Gripen e Sukhoi na Base Aérea de Anápolis no ano de 1998

    6336
    14

    fotos (1)

    Parece que foi ontem, mas já passaram 13 anos. Nas fotos cedidas gentilmente por Marcelo Almeida, por intermédio de Juliano Lisboa, jatos Saab Gripen e um Sukhoi Su-30MK/Su-37 visitando a Base Aérea de Anápolis-GO. As aeronaves disputaram o Programa F-X da FAB, que acabou cancelado e deu lugar ao F-X2.

    fotos (2)

    fotos (3)

    fotos (4)

    fotos (5)

    fotos (6)

    fotos (7)

    fotos (8)

    fotos (9)

    fotos (10)

    fotos (11)

    fotos (12)

    fotos (13)

    fotos (14)

    COLABOROU: Samuel “Jaguar” Pysklyvicz

    14 COMMENTS

    1. Será que o Su-37 fez alguma apresentação em Anápolis? Se fez, acho foi a única de um membro da família Flanker no Brasil. Interessante notar o adesivo, ao lado do canopi, com as bandeiras da Russia e do Brasil “apertando as mãos”.

      Essa aeronave foi a sensação da década de 90. Me lembro bem da reportagem da revista Skydive com ele na capa em Le Bourget. Ali o Cláudio Lucchesi ganhou fama como o jornalista brasileiro especializado em coisas russas. Até então (1995, com o SU-35 em Farnborough), pouco se publicava no Brasil sobe as aeronaves do lado de lá, e com certeza ele ajudou a aumentar o interesse dos brasileiros para com os caças soviéticos.

    2. Roberto

      – Não sabia que o protótipo 711 tinha sido perdido. Foi acidente mesmo ou foi desmontado?

      – Depende de onde você esteja conectado. Alguns roteadores mantem o mesmo ip se você reconectar em pouco tempo.

    3. O “711” ficou muito famoso porque foi o primeiro Su-35 com TVC. Mas depois quiseram chamá-lo de Su-37. Ele fez aquela memorável apresentação em Farmborough em 1996.

      A primeira e a terceira foto são de um Su-30 que também foi para FIDAE.

      • Prezado Rinaldo Nery

        Possivelmente você esteja mencionado a segunda passagem do Gripen pela BAAN.

        A primeira foi essa retratada em 1998 quando as aeronaves voltavam do Chile após participação na FIDAE 98.

        Abrs

    4. Gripen C/D a FAB parece que já almejava os grifos em 98, teremos o filé mignon Gripem E/F totalmente superior ao modelo anterior.

    5. Belas fotos, do ponto de vista do registro. É histórico também porque talvez tenha sido uma das últimas etapas do Super Flanker disputando mercado com a antiga nomenclatura Su-37, que depois foi repassada ao Berkut, esse sim um dos aviões mais impressionantes que já vi, pena que não avançou, mas ainda sobrevive em parte abaixo da carenagem do T-50.

      Do ponto de vista da organização do mercado, sempre fui adepto dos Gripen, sempre ofereceram uma T.O. interessante, custos baixos e performance de bimotor. O NG ou E/F trará equipamentos ainda mais interessantes e tem ótimas opções de motorização caso a f-414 fosse vetada. Tem o menor RCS dos delta-canards (0.1) e aviônicos de primeira linha. Uma força com os mais de 100 Gripens mencionados por celso amorim traria uma superioridade duradoura no T.O. Caso saia o desenvolvimento do Sea Gripen e as licitações dos dois NAes, teríamos duas forças de aviação com o melhor da geração 4++ pelo menor custo.

    6. Nesta época eu trabalhava em um shopping de Anápolis chamado Anashopping, que por acaso fica ao lado da vila dos oficiais da FAB na cidade. Era uma tarde como todas as outras quando ouvi o barulho caracteristico de um jato, como eu estava na área externa, foi só o trabalho de olhar para cima, quando para minha surpresa ví um caça enorme com derivas duplas passando relativamente a baixa altura, como foi muito rápido a princípio imaginei ser um F-15 da USAF em algum tipo de exercício conjunto com a FAB (Seria algo mais imaginável..) Mas logo depois tomei conhecimento se tratar de um SU-35. Por acaso no dia seguinte parte da delegação russa apareceu no shopping e tive oportunidade de conhecer um dos pilotos de teste da Sukhoi. O veria novamente algum tempo depois nas páginas de revistas de aviação da época, que fizeram várias matérias a respeito.

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here