quinta-feira, junho 30, 2022

Gripen para o Brasil

O Gripen e suas superfícies de controle

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Gripen com a camuflagem antiga da Flygvapnet (2)

As imagens mostram um caça Gripen com a antiga camuflagem verde-marrom-preto da Flygvapnet usada nos caças Viggen. No gráfico no final do post são apresentadas as configurações das superfícies de controle do Gripen nos diferentes regimes de voo. Clique nas imagens para ampliar.

Gripen com a camuflagem antiga da Flygvapnet

Gripencontrolsurfaces1

- Advertisement -

11 Comments

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
tiagobap

Desde dos tempos do Viggen, acho essa a mais bonita camuflagem aplicada a um caça.

Estas matérias técnicas, junto com as “históricas”, são as minhas preferidas! Parabéns ao Galante e à toda equipe do P.A..

Lembrei agora do blog do Roberto Santana. Pena que acabou…

Abraços

Tiago Baptista

P.S.: sim, esse comentário é um pedido por mais posts do tipo… 😉

Mauricio Silva

Esse padrão de camuflagem é muito bonito. Não sei se era efetivo, mas dava uma tremenda personalidade aos Viggens. Aliás, o Viggen era um dos caças mais bonitos também. Casamento perfeito. Muito bom os gráficos com as possições das superfícies móveis durante as manobras. É, a FAB vai estar muito bem servida nos próximos anos.
SDS.

Antonio M

Também acho essa pintura muito legal, mais legal que as atuais mas, não sei se são mais funcionais do que as novas. E é parecida com a que usavam no F5 que ficava muto bem.

Bogaz

Realmente. Uma das mais bonitas camuflagens que ja vi. No Brasil vão usar o mesmo padrão do F-5 e A-1?

Blind Man's Bluff

Esse esquema de camuflagem é em especial muito efetivo no caso especifico da Suécia, que esconde seus caças literalmente em estradas no meio das florestas do interior do país.

O Gripen é um caça projetado para operar desde bases convencionais como estradas curtas, inclusive cobertas de neve e em mal estado de conservação.

Blind Man's Bluff

Os suecos, apesar de neutros durante a guerra fria, sabiam que suas bases aéreas seriam bombardeadas pelos soviéticos, nos primeiros instantes de uma eventual 3a guerra mundial.

Ao mesmo tempo, os suecos teriam que resistir à invasão anfíbia soviética, no norte da península escandinava e por isso, necessitariam poder rapidamente, em questão de minutos, mudar o perfil dos caças desde interceptadores à aviões de ataque marítimo, armados com um mix de mísseis anti-navio RBS-15 e mísseis ar-ar para auto-defesa; tudo feito em estradas, sob a cobertura da floresta sueca.

http://www.youtube.com/watch?v=6zr08XqfWT8

jairo boppre sobrinho

Belo caça!

Mauricio Silva

Bogaz. Provavelmente, uma vez que este é (por enquanto pelo menos) o padrão da FAB. A camuflagem visual tem como objetivo “esconder” o aparelho no ambiente. Mas com os modernos sistemas de detecção, ela perde muito da efetividade, pois o padrão de cores como forma de disfarce somente funciona na observação direta. E isso pode ser suficiente, pois um segundo a mais de vantagem numa batalha faz diferença. De qualquer forma a importância da camuflagem visual foi reduzida com o avanço da tecnologia. O que até pode ser bom, visto que dará mais “liberdade artística” para quem pinta os aviões.… Read more »

Rinaldo Nery

Em 2008 estive em Gothenburg e visitei uma base aérea, construída em 1954 dentro de uma montanha, a 30m abaixo da superfície. Fantástica! Tem reservatórios para 300.000 litros de querosene, e tudo ainda funciona. As portas possuem 2 m de espessura em concreto, para resistir ao ¨blast¨ de uma explosão nuclear. Hoje é um museu, onde estão expostas todas as aeronaves de caça voadas pela Flygvapnet, com o seu armamento.

Penguin

off, mas interessante: Com relação às estimativas do custo operacional do Gripen NG, segue resposta do Governo suíço a questionamento (questão 3.2) feito pelo Conselho Federal ( http://www.news.admin.ch/message/index.html?lang=de&msg-id=46725 ): 3.2. Quais foram os custos por hora de voo estimados nas avaliações da Suécia e Suíça? Há uma explosão do custo operacional por hora de voo de CHF 5.000 originalmente para CHF 10.000 ou CHF 24.000 segundo relatos da mídia? O custo da hora de voo pode ser calculado de várias maneiras diferentes, dependendo do que é levado em conta ou omitido (combustível, pessoal de terra, infraestrutura, pilotos, amortização). Assim, diferentes… Read more »

Guilherme Poggio

Penguin escreveu:

off, mas interessante:

Não é exatamente “off”, pois também trata do Gripen.

Muito interessante o documento ( Penguin, sempre trazendo notícias interessantes).

Além da questão da discussão do custo da aeronave o que me deixou impressionado foi a importância que os suíços dão ao impacto sonoro no meio ambiente.

É provável que o Gripen tenha que operar com uma fonte externa (ao invés do APU) para dar a partida na aeronave porque a fonte externa emite menos ruído. Só na Suíça mesmo.

Últimas Notícias

45 anos do EMB-111 Bandeirante Patrulha

O projeto do EMB-100 Bandeirante, iniciado antes mesmo do nascimento da Embraer, deu base ao desenvolvimento de diferentes aeronaves,...
- Advertisement -
- Advertisement -