Aditivo de 2,7 milhões de euros para modernizar sensores dos E-99 da FAB

    395
    19

    E-99 - Esquadrão Guardião - Domingo Aéreo AFA 2011 - foto 3 Nunão Poder Aéreo

    Termo Aditivo assinado no dia 18 com a sueca Saab altera cláusulas e acrescenta 2,7 milhões à modernização de sensores do E-99, contratada em abril deste ano por 39,8 milhões de euros

    Abaixo, o Extrato do Termo Aditivo assinado no dia 18 pela COPAC e DCTA junto à sueca Saab, publicado na edição desta segunda-feira, 23 de dezembro, do Diário Oficial da União. Mais abaixo, está o Extrato de Inexigibilidade de Licitação para a aquisição dos equipamentos para modernização dos sensores embarcados das cinco aeronaves E-99 de Alerta Aéreo Antecipado e Controle (AEW&C) da FAB, publicado na edição de 3 de abril deste ano.

    DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA A E R O E S PA C I A L

    COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA AERONAVE DE COMBATE

    EXTRATO DE TERMO ADITIVO Nº 16/2013

    Nº Processo: 67701.025763/2012-89. Espécie: Termo Aditivo de Contrato. Contratante: União, Ministério da Defesa, por intermédio do Comando da Aeronáutica – COMAER, representado pelo Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial – DCTA e pela Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate – COPAC. Contratada: SAAB AB (PUBL) ELECTRONIC DEFENCE SYSTEMS. Nº do Termo Aditivo e Contrato Original: 1º Termo Aditivo ao Contrato de Despesa nº 001/DCTA-COPAC/2013.

    Finalidade: a) Alterar as CLÁUSULAS: 3ª – PREÇO, 4ª – CUSTEIO, 5ª – CONDIÇÕES DE PAGAMENTO, 10ª – PRAZO, LOCAL E CONDIÇÕES DE APRESENTAÇÃO PARA RECEBIMENTO, 11 – RECEBIMENTO DE ETAPAS, ACEITACÃO E RECEBIMENTO DEFINITIVO DO OBJETO DO CONTRATO, 12 – GARANTIA FINANCEIRA; 18 – DIREITO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL, e b) modificar os ANEXOS: I – CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO, III – DETALHAMENTO DOS FORNECIMENTOS E SERVIÇOS, IV – METODOLOGIA DE ENTREGA E ACEITAÇÃO DOS BENS E SERVIÇOS – MEA, VI – PROCEDIMENTOS DE IMPORTAÇÃO, VII – PROPRIEDADE INTELECTUAL, e VIII – ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA.

    Amparo Legal: Inciso I e no §1º, inciso I, ambos do Art. 57 e Art. 65, inciso I, alínea “b”, contidos na Lei nº 8.666/93. Valor: Aumento de € 2.786.350,00. Programa: 2058. Ações: 20IH e 14SY. Naturezas da Despesa: 33.90.39, 33.90.52, 44.90.39 e 44.90.52. Data de assinatura: 18 de dezembro de 2013. Vigência: 26 de abril de 2017

    E-99 - Esquadrão Guardião - Domingo Aéreo AFA 2011 - foto 6 Nunão Poder Aéreo

    O texto abaixo é da edição de 3 de abril de 2013. Para saber mais sobre o programa de modernização dos E-99 da FAB, para o qual os valores mostrados aqui são apenas uma parte do total a ser investido, clique nos links ao final.

    COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA AERONAVE DE COMBATE

    EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO N 1/2013

    No Processo: 67701.025763/2012-89. Objeto: Aquisição de bens para a modernização dos sensores aeroembarcados de 5 (cinco) aeronaves E-99. Autoridade Solicitante: Brig Ar José Augusto Crepaldi Affonso. Autoridade Ratificadora: Ten Brig Ar Ailton dos Santos Pohlmann. Contratada: SAAB AB (PUBL) ELECTRONIC DEFENCE SYSTEMS. Justificativa: Fabricante original e exclusiva do bem atualmente instalado na aeronave. Valor: C = 39.881.925,00 (trinta e nove milhões, oitocentos e oitenta e um mil, novecentos e vinte e cinco euros) Amparo Legal: Inciso I do art. 25, da Lei nº 8.666/93.

