Home Aviação Civil Inteligência dos EUA confirma que míssil abateu avião na Ucrânia

Inteligência dos EUA confirma que míssil abateu avião na Ucrânia

294
24

mapa-mostra-local-da-queda-do-aviao-da-malaysia-airlines-na-ucrania-FONTE UOL

Agências de inteligência dos Estados Unidos confirmaram nesta quinta-feira (17) que o voo MH17, da Malaysian Airlines, foi abatido por um míssil terra-ar.

Um sistema de radar identificou um míssil terra-ar ser disparado e ir em direção ao avião comercial, pouco antes de a aeronave cair. Um segundo sistema de radar identificou o rastro de calor do míssil no momento em que o Boeing 777 foi atingido. A trajetória do míssil está sendo analisada para que seja possível determinar a autoria do disparo.

O premiê da Malásia, Najib Razak, fez a mesma afirmação durante entrevista coletiva sobre o acidente. O governo ucraniano também já havia afirmado que um míssil lançado do solo teria derrubado o avião da Malaysia Airlines.

Um oficial norte-americano, sob condição de anonimato, disse ao “Washington Post” que as agências não conseguiram determinar ainda quem atirou o míssil. “Essa é uma área contestada. Vai demorar para conseguirmos alguma informação sobre quem está envolvido”.

“Não deixaremos pedra sobre pedra. Quando confirmarmos que o avião foi mesmo derrubado, vamos insistir para que os autores sejam rapidamente levados à Justiça”, disse Razak.

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, havia afirmado pouco após a queda do avião de que se tratava de um ato terrorista. “Isso não foi um incidente, isso não foi uma catástrofe, foi um ato terrorista”, disse.

O avião de passageiros da Malaysia Airlines com 295 pessoas caiu na Ucrânia, na região de fronteira com a Rússia dominada por rebeldes. Segundo o governo ucraniano, todos a bordo morreram.

Rebeldes já abateram aviões na região

Separatistas pró-Rússia do leste da Ucrânia já derrubaram ao menos dez aeronaves na região. O local é palco de conflitos entre o Exército ucraniano e os rebeldes há meses, desde que o ex-presidente do país Viktor Yanukovich foi deposto em fevereiro deste ano.

As aeronaves derrubadas pelos rebeldes na região, que usaram lança mísseis portáteis, voavam a baixa altitude, diferente do avião da Malaysian, que estava a 10 mil metros de altura. A lista inclui helicópteros militares, aviões de transporte do Exército e caças da força aérea.

Segundo o especialista em segurança internacional Gunther Rudzit, rebeldes ucranianos possuem mísseis terra-ar fornecidos pela Rússia com poder de abater um avião.

“Os rebeldes já vinham alardeando que teriam derrubado dois caças da Ucrânia. Um avião de transporte e helicópteros também teriam sido derrubado”, diz Rudzit. Por causa desses indícios, ele acredita que o alvo do míssil não teria sido o avião de passageiros, e sim um avião militar.

O avião ucraniano que seria o suposto alvo teria conseguido despistar o míssil, que pode ter “enquadrado o avião [da Malaysia Airlines] em altitude maior”,
explica o especialista. “Esse míssil segue calor”, completa. Os aviões de passageiros voam em altitude mais elevada que aeronaves militares, esclarece Rudzit.

Ucrânia, Rússia e rebeldes negam ter abatido avião

Em declarações dadas logo após a confirmação da queda do MH17, autoridades dos governos russo e ucraniano, além do representante da República Autoproclamada de Donetsk, negaram ter abatido o avião.

Rebeldes separatistas da região leste da Ucrânia, onde o avião caiu, negaram qualquer envolvimento. “Nós simplesmente não temos esse sistema de defesa aérea”, de acordo com a agência Interfax. No entanto, o especialista em segurança internacional, Gunther Rudzit, afirma que mísseis terra-ar, guiados por calor e fornecidos pela Rússia aos rebeldes, seriam capazes de abater um avião comercial.

“Os rebeldes já vinham alardeando que teriam derrubado dois caças da Ucrânia. Um avião de transporte e helicópteros também teriam sido derrubado”, diz Rudzit. Por causa desses indícios, ele acredita que o alvo do míssil não teria sido o avião de passageiros, e sim um avião militar.

O presidente ucraniano também negou que o Exército do país tenha participação. “Nós não descartamos que esse avião tenha sido derrubado e reforçamos que as Forças Armadas da Ucrânia não agiram contra alvos aéreos”, disse Poroshenko.

O porta-voz do governo russo, Dmitry Peskov, afirmou que é “estupidez” acusar o país de envolvimento no acidente com o MH17. A suspeita havia sido levantada logo após o acidente pelo ministro das Relações Exteriores de Kiev, Pavlo Klimkin.

Trajeto e resgate dos corpos

O voo MH17 ia de Amsterdã, na Holanda, para Kuala Lumpur, na Malásia, e voava a 10 mil metros quando caiu. O voo teria duração de 11h55 minutos e percorreria uma distância de 10,2 mil quilômetros.

