terça-feira, agosto 3, 2021

Gripen para o Brasil

Embraer entrega Ipanema 1.300

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

1_BOTL3486_escolhida_cortada (1)

Botucatu – SP, 16 de dezembro de 2013 – O avião agrícola Ipanema atingiu hoje a histórica marca de 1.300 unidades entregues. Produzida de forma ininterrupta há mais de 40 anos, a aeronave continua sendo um sucesso de vendas: em 2012, foram 66 unidades do Ipanema para clientes do Brasil e do Mercosul, um aumento de 12% em relação ao ano anterior (58 aviões). Para este ano, a previsão é que sejam entregues 70 aeronaves.

“A perpetuidade do programa Ipanema se deve à sua confiabilidade e eficiência”, diz Fábio Bertoldi Carretto, Gerente Comercial da Embraer para o Ipanema. “Ao longo dos anos, melhorias e avanços foram sendo incorporados levando em consideração as necessidades e demandas dos clientes, o que tem assegurado à aeronave a liderança no mercado em que atua”.

A aeronave comemorativa é a oitava recebida pela Fort Aviação Agrícola desde 2007, ano em que foi fundada a empresa com sede na cidade de Rio Verde, interior de Goiás.

“Trabalhamos somente com aviões Ipanema porque optamos por uma aeronave de produção nacional e mais apropriada para as condições de trabalho e de clima encontradas no País”, afirma Clertan Alves Macedo, diretor-executivo da Fort Aviação Agrícola, que acaba de se tornar a primeira empresa do segmento a ser certificada com o ISO 9001 no Centro-Oeste. “Além disso, escolhemos os modelos movidos a etanol, o que traz menor impacto para o meio ambiente, maior rendimento e menor custo operacional”

O Ipanema foi a primeira aeronave produzida em série no mundo a sair de fábrica certificada para voar com etanol (álcool hidratado), mesmo combustível utilizado em automóveis – o modelo está disponível desde 2005. A fonte alternativa de energia renovável, derivada da cana-de-açúcar, reduziu o impacto ambiental e os custos de operação e manutenção e ainda melhorou o desempenho geral da aeronave, tornando-a mais atrativa para o mercado. Hoje, cerca de 40% da frota em operação é movida a etanol e aproximadamente 80% dos novos aviões são vendidos com essa configuração.

Líder no mercado de aviação agrícola no Brasil, com cerca de 65% de participação, o Ipanema é utilizado principalmente na pulverização de fertilizantes e defensivos agrícolas, evitando perdas por amassamento na cultura e flexibilizando a operação. Ele também pode ser utilizado para espalhar sementes, no combate primário a incêndios, povoamento de rios e combate a vetores e larvas. As principais culturas que têm demandado o avião são: algodão, arroz, cana-de-açúcar, citrus, eucalipto, milho, soja e café.

FONTE: Embraer

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

Se tirar toda aquela parafernália de válvulas de distribuição de químicos, que pesam muito, dá para colocar duas .50 e dai teremos um bom avião de caça.

Guilherme Poggio

Se tirar toda aquela parafernália de válvulas de distribuição de químicos, que pesam muito, dá para colocar duas .50 e dai teremos um bom avião de caça.

Caro Marcos,

Não brinca não porque já fizeram isso com um concorrente do Ipanema. Chama-se Air Tractor. Os Emirados Árabes Unidos encomendaram dez aeronaves.

http://www.planespotters.net/Aviation_Photos/photo.show?id=160313

O modelo original está aqui

http://www.airtractor.com/pt-br

e se procurar na internet vai encontrar muito mais informações curiosas como a cabine blindada e a capacidade de armas.

Abrs

Marcos

O AirTractor militar usa um motor PW de 1600HP, igual ao Tucanão.

O nosso seria uma versão light.

Marcos

Dá até para mudar de nome: seria o Tupinambá, Light Air Combat Aircarft.

Mauricio R.

Triste fim da Neiva.
Infelizmente a excessiva subserviência dos petralhas, aos interesses da Embraer, não lhes permitiu perceber a utilidade da empresa de Botucatu; em refrear o “império do mal” de SJC.
E assim, o Brasil perdeu mais uma vez.

Luiz Fernando

Não entendi nada do seu comentário.

Porque triste fim? O que tem a ver o atual governo com isso?

O que o Brasil perdeu?

Você conhece a fábrica da Neiva em Botucatu? Sabe o que é feito lá? Sabe o que tem lá?

Iväny Junior

Poggio

Não deixa nenhum capacho de dilmoff ver isso. Senão já teremos o resultado do fx: A versão militar do Ipanema.

Últimas Notícias

Pilotos russos usaram receptores GPS feitos nos EUA durante missões de combate na Síria

Pilotos militares russos usaram receptores comerciais GPS de navegação por satélite durante suas operações de combate na Síria, de...
- Advertisement -
- Advertisement -