Home Aviação Civil Plano da FAB inclui fechamento do aeroporto de Fortaleza para pousos durante...

Plano da FAB inclui fechamento do aeroporto de Fortaleza para pousos durante jogos da Copa

500
1

Estão proibidos pousos no Aeroporto Pinto em um período antes e depois do início dos jogos na Arena Castelão. Poderá haver acomodação de voos

 

Airbus TAP em fortaleza - foto Forcas de defesa - poggio

Andreh Jonathas

ClippingNEWS-PA A Força Aérea Brasileira (FAB) já tem definido plano de defesa aérea das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Uma das medidas de controle, no caso de Fortaleza, será o fechamento do Aeroporto Internacional Pinto Martins para aterrissagens. Serão 26 horas no total, divididos entre os seis jogos disputados na Arena Castelão. O POVO teve acesso à parte do plano de segurança com exclusividade.

“Nós já fazemos defesa aérea o ano inteiro, em todo o Brasil. Durante os jogos, estamos aplicando um esquema especial para defesa dos estádios e da população. Em Fortaleza, 4 milhas náuticas (7,4 km) em volta do Castelão será uma hora antes e três horas após o início dos jogos (na primeira fase) com o espaço aéreo fechado para pousos. Estamos autorizando as decolagens, porque você prejudica menos a malha comercial”, revelou o brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Júnior, comandante do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra).

Conforme o brigadeiro, a decisão de proibir pousos no Pinto Martins foi acordado com a Secretaria da Aviação Civil (SAC), a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) e as empresas aéreas. Para ele, não há como ter maior segurança sem restrições.

Seguranca-para-a-copa-do-mundo - infografico o povo

“Quanto mais você restringe a utilização do espaço aéreo, mais você aumenta o nível de segurança, mas também prejudica mais a população. Em Fortaleza, por exemplo, é o único aeroporto da cidade. Fechar o aeroporto no período do jogo prejudica no aspecto do deslocamento”, admite o militar, mas faz a ressalva que será feriado e o tráfego aéreo já estará reduzido.

Batista informou que a FAB executa apoio logístico, reforma e odenização de aeronaves, plano especial de defesa na Copa, além das obras do novo centro de comando de defesa aérea em Brasília, com o orçamento de R$ 220 milhões, definidos há dois anos.

“Ficará como legado. Estamos triplicando a capacidade de supervisão e intervenção da defesa aérea brasileira com o novo centro”, disse. A depender das necessidades, a FAB pode solicitar mais recursos, principalmente, para apoio logístico.

“Estamos pedindo reforço para nossa capacidade de transporte. Damos apoio às doze sedes e à Polícia Federal contra terrorismo. Estamos pedido um complemento para fazer isso melhor, cerca de 360 horas de transporte”, adiantou o brigadeiro.

FONTE: O Povo

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Carlos Alberto Soares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Gostaria da opinião do Rinaldo Nery e outros mais “embrenhados” na área.