A Malaysia Airlines perdeu contato com a aeronave às 11h15 (horário de Brasília), e que sua última posição foi registrada no espaço aéreo ucraniano, a 30 km de Tamak.

Oficiais de defesa da Ucrânia disseram que o trabalho na região de Donetsk, onde o avião caiu, é difícil em razão dos destroços espalhados por áreas extensas. As buscas também são dificultadas pela presença de terroristas armados na região. O governo russo entrou em contato com a Ucrânia oferecendo ajuda nas investigações e também no resgate das vítimas.

“Estou chocado por relatos de que um avião da MH caiu. Estamos lançando uma investigação imediata”, disse o premiê da Malásia, Najib Razak, em sua conta no Twitter.

O ministro da Justiça e Defesa holandês, Ivo Opstelten, disse em comunicado que está “profundamente chocado” com o acidente, confirmando que havia muitos cidadãos do país no voo. “Meus pensamentos estão com as famílias e amigos daqueles que estavam no avião”, escreveu.

Opstelten destacou que o governo holandês criará um número de emergência para que as famílias das vítimas possam buscar informações.

FONTE: UOL

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
joseboscojr
joseboscojr
6 anos atrás

Radar que detecta rastro de calor é 10. rsrssss
Essa de míssil se desviar do alvo e ir para outro também é lorota.
Míssil sup-ar guiado por calor com alcance vertical de 10 km “non ecziste”.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
6 anos atrás

Concordo. A imprensa publica essas bobagens (Poggio e Nunão, eu sei que é clipping! rsrsrs) e os leitores leigos acreditam.

rommelqe
rommelqe
6 anos atrás

Me parece que um S-300 não estaria nessa região pois sejam os separatistas ou os ucranianos não operam esse sistema, e aos russos isso (estacionar uma unidade S-300 em territorio separatista. – notar que dentro de território russo seu alcance não seria suficiente) não seria conveniente. Assim, o mais lógico é que tenha sido uma interceptação por um Buk. O radar deste sistema seria suficiente para distinguir um 777 de um cargueiro militar (um caça nem se fala…). Então como disse o Colombeli, poderia ser oriundo de qq um dos lados….mas eu acho que um governo constituido não faria isso… Read more »

Intruder
Intruder
6 anos atrás

Alguém ta sabendo que mais ou menos uma hora antes, na mesma rota, passou um avião contendo em seu interior ninguém menos que Vladmir Puttin?

eparro
eparro
6 anos atrás

Tá e o controle aéreo naquele espaço não era da responsabilidade e conhecimento de Kiev? Penso que se assim fosse, eles não teriam errado o alvo, ainda mais com antecedência e conhecimento.

Vader
6 anos atrás

E mais ainda: errado por UMA HORA…

juarezmartinez
juarezmartinez
6 anos atrás

Provavelmente o avião foi alvo de um sistema Buk, que diga-se de passagem que não é para qualquer desqualificado operar e saber trakear o alvo, é coisa de “profissional”.

Grande abraço

eduardo pereira
eduardo pereira
6 anos atrás

Juarez, realmente o que pode ter acontecido é esta falta de conhecimento e profissionalismo por parte de um possivel operador deste belo sistema de defesa . Imagina colocar um poder deste em mãos leigas, dá (infelizmente) no que deu;_olha só tem um pontinho parecido com o de um cargueiro ,vou derrubar e contar vantagem depois ,mas…….deu merd.
Porém o erro começa na empresa que não mudou a rota muuuuuito antes devido ao conflito que se arrasta no local como fizeram outras companhias aéreas .
Deus conforte os familiares das vítimas!! Em pensar que haviam 80 crianças a bordo.

Sds.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
6 anos atrás

Caro juarezmartinez Ontem pouco depois das 15:00 hs postei no FORTE no tópico da presidANTA com o Adolf de Leningrado, ex-KGB, logo depois de um comentário vosso, que a me…. tinha nome: SAM/Buk. Estava assistindo ao vivo um canal de TV de Israel que deu a notícia. Em seguida entrei na ABC N e está já comentava que o Barak tinha sido informado do míssil e que este foi detectado por satélite através da trajetória. Quanto ao GF, com o CA no mistério da defesa vc queria o quê ? Estão “colando” o Brazil a CUBA, CHINA, RÚSSIA e nos… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
6 anos atrás

“Guilherme Poggio
18 de julho de 2014 at 0:05 # ”

kkkk rsrsrsrs …. muito boa, adorei …

juarezmartinez
juarezmartinez
6 anos atrás

Caro Carlos Alberto, aquela anta só diz o que o MAG manda dizer, o Itamaravilha só é informado, ou seja, vão nos jogar na latrina do mundo junco com a turminha que tu citaste, e esta mulher é tão cega, ou é sem vergonha mesmo, que nem um voto pêsames aos familiares na entrevista ela deu, ahh no meu tempo, ahh no meu tempo de caserna ……

