Home Indústria Aeronáutica Honduras firma acordo com Embraer para reformular Força Aérea

Honduras firma acordo com Embraer para reformular Força Aérea

378
7

Embraer_T-27Tucano_Honduras - Wikimedia commons

Protocolo foi assinado nesta segunda-feira (7) no país da América Central. Honduras foi 1º país a importar Tucanos da empresa brasileira em 1984

ClippingNEWS-PAO governo de Honduras firmou nesta segunda-feira (7) um protocolo com a brasileira Embraer para reparar aviões da Força Aérea (FAH) e melhorar a capacidade de defesa contra o narcotráfico e situações de desastres naturais, informou a presidência.

“A assinatura do Protocolo de Intenções entre o governo de Honduras e a Embraer inicia um processo de reforço em áreas vitais para melhorar a segurança, o combate a alguns flagelos e a ‘repotencialização’ de alguns escudos do país para recuperar a paz e a tranquilidade do povo hondurenho”.

Geraldo Gomes, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da Embraer, recordou que Honduras foi o primeiro país a importar aviões Tucanos da empresa, em 1984.

Honduras aprovou em 17 de janeiro passado a ‘Lei de Proteção do Espaço Aéreo’, que prevê o “uso progressivo da força” até a “neutralização” contra “uma aeronave não identificada ou não autorizada” no espaço aéreo do país.

A FAH tem oito bombardeiros A-37 Dragonfly, sete caças F-5, oito Tucanos e sete ou oito helicópteros Bell-412.

F-5 Fuerza Aerea Hondurena - AirShow San Pedro Sula 2010 - foto Cesar B M - flickr

FONTE: G1 (com informações da France Presse)

FOTOS meramente ilustrativas

VEJA TAMBÉM:

7 COMMENTS

  1. Pode fazer um pacotão.

    Modernização de T-27 com sistemas avançados;
    Venda de A-29 para AAA;
    Modernização de sistemas do A-37 para “padrão A-1” de aviônicos e armamentos dentro da carga útil;
    Modernização dos F-5 para o padrão Mike, podendo ainda pegar o ELTA 2052 AESA ou 2032 com antena AESA.

    Proporcionalmente ao tamanho, pode ficar uma boa força. É bom lembrar que os velhos dragons utilizam o mesmo turbojato do f-5.

  2. Gilberto Rezende 8 de julho de 2014 at 20:3

    Na verdade a matéria não especifica o que será modernizado nem o nível da modernização.

    “… reparar aviões da Força Aérea…” Mais generalista impossível!

  3. Pelo que sei os F-5 hondurenhos são aeronaves doadas pelo governo dos EUA, portanto dentro da lei americana tem de ser devolvidos e não há permissão para fazer modernização fora dos EUA.

    Assim se a Embraer quiser fazer a modernização no Brasil terá de convencer politicamente ao Governo americano a receber de volta as aeronaves hondurenhas e “vende-las” ao Brasil para que possam ser modernizadas e vendidas para Honduras.

    Outra possibilidade seria conseguir autorização do governo americano para proceder a modernização dos F-5 hondurenhos na sua unidade da Embraer EUA ou na sua associada a Sierra Nevada.

  4. Ivany Junior,

    Fiquei sem entender o que vc quis dizer com A-29 para AAA………

    Seriam eles alvos para AAA??????????? rsrsrrssss……….

    abraços.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here