Home Aviação de Transporte Primeiro cliente do KC-390 da Embraer pode não ser a FAB

Primeiro cliente do KC-390 da Embraer pode não ser a FAB

1047
55

KC-390 - imagem 2 Embraer

Governo brasileiro investiu 2 bilhões de dólares no projeto, mas pode não ser o primeiro comprador

ClippingNEWS-PAO primeiro contrato firme de venda do cargueiro KC-390, da Embraer, deve ser fechado até junho do ano que vem, e o cliente não necessariamente será o governo brasileiro, afirmou nesta sexta-feira o presidente da Embraer Defesa & Segurança, Luiz Carlos Aguiar. “A expectativa é de que a gente tenha algum cliente, que não necessariamente seja o Brasil, até o primeiro semestre do ano que vem”, disse Aguiar, após reunião com o ministro da Defesa, Celso Amorim.

Ter um governo estrangeiro como primeiro cliente do KC-390 contrariaria expectativas de que a Força Aérea Brasileira (FAB) fechasse a encomenda inicial pela aeronave. Isso porque os investimentos para desenvolver o cargueiro, de cerca de 2 bilhões de dólares, estão sendo feitos pelo governo brasileiro. A previsão é que a FAB compre 28 unidades do KC-390.

Brasil, Argentina, Colômbia, Chile, Portugal e República Tcheca firmaram acordos preliminares para aquisição potencial, em conjunto, de 60 novos aviões de carga da Embraer. Mas nenhum pedido firme foi assinado até o momento.

Metas – Aguiar disse também que a Embraer Defesa & Segurança está perto de superar suas metas de 2013. A companhia estimou no começo do ano que teria receita de 1,25 bilhão a 1,35 bilhão de dólares na área de Defesa e Segurança no atual exercício. “Estamos muito próximos disso (superar a meta). Estamos correndo atrás para fazer isso”, disse o executivo, ressaltando que o quarto trimestre é, historicamente, o melhor para o setor de aeronáutica.

KC-390 - imagem Embraer

FONTE: Veja (com informações da Reuters) – IMAGENS: Embraer

COLABOROU: Marcos

NOTA DO EDITOR: título original é “Embraer: cliente do cargueiro KC-390 pode não ser a FAB”

VEJA TAMBÉM:

55
Deixe um comentário

avatar
50 Comment threads
5 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
joão orgalRoberto BozzoJustin CaseFernando "Nunão" De MartiniBlackhawk Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Amigos,

O Brasil ta mal, ta muito mal…os militares ainda nao exergam ou nao querem enxergar que o Governo petista/bolivariano do Planalto nao tem a menor intencao de equipar ou re-equipar as Forcas Armadas.

O Brasil esta sendo desmontado metodicamente.

Vespão
Visitante
Vespão

Triste para essa nação …

Marcos
Visitante
Marcos

Tadeu

Assino em baixo.

Marcos
Visitante
Marcos

Essa gente, revanchista, tem ódio das FFAA. Pretendem levá-las ao colapso.

Marcos
Visitante
Marcos

A lista do desmantelamento da FAB é grande:

T-25 já deveriam ter sido desativado
AT-26 foram desativados e não tiveram substitutos
M-2000 e F-5 já deveriam ter sido substituídos

EMB-110 estão empurrando com barriga
KC foram desativados e sem um horizonte de uma nova aeronave

A única frota nova na FAB são os do GTE

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Marcos, E lamentavel assistir o descaso, o deserespeito e o desmantelamento das Forcas Armadas. O Brasil esta condenado a ficar sem defesa, totalmente inofensivo, e sem capacidade de projetar poder. Qualquer potencia media, pode colocar o Brasil de joelhos. Inglaterra e Franca (do lado europeus), os Estados Unidos (nas Americas), e os russos (Eurasia), todos eles individualmente, poderiam causar enormes ao Brasil. Qualquer um deles, se querem degolar o Brasil, so basta que atacem as usinas hidroeletricas, e os centros industriais do pais. Nao ha defesa nem aerea, nem anti-aerea. O Brasil esta totalmente vulveravel a um ataque convencional ou… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Tadeu

Ninguém precisa atacar nada. Os inimigos estão aqui dentro.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Embora a EMBRAER alardeie aos quatros ventos ser autora do projeto, é importante frisar que o KC-390 só é o que é hoje graças ao primeiro gerente do projeto na COPAC, em 2009, o então Coronel Av Zavaroni, hoje Brigadeiro. Zavaroni realizou dois workshops com os usuários da aeronave, quais sejam a Brigada Páraquedista, Brigada de Operações Especiais, PARASAR, V FAE,CECAN, DIRSA (Hospital de Campanha) e outros, a fim de verificar as necessidades dos usuários e o material a ser transportado. As dimensões do compartimento de carga foram remodeladas a fim de permitir o transporte do blindado Guarani. Realizou, também,… Read more »

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

Marcos,

Voce tem toda a razao. Esses inimigos sao os piores inimigos dos interesses nacionais.

Rinaldo Nery,

Vai ser um sucesso de vendas, nao tenho duvidas, mas para o exterior . Quem vai sair ganhando sera a somente a Embraer.