Grande abraço

eparro
eparro
6 anos atrás

Caros senhores;

juarezmartinez

18 de julho de 2014 at 8:51 #

e

eduardo pereira
18 de julho de 2014 at 9:58 #

parece-me que a imprensa rotulou erradamente, os separatistas Russos na Ucrânia, de guerrilheiros. A meu ver são tropas do exército regular da Rússia, travestidos de “separatistas”. Vejo-os como soldados regulares, profissionais e bem capacitados e não reservistas de segunda classe. Talvez, lá um ou outro, esteja de “alegre” nessa parada.

cvn76
cvn76
6 anos atrás

Na realidade os “separatistas” são divididos em diferentes grupos….. Muitos são mercenários a serviço dos oligarcas locais. Outros são ex-soldados de etnia russa que serviam nas forças armadas da Ucrânia….. Como o pessoal aqui já falou; colocar um sistema complicado e difícil de operar em mãos de leigos só podia dar nisso….. Acabei de assistir o noticiário russo e entrevistaram um dos “separatista” onde ele mesmo afirma que foram eles que derrubaram o avião. Confundiram com um avião de transporte ucraniano!!! Eles agora vão tentar confundir os rastros, mas não vai adiantar…… O macabro é que no dia 24.05.1998 eu… Read more »

juarezmartinez
juarezmartinez
6 anos atrás

Exatamente eparro, até porque como eu já comentei, não é qualquer bestunto que opera um SAM Buk, traqueia e trava o alvo de um sistema desta complexidade, muito diferente de um Igla da vida que qualquer bestunto com dois neurônios opera . O Putin está com as mãos sujas de sangue de gente que não tinha nada que ver com o problema da Ucrãnia, os Eurobâmbis parece que agora vão sair de trás do sofa e se mexerem, pois se continuarem levando o problema na base da luvinnha de caxemir e da pantufa, quando acordarem, o Vladimir vai estar cruzando… Read more »

eduardo pereira
eduardo pereira
6 anos atrás

Eparro;
pior ainda se tiver sido um disparo por parte de soldados treinados e capacitados, ae a covardia é maior que a burrice de um provavel leigo.

Sds.

Marcelo Pamplona
Marcelo Pamplona
6 anos atrás

Boa tarde a todos!

Como diz o adágio: desgraça pouca é bobagem!

http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2014/07/cura-da-aids-poderia-estar-naquele-aviao.html

Sem maiores comentários…

Sds.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
6 anos atrás

Estimados Juarez Martinez Eparro Marcelo Pamplona Eduardo Pereira cvn76 Concordo com 100% de vossas afirmações. Juarez, esqueci do MAG, essa é a mente do Jihadismo salafista do PA. “A meu ver são tropas do exército regular da Rússia, travestidos de “separatistas”. Vejo-os como soldados regulares, profissionais e bem capacitados e não reservistas de segunda classe. Talvez, lá um ou outro, esteja de “alegre” nessa parada.” É isso mesmo eparro, soma-se mercenários ex = a m….da que deu. Bem lembrado, sobre a Maria Antonieta Tupiniquim “que nem um voto pêsames aos familiares na entrevista ela deu, ahh no meu tempo, ahh… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
6 anos atrás
Marcelo Pamplona
Marcelo Pamplona
6 anos atrás

Prezados editores: Vi este “ranking” de Forças Armadas – e não exércitos, como menciona a chamada – e achei por bem compartilhar: http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/os-15-exercitos-mais-poderosos-do-mundo#2 Desde pronto, aqui vão dois pedidos de desculpas: 1) Pelo off-topic e off-page (não possuo cadastro no Forte); 2) Pelo número de “ogiva nucleares” da Alemanha… Pode isso, Arnaldo?! Carlos Alberto Soares; Além das triviais imbecilidades e desmandos internos, temos que aguentar o “czarzinho” fazendo mesbla no cenário internacional sem, ao menos, ter alguma estratégia clara definida… Quer invadir a Ucrânia? Quer anexar os territórios ao leste desta? Quer bancar o Adolf kamikaze? Quer brincar de War?… Read more »

Lyw
Lyw
6 anos atrás

Isto é o resultado desastroso da geopolítica internacional.

A Rússia apoiou rebeldes na Ucrânia que irresponsavelmente provocaram uma tragédia histórica.

Não muito diferente do apoio que os Ianques deram aos rebeldes sírios, que agora se juntaram a rebeldes iraquianos e proclamaram um Estado Islâmico que vêm fazendo uma limpeza étnica e religiosa no “seu território”. Centenas de mortos (não se sabe ao certo quanto, mas é um número bem maior que o desta aeronave) e pelo menos 300 mil refugiados!

Rogério
Rogério
6 anos atrás

Lyw
18 de julho de 2014 at 18:52

Concordo plenamente com você, 2 superpotências governadas por incompetentes

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
6 anos atrás

E um país governado por uma desvairada que é comandada por um bêbado chefe de quadrilheiros.