terça-feira, agosto 3, 2021

Gripen para o Brasil

Airbus Helicopters confirma venda de Super Puma para a Bolívia

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

as332_airbus_helicopters

Em nota divulgada hoje, 17 de janeiro, a Airbus Helicopers (antiga Eurocopter) informou que a Força Aérea Boliviana (FAB) selecionou a versão mais recente de alta potência do Super Puma para combater o tráfico de drogas e realizar missões de segurança pública e de ajuda humanitária em todo o país. O contrato inclui um pacote de logística que vai apoiar a frota nos próximos anos. Os dois primeiros helicópteros serão entregues este ano e os quatro restantes antes de 2016.

A assinatura do contrato ressalta a promessa que o presidente da Bolívia, Evo Morales, fez em uma reunião com o seu homólogo francês, François Hollande , em Nova York em setembro passado, permitindo que a FAB renove a sua frota com helicópteros ostentando a mais recente tecnologia. O contrato também inclui um pacote de suporte logístico que visa proporcionar a FAB com os recursos e know-how de que necessita para garantir a alta disponibilidade da frota.

“Estamos muito orgulhosos de fornecer para a nossa Força Aérea aeronaves multi-função de última geração que nos permitirá realizar com sucesso as nossas missões em curso e enfrentar os desafios do futuro”, disse o brigadeiro Victor Hugo Meneses Gomez, comandante da FAB. Os helicópteros serão utilizados principalmente para combater o tráfico de drogas e também para realizar missões de segurança pública e de ajuda humanitária em todo o país. O brigadeiro Meneses acrescentou: “Tendo em conta as condições extremas de operação na Bolívia, o Super Puma foi escolhido principalmente por causa de sua versatilidade, segurança e, acima de tudo, a sua capacidade de operar em alta altitude. “

“Gostaríamos de agradecer à Força Aérea Boliviana por renovar sua confiança em nossos helicópteros “, disse Mesrob Karalekian , Vice- Presidente de Vendas e Relacionamento com Clientes da Airbus Helicopters para a América Latina”. O Super Puma é um poderoso helicóptero multi-função que é perfeitamente adequado às exigências de operar na região e que, graças a sua tecnologia embarcada no estado-da-arte, permite concluir as missões com total segurança”.

A relação entre a Airbus Helicopters e a FAB começou há várias décadas com o Lama e o Alouette. A FAB opera agora o AS350 B3 Ecureuil e, desde o ano passado, dois EC145 (ver links abaixo), que são utilizados para o transporte de autoridades e missões de conduta em prol da população. Com esta última aquisição, a FAB vai se beneficiar de um programa de transferência de tecnologia que inclui a formação de mais de 80 técnicos e pilotos na França e na Bolívia. Também será fornecido com ferramentas especiais para a criação de um centro de manutenção , onde as inspeções intermediárias (a cada 500 horas) serão realizadas no local, e duas bases operacionais para inspeções menores (a cada 100 horas) , sendo assim a FAB adquirirá autonomia estratégica.

A família Super Puma é particularmente adequada para operações na América Latina, onde mais de 100 helicópteros estão em serviço e outros 60 como pedidos. Sua capacidade de operar em alta altitude (até um limite máximo de 7.620 metros certificado) , na selva, e em temperaturas extremas ( que variam de -45° C a 50° C ) permite que ele enfrente desafios únicos da região, especialmente nas montanhas e planaltos da Cordilheira dos Andes, onde a altitude e a temperatura muitas vezes ser um desafio.

FONTE: Airbus Helicopters (tradução e edição do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

NOTA DO EDITOR: (repetimos aqui a nota publicada junto com a reportagem do primeiro link abaixo)  como gesto de boa vontade e parceria entre vizinhos, a Bolívia poderia ter encomendado seis Super Cougar produzidos pela Helibras. Lembrando também que o Brasil recentemente cedeu várias aeronaves para a FAB deles.

VEJA TAMBÉM:

 

 

- Advertisement -

21 Comments

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio M

Que mandem o a gerentona , Noço Guia, o Celso Amorin ir reclamar com o Evo, na OEA, quero ver ……

geobosco

É igual ao caso do vizinho vendedor que empresta um cotador de grama ao outro vizinho: quando este não mais lhe interessa , ele doa ao vizinho, mas mesmo sabendo que o vizinho tem um produto a vender, ele compra de outro…..É nisso que dá passar a mão na cabeça desse índio cocalero maluco…. o Brasil doa equipamentos para a Bolívia como gesto de boa vontade para com o país vizinho e este foi comprar helicópteros com os franceses. Da próxima vez, vamos deixar de ser bons vizinhos com esses ´nossos vizinhos…..

wilton feitosa

mas será que neste período de vacas magras na Europa haveria a devida autorização para a filial tupiniquim “roubar” postos de trabalhos da matriz ??… me parece que não né??

outra questão, a Helibras teria capacidade (não técnica) industrial de tocar mais este projeto dentro do cronograma que a Bolivia deseja??

