Home Vídeo Gripen NG, ‘Sukhoi Killer’

Gripen NG, ‘Sukhoi Killer’

620
29

Assista nesse vídeo de apresentação o caça sueco Saab JAS 39 Gripen demonstrando suas capacidades em situações táticas que podem ocorrer em um conflito. O Gripen foi projetado para substituir os caças Saab 35 Draken e 37 Viggen na Força Aérea da Suécia (Flygvapnet). O Gripen tem asas em delta com canard com estabilidade relaxada e fly-by-wire. Na versão NG, o caça possuirá um motor mais potente F414G, levará 40% a mais de combustível e terá um novo radar AESA e sensor IRST, entre outras inovações.

Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nick
Nick
6 anos atrás

Do mesmo modo que o Gripen E não dever ser subestimado por seu tamanho, não podemos subestimar os SU-35S.

Em um hipotético combate, a FA que tiver o melhor domínio de seus equipamentos e a melhor doutrina venceria.

[]’s

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
6 anos atrás

Concordo, tenho especial apreço pelo SU 35S, pena que os Russos não ……..deixemos pra lá, é melhor ….
mas em nosso TO ele não existe.

E 99, integrados eis a diferença em nossas bandas,

+ REVO alias cadê os 02/3 do contrato com a IAI ?

Reinaldo Deprera
Reinaldo Deprera
6 anos atrás

Também tenho profunda admiração pelo SU-35S.
Talvez seja o avião mais acrobático que já voou dentre aqueles que tem mais ou menos o tamanho de um Boeing 747.

Marcos
Marcos
6 anos atrás

Qual a finalidade daquele capacete cheio de “caroços”???

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Marcos,

São os sensores para mapear com precizão a posição da cabeça para os dados do HMS, é uma solucão usada pela BAe Systems ao sistema usado por exemplo por nós em nossos Mikes, onde há a necessidade de se ter um sensor grudado de cada lado do canopi.

Se é melhor eu não sei.

Sds.

Colombelli
Colombelli
6 anos atrás

Isso é o que a gente chama no meio militar de “puro embuste”. As máquinas se equivalem em mutos aspectos, e em outros uma ou outra apresenta superioridade em algum item. O segredo da vitória seriam os profissionais e a capacidade de fazer surgir a situação que valoriza o ponto onde seu avião tem a superioridade. Agora a manobra do Su com o giro sobre o Gripen seria a por possível naquela situação. Totalmente ilógica para quem queira hostilidade. Se eu fosse o piloto do SU, iria acelerar lentamente e fazer o Gripen acelerar junto até o limite que desse… Read more »

champs
champs
6 anos atrás

Colombelli,

Aproveitando o seu conhecimento em combate aéreo, a manobra apresentada a partir do 3:23, com ambos os caças tentando encaudar o adversário, aconteceria na vida real?

As miras montadas nos capacetes, com os misseis da geração atual, não fariam que ambos fossem abatidos numa manobra como aquela?

Sds

Colombelli
Colombelli
6 anos atrás

Champs, eu sei pouco e nada e combate aéreo.Tem colegas aqui que realmente sabem. A manobra de ambos fazendo curvas para tentar a posição seis horas é um clássico que sobreviveu a era do jato. Rendeu belos combates na Coréia e sobre o Sinai. Mas ficou forçada no contexto. Primeiro, há vários misseis hoje com capacidade de engajamento frontal sem dificuldade alguma. Aliás, os sul africanos já sofreram isso nos início dos anos 80, ocasião em que preferiam fugir dos Migs com seus Mirage por aqueles terem capacidade de disparo frontal. sso ja há 40 anos.Logo, não teria sentido algum… Read more »

joseboscojr
joseboscojr
6 anos atrás

Combate aéreo entre duas aeronaves de mesmo nível tecnológico é altamente imprevisível e claro, o fator humano passa a ser mandatário, havendo grande possibilidade de descambar para um dogfight. O que não é muito realista é uma força atacante do nível como mostrado no vídeo não contar com sistemas capazes de defesa antiaérea. O NG chegou ao ponto de identificar objetos no solo a partir de um casulo optrônico de aquisição de alvos, sem ser incomodado. Tivesse feito com seu radar AESA no modo SAR e teria sido mais realista. Já em relação ao uso de mísseis RBS-15 para destruir… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Caros colegas, é um vídeo pra leigo, é um vídeo de propaganda para a massa e bem, acho que concordamos. Com respeito a manobra cobra, já se sabe que ela não serve para nada a não ser para apresentação em feiras e desfiles. Depois que a manobra foi vista pela primeira vez, e causou um monte de E SEs, pilotos do mundo todo passaram a tentar fazela e se livrar dela, e a resposta foi simples: deixe o oponente fazer a cobra, assim que vc passar por ele, execute um meio tunô seguido de um meio 8 cubano reverso e… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

E bos, quanto ao ataque da ponte, fecho 100% com você, mas eles tinham que mostrar o produto da casa tb né? rsrsrs

