meramente ilustrativo)

- Advertisement -

25 Comments

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
a.cancado

A Venezuela está FALIDA, QUEBRADA, mas quer comprar mísseis de cruzeiro? Legal…rsrsrs

Carlos Alberto Soares

Éh ….

Não paga os fornecedores brasileiros que somente estão vendendo a vista antecipado ou com fiança bancária do Banco do Brasil; mas não pagam o BB e estão devendo bilhões de dólares ao BB, a TAM e mais …. mais …. muito mais para muita gente.

Lá não tem comida, papel higiênico, leite etc ….
Até Pollo está faltando….nem no Paraguay e Bolívia isso acontece …. Pollo gente…. Pollo….

Os SU’s estão banguelas, nem os russos estão recebendo também ….

Bolivarianos …. cada povo tem o governo em que vota ….
e nós no mesmo caminho …..

Guizmo

Pois é colegas, mas do jeito que as coisas são, é bem capaz que eles consigam comprar via algum banco de fomento de algum país vizinho

Guilherme Poggio

Pois é colegas, mas do jeito que as coisas são, é bem capaz que eles consigam comprar via algum banco de fomento de algum país vizinho

Caro Guizmo

Seu comentário bateu na trave

http://www.aereo.jor.br/2014/08/04/bndes-financiara-obras-nos-aeroportos-cubanos/

costamarques

Guilherme Poggio, Obrigado pelo raciocínio! realmente, pode até parecer teoria mas Cuba sera o caixa 2 do comunismo!

jairo boppre sobrinho

Srs
Sei que é brincadeira – mas se o BNDEs ou qq outra forma de financiamento Brasileiro, financiar os mísseis seria o fim!
Abs

Rinaldo Nery

Não duvido se aparecer uma notícia dessas aqui….

Vader

A Venezuela só comprará estes mísseis se alguém financiar para eles. Simples assim.

Guizmo

Poggio, parece piada isso…..

Colombelli

Os senhores sabem bem quem é capaz de financiar a compra pra eles. Meu ódio so faz aumentar.

andersonrodrigues1979

Manda uns 30 para o Brasil.

Pangloss

Quem acredita que a Venezuela vai adquirir esses mísseis Brahmos deve estar cheio de Brahma na caveira.

Gilberto Rezende

Seu Poggio a Índia e a Rússia também tem seus bancos de fomento para as suas exportações.

O BNDES não financia compra de armamento produzido FORA do Brasil.

Por mais que a piadinha política partidária absolutamente isenta seja engraçadinha para o público coxinha…

Guilherme Poggio

Por mais que a piadinha política partidária absolutamente isenta seja engraçadinha para o público coxinha…

Bom… tem aquela do português e do papagaio que também e muito boa, mas acho que vou deixar para uma próxima oportunidade. 😉

Mauricio Silva

Olá.

“O BNDES não financia compra de armamento produzido FORA do Brasil.”

Vai saber, Gilberto…
Com a devida argumentação, lagosta vira peixe e canguru vira ave. Por que não um míssil produzido na Índia não pode virar um “míssil produzido pelos índios” (do Brasil)…
Com vontade política e bastante esforço argumentativo, “soluções criativas” não vão faltar.
Mas prefiro que o assunto permanece (e se restrinja) no ramo humorístico.
SDS.

Vader

Ver um funcionário público civil chamando os outros de coxinha não deixa de ter a sua graça…

Vader

Já que estamos falando de piada, claro…

😉

Gilberto Rezende

É mesmo fica difícil compreender a graça…

Rinaldo Nery

Quando for criada a Força Aérea Bolivariana Popular do Povo Brasileiro (FABPPB) ele será promovido a oficial general.

Mauricio R.

E viva o Febeapa!!!

Iväny Junior

Ah, nada que uma emendinha não arrume. Há pouco tempo atrás ele também não podia financiar infraestrutura fora do brasil. Deputado e Senador pra emenda é baratinho. Dá pra comprar de boiada (perdão aos bois). Não sei se os amigos já ouviram falar de um tal de mensalão. Nada quem nenhum outro governo não tenha feito, bem entendido. Fosse a outra turma, privatizaria as companhias de agua e luz, com licença para estupro coletivo, assim como a telefonia. Nenhum lado presta, não existe solução no brasil, de direita ou de esquerda, os idiotas eleitoreiros não sabem o que é direita… Read more »

juarezmartinez

Ivany, a segunda opção de intervenção parece ser a mais factível hoje.

Grande abraço

Renato de Mello Machado

Pois é colegas o problema é quê não somos de direita nem de esquerda.Se fosse de esquerda,comunista nosso povo seria culto, educado,temente as leis,se falasse qualquer coisa seriamos fuzilados,você teria três opções de profissão: militar esportista ou funcionário publico do partido.Não aconteceriam protestos,se tentassem seriam presos e afastados da sociedade com dissidentes,não teria cercas elétricas nas casas nem arames farpados nem pichação.Se fosse de direita seriamos iguais aos EUA .Não quero intervenção militar pois os militares são puros,são para a arte da guerra,e quando se misturam com a política mancham sua mãos do lixo.

marcos matos

tem míssil cerpa, antártica. draft, proibida ou itaipava…porque se tiver a gente pode até fazer uma vaquinha e comprar umas caixas…. acho que os militares iriam gostar…

Hawk

Como a Coréia do Norte é um país que se preocupa mais em se armar do que no bem do seu povo! Eles tem petróleo e isso pode ser até negociado para um empréstimo ou para comprar os mísseis direto! O governos latinos que abra o olho que essa história de eles ficarem comprando armamento. A gente fica dando risada, mas daqui a pouco eles colocam a mão um artefato nuclear daí os governos vão ver o Maduro ameaçando todos mais do que aquele adolescente grande que faz bullying na escola! Claro que isso é aquela coisa de 1 em… Read more »

Combates Aéreos

Promessa e realidade: o combate ar-ar BVR

Lt Col Patrick Higby, USAF - Virginia Military Institute (2005) Introdução A promessa do combate aéreo além do alcance visual (BVR)...
- Advertisement -
- Advertisement -