domingo, dezembro 5, 2021

Gripen para o Brasil

O que aconteceu com o B-1B da foto abaixo?

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

USAF fornece esclarecimentos sobre o episódio

acidente com B-1B Uma placa articulada da luva de vedação, que se encontrava solta, da asa de geometria variável esquerda de um bombardeiro B- 1B Lancer da USAF ocasionou um vazamento de combustível que promoveu uma série de explosões, provocando a queda da aeronave em 19 de agosto de 2013 , perto da cidade de Broadus (estado de Montana), de acordo com um relatório produzido pelo “Air Combat Command Accident Investigation Board”, liberado em 30 de dezembro de 2013 . Segundo o comunicando da USAF, os quatro tripulantes ejetaram-se em segurança e sofreram ferimentos não- fatais. A aeronave foi destruída, com a perda do governo no valor de aproximadamente US$ 317,7 milhões. Não houve ferimentos a civis e danos à propriedade privada consistiu em pastagem queimada. Tanto a aeronave como a tripulação pertenciam ao 34º esquadrão de bombardeiros da 28ª Ala de Bombardeiros, baseado na Base Aérea de Ellsworth, (Dakota do Sul). Quando ocorreu o acidente, os pilotos estavam participando de um voo de treinamento. O B- 1B estava voando nivelado a cerca de 20.000 pés de altitude com as asas de geometria variável na posição estendida (totalmente para frente). Quando o piloto iniciou uma descida para 10 mil pés, ele acionou o comando para recolher as asas na posição para trás (enflechamento máximo). Neste momento ocorreu um vazamento de combustível indetectável na principal linha de combustível da aeronave. Sem o conhecimento da tripulação, cerca de 7.000 quilos de combustível vazaram para a aeronave durante a missão de treinamento. Eventualmente, o combustível vazado entrou em contatado com partes expostas do duto quente do pré-resfriador d0 ar sangrado (“precooler”), inflamando-se e provocando uma explosão que separou a carenagem da asa esquerda da aeronave. O combustível inflamado então penetrou pela cavidade aberta pela ausência da carenagem e penetrou  nos tanques de combustível da aeronave, incendiando os vapores de combustível que ali se encontravam. Esta detonação se espalhou através do sistema de descarga de combustível que liga os tanques de combustível na aeronave, resultando em uma série de detonações em cascata, causando a perda completa e permanente de energia para o compartimento da tripulação. Sideview-of-Left-overwing-fairing De acordo com os resultados da investigação, em algum momento antes do acionamento para enflechamento máximo da asa pelo piloto,  a placa articulada da luva de vedação da asa soltou-se em um ou mais pontos, impedindo-a de se recolher para trás. Como a placa articulada estava solta, ela foi empurrada para dentro da carenagem de recolhimento, fazendo com que sua borda afiada produzisse um corte em forma de “V” na linha principal de combustível. B-1-damaged-main-fuel-line FONTE: USAF (tradução e edição do Poder Aéreo a partir do original em inglês)  FOTOS: USAF E KOTATV VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

4 Comments

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Oganza

Nossa… demorou esse relatório não?

Mais de 4 mêses, o limite lá dos gringos não são 3 mêses?

É isso mesmo ou estou redondamente enganado?

Sds.

Marcos

Putz!
Os caras descobriram tudo isso por conta de uma mangueira cortada.
Missão para o nosso Franco Ferreira.

Almeida

Aconteceu o mesmo que o avião que caiu no Pentágono: não sobrou nada!

Almeida

Este é, na minha humilde opinião, o bombardeiro mais bonito de todos os tempos! E um dos aviões mais bonitos também.

Uma pena que existam planos de aposentá-lo prematuramente. Espero que os planos de transformá-lo em porta mísseis BVR sigam em frente!

Últimas Notícias

Irã diz que explosão acima de Natanz faz parte de treinamento militar

A explosão relatada coincide com uma crise nas negociações sobre o programa nuclear do Irã A mídia iraniana no sábado...
- Advertisement -
- Advertisement -