Afinal é propaganda.

joseboscojr
joseboscojr
6 anos atrás

Pois é Oganza. A menos que seja uma versão secreta do RBS-15, usar um míssil com ogiva de 200 kg (no máximo teria 100 kg de material explosivo) não é boa ideia contra a estrutura de uma ponte, principalmente atingido-a lateralmente, onde uma viga menos importante pode fazê-lo espoletar e a explosão gerada ser diluída sem fazê-la colapsar. Duas bombas de 2000 lb atingindo a ponte de cima pra baixo a uma certa distância do centro seria mais previsível e traria igual dificuldade de reparo que se fosse destruída nos pilares laterais. Mas sei que a função do vídeo é… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Vlw bosco,

Mas é bom levar um sacode e saber como as coisas funcionam no mundo real… rsrsrs

Mas o vídeo é MUUUUITO eficiente para o que ele se presta. Os suécos não faltaram as aulas de marketing pelo visto. 🙂

sds

Grievous
Grievous
6 anos atrás

E não é que a propaganda funciona? Pelo menos comigo. Não gostava do Gripen. Fiquei um pouco decepcionado quando ele foi o escolhido no FX2. Não sei, achava ele feio e com aparência de fraquinho. Ele pode ter o tamanho e peso semelhantes aos Mirage III e 2000, mas parece menor que eles. Não gostava de sua cauda. Parece que as asas acabam antes do que deveriam ou a cauda se prolonga. Ficou parecendo um rabo. Feio. A cobertura do cockpit também não é em bolha, então parece algo dos anos 60… Sua “espinha dorsal” também lembra a dos primeiros… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Grievous
6 anos atrás

“Grievous em 02/01/2014 às 22:01
Mas o que achava mais feio eram os trilhos das pontas das asas. Muito grandes.”

Os trilhos são maiores do que o normal porque incorporam, tanto na parte frontal quanto na parte traseira, antenas de RWR (alerta radar)

Uma solução simples e inteligente, na minha opinião, embora não tão boa esteticamente.

Para mais detalhes como esse do Gripen (ao menos do Gripen C), essa ilustração abaixo é elucidativa.

http://www.saabgroup.com/Global/Documents%20and%20Images/Air/Gripen/Gripen%20product%20sheet/Gripen_See-through.pdf

joseboscojr
joseboscojr
6 anos atrás

Uma característica interessante do Gripen NG é que ele não tem estações de mísseis MRAAM semi-embutidas como no Super Hornet ou pelo menos justapostos como no Rafale.
Isso para um caça que é dito ser capaz de supercruise e característica semi-furtiva é bem inusitado.
Se bem que o Su-35 também não tem e igualmente tem supercruise e baixo RCS.

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Grievous fantástico… rsrsrsrs MKT by SAAB. “Ele pode ter o tamanho e peso semelhantes aos Mirage III e 2000, mas parece menor que eles.” Essa impressão visual que todo mundo tem quando olha pra ele, é chamada de Razão de Aspecto. Era uma dado frequente em fichas de caças até os anos 90 que não se vê mais por ai. Esse fator, quanto menor o valor, melhor é. isso por exeplo dificulta a percepção de qual é a distância que a aerona está quando se olha a olho nu a partir de um outro caça entre outras coisas, mas em… Read more »

Colombelli
Colombelli
6 anos atrás

Ozanga, Não deve ser confundida a manobra cobra pugachev vista em shows aéreos com o conceito que ela encerra. Uma coisa é a demonstração, outra é o conceito, de diversa exequibilidade operacional. Se as duas aeronaves antagônicas estão perfiladas próximas e uma delas pretende hostilizar a outra, não poderá, nas condições do video, usar misseis, dada a dificuldade do ângulo (dificuldade relativa), e da curta distância ( esta invencível). A unica forma de tornar para o SU o engajamento possível imediatamente e de forma favorável é reduzir drasticamente a velocidade, fazendo o Gripen passar por ele ficar a frente. Neste… Read more »

Colombelli
Colombelli
6 anos atrás

Roberto, observe que ela esta em grande altitude, com ar rarefeito, onde o stoll nem permitiria as velocidades de shows. A sua premissa para dizer que ele está de vagar apenas visualmente é tão válida como a minha para dizer que não está tanto assim. Observe como referencial o penacho de vapor atras. Ainda, você não pode afirmar que a manobra é impossível de forma categórica. A altíssima velocidade, digamos os seus 800 ou 900 km, tudo vai depender do ângulo imprimido e da força G gerada. Óbvio que redução de velocidade não poderá passar a 10 G, pois a… Read more »

Vader
6 anos atrás

Pra mim a maior vantagem do Gripen em combate ar-ar é o que chamo de “Tática Velociraptor”: graças a seu datalink, enquanto você enxerga um Gripen, outros dois estão lhe atacando pelos lados. 😉

Iväny Junior
6 anos atrás

Esse vídeo é uma ótima propaganda. Não que o Gripen não seja capaz de fazer tudo que mostra no filme, mas sim, porque os Sukhois não se deixariam travar e abater tão facilmente. O Su-35 é um dos melhores aviões do mercado. Esse combate pareceu o Gripen nas mãos israelenses e os Sukhoi’s em mãos árabes.