    E-99 - Esquadrão Guardião - Domingo Aéreo AFA 2011 - foto 8 Nunão Poder Aéreo

    FONTES: edições de 3/4/2013 e de 23/12/2013 do Diário Oficial da União (clique nas datas para ler os textos originais)

    VEJA TAMBÉM:

    Subscribe
    Notify of
    guest
    19 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    JapaMan
    JapaMan
    6 anos atrás

    Como não vão precisar pagar $$$$ propina para os do queijo podre, ta sobrando algum para algumas coisas pontuais, acho que pela primeira vez essa ##$%$ de DESgoverno ta fazendo alguma coisa que preste.

    Excelente notícia.

    Corsario137
    Corsario137
    6 anos atrás

    Caro Japa,

    Quando o tema é defesa sou muito cético. No entanto, hoje acho que temos condições de renovar nossas esperanças, para não dizer utopias, em uma FAB que sempre sonhamos. 36 Gripen + E99 + o material humano de 1a linha que dispomos, seremos uma força de combate única nessas bandas do mundo.

    Bogaz
    Bogaz
    6 anos atrás

    Q q esta acontecendo esse final de ano.. Anos de seca orcamentaria e agora dona Dilma abriu a torneira pra FAB..vai entender..mais noticia boa..

    Iväny Junior
    6 anos atrás

    Que transcorra rapidamente. Esses equipamentos são muito bons, motivos de orgulho para Embraer e Ericsson, bem como brasil e Suécia.

    Carlos Alberto Soares
    Carlos Alberto Soares
    6 anos atrás

    Senhores, já foi comentado neste espaço várias vezes: 1.- Orçamento da União para 2013, verbas/dinheiro disponibilizados não desembolsados dentro do ano corrente, voltam para o “caixa do tesouro”, não ficam disponíveis para o ano seguinte. Portanto estão utilizando as sobras/saldos desse orçamento procurando torna-las(as sobras) mais pró-eficientes. Não tem nada de “Dilma boazinha, até que enfim, poxa como eles são bacanas e por ai vai ….” pura ilusão. A realidade, o real mesmo está ai embaixo, afinal de contas nunca antes na história desse pais ….. http://www.aereo.jor.br/2013/12/22/enquanto-o-gripen-nao-chega-fab-fecha-bases-para-economizar/ ESSA É A REALIDADE, EM CAIXA ALTA E BOM SOM !

    Santana Denis
    Santana Denis
    6 anos atrás

    Eu já estou ficando desconfiado, será que o SNOWDEN revelou algo mais que não foi pra mídia? Sem trauma “Antiamericanófilo”.
    Ou será que o governo percebeu o “ZOIO GRANDE” da China para a AS?
    De qualquer forma quando a esmola é demais… .

    Santana Denis
    Santana Denis
    6 anos atrás

    Carlos Alberto Soares 24 de dezembro de 2013 at 0:46#

    Desculpe amigo, mas sinto cheiro de política no ar, se for nesse seu pensamento porque não fizeram em anos anteriores?

    Baschera
    Baschera
    6 anos atrás

    Mudaram o que ??

    Hummmm….. prazo de pgto…. cond. financeiras….. prazo de entrega….será que não foi pago e tiveram que renegociar pagando a mais por isto ??

    Ou tem algum equipamento a mais por conta dos Gripen ??

    Este assunto (E-99 e R-99) é envolto de segredos…. e deve ser assim mesmo.

    Sds.

