Home Logística Entregue à Academia da Força Aérea Espanhola o primeiro C-101 modernizado

Entregue à Academia da Força Aérea Espanhola o primeiro C-101 modernizado

392
5

jatos de treinamento C-101 em formação - foto Força Aérea Espanhola

Jato de treinamento recebeu melhorias estruturais para estender a vida operativa além das 6.000 horas de voo

A Força Aérea Espanhola divulgou nota na sexta-feira, 8 de novembro, sobre a entrega do primeiro C-101 (designado na Força como E.25-31) modernizado à Academia Geral do Ar (AGA –  Academia General del Aire). A entrega foi feita em 30 de outubro pela  “Maestranza Aérea de Albacete”.

Entrega primeiro C-101 modernizado à Academia Geral do Ar - foto Força Aérea EspanholaO programa de melhora do ciclo de vida da estrutura, estabelecido pelo Comando de Logística (MALOG – Mando de Logística) foi realizado juntamente com a revisão ]geral de 1.800 horas da célula, e tem como objetivo estender para além das 6.000 horas de voo a vida operativa da frota espanhola de E.25-31, combatendo a obsolescência do sistema de forma complementar ao plano de melhora do ciclo de vida da aviônica.

No programa, são feitas 17 tarefas de reparação ou substituição de elementos estruturais mais sensíveis à corrosão e à fadiga, sendo 10 tarefas realizadas de acordo com o estado da parte inspecionada e 7 de forma sistemática.

Os jatos de treinamento básico e avançado C-101, fabricados pela empresa espanhola CASA (primeiro voo em 1977), entraram em operação na Força Aérea Espanhola em 1980, que recebeu um total de 88 unidades. Com envergadura de 10,60 metros, comprimento de 12,25 metros, têm peso vazio de 3.080 kg e máximo de 5.600 kg. Equipados com um motor  Garrett Airesearch TFE-731-2-2j,  com empuxo de 1.588 kg (3.500 lbs), atingem a velocidade máxima de 770 km/h a 8.535 metros.

FONTE / FOTOS (imagem superior em caráter meramente ilustrativo): Força Aérea Espanhola – tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em espanhol

VEJA TAMBÉM:

5
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Fernando "Nunão" De MartiniAntonio MHamadjrOganza Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Oganza
Visitante
Oganza

Não sei nada dessa aeronave, mas ela tem um “ar” de competência para a missão. Gostei.

Hamadjr
Visitante
Member
Hamadjr

Pelo visto o cenário econômico mundial esta levando os governos as gastar com updates do que upgrade, não me recordo e tmb não pesquisei, mas se somar as quantias conhecidas em projetos de modernização de aeronaves de algumas FAAs acho que da um valor considerável.

Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Claro que sabemos do papel do Super Tucano na FAB mas, a FA espanhola pode modernizar um projeto da década de 70 enquanto que por aqui aposentamos o Xavante, que a meu ver poderia ter um bom número de unidades modernizadas ao nível de “MB339” pois não seriam exclusivos para treinamento, ainda poderiam cumprir missões de ataque e reconhecimento.

Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Fernando “Nunão” De Martini
12 de novembro de 2013 at 10:22 #

Perfeito Nunão, é que particularmente, acredito que o Xavante elevado a um padrão “MB339” teria condições de outras missões além do treinamento, sendo superiror ao A29 em alguns casos e abaixo do AMX obviamente mas, como nas guerras recentes, realizando as missões com custos menores em relação a aeronaves mais capazes porém mais caras de se manter/voar, sempre levando em conta o TO da AL .

abraço.