Gripen com Suecos e Tchecos e Sukhoi’s com Russos e Chineses, o negócio esquenta.

Colombelli
Colombelli
6 anos atrás

Roberto Quanto maior a velocidade maior seria a redução necessária dela e os efeitos da G negativa de desaceleração. A velocidade interfere na execução da manobra cobra dependendo do que se quer com ela, apenas redução ou completa parada . E ai volto a repetir a necessidade de não se confundir a manobra cobra vista em shows com o conceito que ela encerra. Em shows, a aeronave está relativamente lenta, e, quando efetua a manobra as forças G geradas permitem que ela quase zere a velocidade sem extrapolar os limites aceitáveis pelo piloto. Ela realmente zera ou quase zera a… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

RAPA… eu vi agora… a COBRA VAI FUMAR rsrsrsrs

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Roberto F Santana “Quando você fafa de “razão de aspecto” e que era “um dado frequente em fichas de caças até os anos 90″. Fracamente eu nunca vi isso. Você não estaria confundindo esse dado com a razão entre o comprimento e sua corda média?” Por partes… não é a corda (ou grosseiramente a espessura da asa) não, é o ASPECT RATIO que foi traduzido como RAZÃO DE ASPECTO, mas literalmente seria RELAÇÃO DE ASPECTO. Bem, vi esse dado pela primeira vez aos 12 anos quando comecei a colecionar uma coleção de livrinhos chamada Guia de Armas de Guerra –… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Colombelli vamos por partes também… rsrsrsrs vamos partir do seguinte situação: 1 – Digamos que estejam em um dogfighter entre 850 e 950 km/h e o Su está a frente do Gripen (neste caso) e executa a cobra forçando o Gripen a passar do SU. Mas passa quanto? Peguemos o seu exemplo do vídeo, onde a COBRA é desfeita em 5s e coloquemos + 1 segundo de solução de tiro (estou sendo generoso). Teremos 6 segundos a 950km/h = 264m/s x6 = 1.584m. Agora digamos que o Gripen estivesse a uns 500m do SU, então estaria a 1.284m a frente… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Voltando a famigerada COBRA, ela é eficiente sim, mas seu problema é que o “uti” do SU, e como to “uti”, tem que ser feito ou para matar (kill) ou para viver (desengajar) então: A COBRA é muito eficiente se for feita a menos de 4 mil pés (o split-s não funcionará aqui) a altas velocidades, pois se for feita abaixo de 300 nós, o SU vai ficar em desvantagem, pois vai ser muito mais fácil para o oponente ligar o PC e ganhar energia do que o SU depois da COBRA, pois ai vai bastar uma reversão seguido de… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Roberto F Santana perfeito é isso mesmo, ARRASTO. Ela uma solução de utimo caso… para sair de uma enrrascada, e sem a ajuda de um ala com movimentos e precedimentos bem coordenados e ensaiados será simplesmente a morte do SU. PS.: na comunidade de simuladores, já inserimos diversos dados da manobra em 11 situações diferentes, com e sem outros elementos de esquadrilha. Existem de ao menos 3 maneiras seguras de se livrar da COBRA e todos os aviões conseguiram se sair dela, alguns com possibilidade de continuar o combate e outros com possibilidade apenas de desengajar. Mig 29, F-16, Gripen,… Read more »

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Roberto F Santana perfeito é isso mesmo, ARRASTO. Ela uma solução de utimo caso… para sair de uma enrrascada, e sem a ajuda de um ala com movimentos e precedimentos bem coordenados e ensaiados será simplesmente a morte do SU. PS.: na comunidade de simuladores, já inserimos diversos dados da manobra em 11 situações diferentes, com e sem outros elementos de esquadrilha. Existem de ao menos 3 maneiras seguras de se livrar da COBRA e todos os aviões conseguiram se sair dela, alguns com possibilidade de continuar o combate e outros com possibilidade apenas de desengajar. Mig 29, F-16, Gripen,… Read more »

Colombelli
Colombelli
6 anos atrás

Oganza e Roberto Se vocês leram bem o que eu falei devem ter visto que eu disse que para aquele “caso do video”, com caças lada a lado era a solução imediata melhor. Ela permite surpresa imediata, pois qualquer outra, ali naquele caso, permitiria reação do Gripen acompanhante. Logo, não adianta fazer uma análise de contraponto usando exemplos de situações diversas, como caças um a frente do outro. A validade indicada é exclusivamente para quela situação. Segundo, também falei que a situação dependia de o ala do SU criar distração imediata para o ala do Gripen neutralizando-o. Ensaio é o… Read more »