terça-feira, agosto 16, 2022

Gripen para o Brasil

USAF perde outro MC-12 no Afeganistão

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

MC-12 - foto USAF

A ISAF (International Security Assistance Force – Força Internacional de Assistência para Segurança), missão de segurança liderada pela OTAN no Afeganistão, estabelecida pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, informou no último dia 10 de janeiro que dois militares e um civil morreram em um acidente aeronáutico na região leste do Afeganistão.

Nenhuma outra informação foi oficialmente liberada, mas o site Stars & Stripes, citando a rede de televisão norte-americana ABC News, noticiou que a aeronave envolvida no acidente era um turboélice MC-12 (versão de vigilância, inteligência e reconhecimento do King Air) que realizava uma operação noturna.

A maioria das aeronaves perdidas pela ISAF no Afeganistão ocorreu, segundo informes da ISAF, em acidentes e não por fogo inimigo.

Em dezembro passado um helicóptero Black Hawk caiu, matando seis norte-americanos (houve um sobrevivente). Mas no início do ano passado as perdas foram maiores.

Em abril um 747 civil versão cargueiro acidentou-se, matando todos os sete tripulantes. No mesmo mês outro MC-12 caiu com sete pessoas a bordo e um F-16 acidentou-se com a perda do piloto (veja nos links abaixo).

Em março passado a ISAF perdeu dois helicópteros (um OH-58 Kaiowa e um Black Hawk) e seis militares. Também em maio um KC-135 que operava a partir do Quirguistão acidentou-se com a perda dos três tripulantes.

Com a queda do MC-12, subiu para quatro o número de militares da OTAN mortos este ano no Afeganistão.

FONTE: com informações da ISAF, do Star & Stripes e da rede ABC

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

3 Comments

Subscribe
Notify of
guest

3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Sobre aquele 747 cargueiro que caiu ano passado, a investigação do acidente confirmou o que este metido a especialista que vos fala suspeitava: foi a carga que se soltou e foi parar na cauda, modificando o CG para além do controlável pelos estabilizadores e causando a perda de controle.

Carlos Alberto Soares

Vale caro Clésio Luiz, onde posso ver/link ?

Carlos Alberto Soares

Temos que aguardar o resultado das investigações, opiniões são mera especulação.

Últimas Notícias

Caças Eurofighter Typhoon alemães partem rumo ao Indo-Pacífico para realizar exercícios conjuntos

O desdobramento inclui visitas ao Japão e a Coreia do Sul BERLIM (Reuters) - A Alemanha está enviando 13 aeronaves...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -