França vai enviar quatro caças para reforçar patrulhas da OTAN no Báltico

    298
    8

    Mirage 2000 e Rafale - foto 2 Armee de lair

    Em visita a Washington, uma autoridade de defesa da França, general Pierre de Villiers, disse que quatro caças franceses se juntarão às patrulhas aéreas da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) no Báltico a partir do próximo domingo. A declaração foi dada na quarta-feira, 23 de abril, no contexto do aumento da ansiedade dos países da região devido à intervenção russa na Ucrânia.

    O general disse que os caças “vão participar da missão de policiamento aéreo dos Países Bálticos a partir da Polônia.” Os jatos poderão ser tanto Mirage 2000 quanto Rafale. A França também está enviando um avião-radar (AWACS) para patrulhar o espaço aéreo sobre a Romênia, segundo o general.

    Mirage 2000 e Rafale - foto Armee de lair

    A princípio, os franceses não irão além desse ponto, segundo o militar, num momento em que os EUA anunciaram o desdobramento de 600 soldados aerotransportados para exercícios na Polônia, Letônia, Lituânia e Estônia, numa mostra de solidariedade com os membros da OTAN vizinhos à Rússia. Porém, se for solicitada, a França poderá expandir sua presença na Europa Oriental, segundo o general Pierre de Villiers.

    O presidente François Hollande deverá visitar a Georgia em breve, para reforçar os laços da ex-república soviética com o Ocidente. Espera-se formalizar acordos políticos e de comércio com a União Europeia, similares aos que foram rejeitados pelo ex-presidente da Ucrânia e levaram à crise atual. A situação da Ucrânia traz preocupações à Georgia, que teve um breve conflito com a Rússia em 2008.

    Mirage 2000 e Rafale - foto 3 Armee de lair

    FONTE: AFP, via The Local (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

    FOTOS (em caráter meramente ilustrativo): Força Aérea Francesa

    VEJA TAMBÉM:

    Subscribe
    Notify of
    guest
    8 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Jean-Marc Jardino
    Jean-Marc Jardino
    6 anos atrás

    Para quem gosta de imagens de alta definiçao…..

    http://youtu.be/XkdeOwTPgzE

    bmbahia
    bmbahia
    6 anos atrás

    Belo vídeo.
    Aos 3:11 aparece, no que me parece a posição dos LSO, alguém com a bandeira brasileira na manga e com cara de enfadado.
    A MB tem oficiais em intercâmbio para manter a proficiência como LSO junto à Marinha Francesa?

    jairo boppre sobrinho
    jairo boppre sobrinho
    6 anos atrás

    Jean

    E tem como deixar de gostar deste show de imagens?
    Parabéns
    Uma coisa é certa, os caças franceses podem ser inviáveis(hj em dia)por preço – mas são muito bonitos!
    Abs

    Jackal975
    Jackal975
    6 anos atrás

    Segundo a Wikipédia, numa pesquisa rápida, o mais próximo de um caça que as três repúblicas do Báltico tem é UM Aero L-39 em serviço pela força áérea da Lituânia. Não sei se dá pra confiar na Wikipédia nesse sentido, mas se isso é verdade, realmente, tão cedo essas missões “Baltic Air Policing” não poderão ser encerradas. Curioso, achava que essas três pequenas repúblicas (o PIB somado é maior que de Portugal) tivessem alguma condição de manter, ao menos, uma frota mínima de aeronaves para defender seus céus.

    Guizmo
    Guizmo
    6 anos atrás

    Belo vídeo Jean Marc. Muito bem observado BM Bahia, tem mesmo um militar brasileiro à bordo

    Jackal975
    Jackal975
    6 anos atrás

    Fernando “Nunão” De Martini25 de abril de 2014 at 11:36# Dei uma olhada na Wikipédia quando postei o comentário anterior e lá dizia que eles tinham um total de três Aero L-39 mas que somente um estava operacional. Por isso a referência de que só existia um. Sobre a situação econômica deles, de fato, não era das melhores nos anos 90. Sei que melhorou na última década e em que pese o PIB dos três ser maior que o de Portugal, talvez ainda não seja suficiente para adquirir e manter uma frota própria. Vai entender…cada um com suas prioridades, se… Read more »