    Gilberto Rezende
    Gilberto Rezende
    6 anos atrás

    O que me parece aqui é que com a adoção do Gripen pode ter se abrido a possibilidade de usar nos radares dos E-99 uma classe de equipamentos ou capacidades específicas deste radar SUECO que foram desenvolvidas para a operação com os Gripens da Flypagnet. Ou mesmo no curso da modernização em curso novas capacidades deste modelo de radar podem ter sido conhecidas pela FAB ou se tornado disponíveis e resolveu-se investir e incluí-las no processo em curso uma vez que um adendo de 2,7 milhões de EUROS não é pouca coisa mesmo num negócio inicial de quase 40 milhões… Read more »

    Gilberto Rezende
    Gilberto Rezende
    6 anos atrás

    É justamente a diferença que me refiro os E-99 não devem mais ATENDER a exercícios ou necessidades. Devem participar do dia-a-dia do esquadrão como componente orgânico da estrutura.

    Ainda mais agora que o Brasil escolheu o caça mais adequado ao invés do mais capaz militarmente, este entrosamento PERMANENTE que só é conseguido no dia-a-dia ao longo do tempo para meu entendimento esta evolução será crucial para compensar a escolha.

    HMS TIRELESS
    HMS TIRELESS
    6 anos atrás

    É Gilberto, acho que a FAB, especialmente o COPAC, sabiam muito bem o que estavam fazendo quando selecionaram e insistiram no Gripen. Mérito do Brigadeiro Baptista Jr. que infelizmente anda muito quieto nesses dias júbilo.

    eduardo pereira
    eduardo pereira
    6 anos atrás

    Graças a Deus agora as coisas parecem estar caminhando de vento em polpa . Pode até nao saberem de alguma ameaça a caminho em curto prazo, mas, que devem estar sabendo de pretençoes espassionistas de alguns isto sim .
    Antes tarde do que nunca nao é?

    Sds, Eduardo ja sonhando com portoes abertos no PAMALS com Gripen C (depois com o E/F).

    Gilberto Rezende
    Gilberto Rezende
    6 anos atrás

    Tireless a FAB queria mesmo era o Super Hornet e foi castigada pela tia Dilma econômica com o boi na sala que a própria COPAC colocou no short-list para tirar o SU-35…

    Recebeu o LIMÃO e agora jura que adora limonada… KKK

    As futuras Cruzex não devem ter mais participação da França e seu Rafale, vamos ver se a Flyvpagnet se despenca da Suécia para participar na próxima Cruzex…

    Rafael M. F.
    Rafael M. F.
    6 anos atrás

    Err… Gilberto…

    Você em outro post afirmou que o F/A-18 SH era preferência do TB Saito.

    A FAB, na pessoa da COPAC, deu a preferência pelo Gripen.

    E o Su-35 foi retirado da lista não pelo Gripen, e sim pela sua logística pavorosa.

    HMS TIRELESS
    HMS TIRELESS
    6 anos atrás

    A USAF sem dúvida virá Gilberto, ainda que representada pela ANG e seus pilotos de fim de semana, pois eles sempre marcam posição.

    Oganza
    Oganza
    6 anos atrás

    Gilberto Rezende

    Se a Cruzex não tiver mais participação da França é por simples falta de $$$ para bancar a travessia da JACA, já que ela não vinha para um exercício militar, ela vinha para fazer lobby político e só. Então o “gasto” era justificado… agora rsrsrsrs.

    Militarmente o exercício perdetem alguma perda. Políticamente nos demos bem.

    Sds.

    Rinaldo Nery
    Rinaldo Nery
    6 anos atrás

    A modernização dos E-99 era necessária há muito tempo, visto a obsolecencia dos equipamentos aeroembarcados e a dificulade de aquisiçao de sobressalentes, e, consequentemente, prejudicando a manutenção. Apesar disso, o Esquadrão conseguiu fazer verdadeiros milagres para manter a disponibilidade, graças a competencia do seu pessoal. Fui chefe do grupo de trabalho que redigiu os Requisitos Operacionais da modernização, em 2009, no EMAER. O Esquadrão já possuía todos os dados necessários para essa modernização, com o apoio da SAAB. Estive em Gothenburg, em 2008, quando tive a oportunidade de passar algumas necessidades para os engenheiros da SAAB. Apesar de ter sido… Read more »