Nautilus

A Helibras não é a “representante” da Airbus Helicopters na América Latina? Não somos os “parceiros”dos franceses? Porque a venda é fechada pela matriz?

Marcos

Que fechem com os franceses, assim não precisaremos financiar nada!

Agora, onde está a parceria estratégica com os franceses para produção mundial de um helicóptero?

Nunca existiu, né!?

Baschera

Sifu….. eles e nós…BrasilPuthânfia….. tsc..tsc…tsc…

Sds.

Almeida

Bolivarianismo e parceria estratégica nos olhos dos outros é refresco…

Marcelo Andrade

Calma pessoal, vcs falam demais!!!
As linhas de montagem da Helibras estão, no momento, ocupadas para o atendimento às nossas FFAA com os EC-725, não dá para incluir no meio os heli para a Bolívia.

Além do mais, ainda não atingimos o teto máximo de nacionalização (50%) e outra coisa, quem iria financiar os helicópteros para a Bolívia? O BNDES?

Ao comprar direto eles usaram o Paribas, além de melhores condições direto com a Airbus.

Vamos entender primeiro para depois malhar.

Se este helicóptero fosse uma droga, não estaria vendendo por ai.

Felipe Augusto Batista

Ei Poggio, aproveitando a deixa, porque os comentários no post da doação das balsas
ficou bloqueado?

Marcos

Marcelo Andrdade?

Tá vendendo por ai, onde?

Um lote para a própria França, outra para o México, antes da descoberta do parafuso solto, Indonésia já suspendeu seu pedido, Braphiu Putanphia com seu acordo estratégico e agora a Bolivia, que não tem mar.

Clésio Luiz

“Simplesmente porque o meu computador acordou de mau humor e resolveu bloquear comentários nos três blogs esta semana. Estou liberando manualmente um por um.”

Acho que tem o dedo da NSA nisso aí. 🙂

rommelqe

Nem o Evo é louco suficiente para comprar o Caracal EC-725, mesmo sabendo que os mares bolivianos são suficientes apenas para receber nossas balsas…..
Pelo que está escrito, eles compraram o Super Puma, EC-145, com rotor de quatro pás e makilas com 75% da potência.
Não esquecer que quando o EC-725 foi ao Chile, conforme divulgado, ele teria “escalado a cordilheira” por um vale, evitando ter que voar em ar rarefeito.
Outro fato relevante é a transferência de tecnologia…para índio invasor de instalações petrolíferas e plantador de coca; helis pelo jeito são ótimos para isso.

Carlos Alberto Soares

Cadê o MAG na imprensa defendendo nossa união estratégica com os bolivarianos.

“Marcelo Andrade
17 de janeiro de 2014 at 13:15 #”

Desculpe-me, ma é problema de amnésia que você tem ?

E os tratados assinados em vários âmbitos da preferência de compras entre nós e “los hermanos” bolivarianos.

Terei que levantar um a um para posta-lo aqui para que você veja o quanto são recíprocos ?

Eurokombi e Eurobambi que fossem nossos …..

Oganza

Essa é a sapiência do GF… kkkkkkkkkkkkkk

Nick

Ao menos a América Latina deveria ser de responsabilidade da Airbus Helicopters Itajubá.

Melhor deixar essa $#@#$$@!!! de dinheiro gasto naquela @@@#!!!! de fábrica de lado mesmo.

[]’s

Baschera

Pera aí pessoal.

O que a Bolívia comprou foram os Super Puma AS 332 C1E e não os Caracal EC-725/225.

Parece… mas não são exatamente os mesmo helicópteros.

Sds.

Vader

Parceria Estratégica do Bravfil-PuTânphia…

Carlos Alberto Soares

Não compraram nosso modelo de Kombi para não dar o gostinho …. kkkk rsrsrsrs …. Nossa Kombi é seis portas …. essa é quatro portas ….

Marcos

O Índio é mais esperto que nós, comprou os AS-332!

Últimas Notícias

Pilotos russos usaram receptores GPS feitos nos EUA durante missões de combate na Síria

Pilotos militares russos usaram receptores comerciais GPS de navegação por satélite durante suas operações de combate na Síria, de...
- Advertisement -
- Advertisement -