Vamos vender uma plataforma que os militares gostariam de ter ai dentro, na FAB.

Mais uma vez as Forcas Armadas foram enganadas.

Mayuan
Visitante
Mayuan

Essa conversinha cansa. Então os militares foram enganados? Então estão sendo desmantelados. Bom, isso então levaria ao fato de serem idiotas no primeiro caso e frouxos no segundo certo?

Pois não acho que seja nenhum dos dois. The truth is out there….somewhere…

joao.filho
Visitante
joao.filho

Quanto ao Brasil não ser o primeiro cliente, não me alarmo. Se não fosse pelos clientes estrangeiros, a indústria aeronáutica assim como o que resta da bélica já teriam deixado de existir a muito tempo. Acho que Colombia, Venezuela, México, Espanha e muitos outros paises comprarão dúzias de unidades, enquanto que o Brasil talvez 2, ou 3. As Forças Armadas estão sendo desmanchadas, sim. Mas e dai? O oficialato superior só quer saber de uma coisa: “Já cai o meu na conta esse mês?” E quanto a inimigos estrangeiros, como disse o amigo acima os piores e mais perigosos inimigos… Read more »

DrCockroach
Visitante
DrCockroach

Inicialmente, p/ nao acharem que eh marcacao, digo que quando voo com um aviao da Embraer, embora nao deveria ser levado por sentimentalismos, sinto sim uma pitada de orgulho. Mas objetivamente alguem pode me dizer qual foi o tipo de contrato firmado com a Embraer em troca destes 2 billhoes de dolares? Qual sao os termos da venda p/ a FAB? Como fica os valores (relacao preco-custo)? Imagino que os dois prototipo jah estejam cobertos e saiam com nivel tecnologico satisfatorio antes da producao (se fosse tipo F-35 jah estariam produzindo dezenas sem estarem tecnologicamente prontos…). Porque eh engracado que… Read more »

Guilherme Poggio
Editor
Member

Caro DrCockroach

Ainda não atingimos o nível de transparência alcançado pelos EUA quando o assunto é “programa militar”. Aqui os debates são raros, superficiais e as informações disponíveis são escassas.

Tudo isso se traduz em pouca transparência para a sociedade, o que gera especulações de toda a natureza. Só se tem conhecimento de algo mais aprofundado quando ocorre um escândalo (infelizmente). Por exemplo, quem falava de SIVAM antes da revelação dos escândalos de espionagens? Só alguns da mídia especializada (http://www.aereo.jor.br/2013/10/07/espionagem-o-brasil-nao-aprende-nunca/).

Marcos
Visitante
Marcos

DrCockroach

No Império Bolívo Tupiniquim de Banânia, cujas realezas tem como amigos ditadores Mundo afora, e como inimigos a mais antiga democracia do planeta, todo gasto com bijuterias é classificado como estratégico e secreto. No que se refere a gastos com cifras de bilhões, seja em Reais, Dólares ou Euros, a coisa obviamente é fechada para que ninguém saiba o quê, como, nem onde. É por isso que o ilustre Dr. não consegue achar absolutamente nada.

Marcos
Visitante
Marcos

Mayuan

Não sei se os militares são um bando de tontos ou frouxos. Provavelmente nem um, nem outro. “joão.filho” talvez já tenha respondido, em parte, o problema: “Já caiu o meu na conta esse mês?” A outra parte seria que estão sujeitas a subordinação.

Joker
Visitante
Joker

drCockroach

sobre os bastidores de uma cobertura de algum evento, vou ver alguma forma de fazer isso para você e os outros leitores.

não é certo,mas quem sabe?!

champs
Visitante
champs

Rinaldo Nery 8 de novembro de 2013 at 22:41 “Embora a EMBRAER alardeie aos quatros ventos ser autora do projeto, é importante frisar que o KC-390 só é o que é hoje graças ao primeiro gerente do projeto na COPAC, em 2009, o então Coronel Av Zavaroni, hoje Brigadeiro…” Muito bem lembrado, a diferença do conceito inicial (bastante parecido com o EMB-190) para o atual KC-390 é realmente considerável. É muito bom que a FAB como financiadora do projeto, possa ter tido participação decisiva no desenvolvimento deste cargueiro. Agora é preciso que a Embraer seja tão parceira da FAB como… Read more »

bitt
Visitante

“Mas objetivamente alguem pode me dizer qual foi o tipo de contrato firmado com a Embraer em troca destes 2 billhoes de dolares? Qual sao os termos da venda p/ a FAB?” Não acho assim tão estranho que o Estado (e não o “governo”) faça investimentos em ramos estratégicos da indústria. O problema, de fato, é a falta de transparência desses processos, que, por sinal, neste país, ocorre desde sempre. Mas, no caso, não só aqui – procedimentos esquisitos ou enrolados são comuns em todos os países que têm interesses do tipo. Mto boa a lembrança do brigadeiro Zavaroni, me… Read more »

Nick
Visitante
Member
Nick

Fico imaginando se a FAB postergar as encomendas do KC-390 por falta de verbas. E ao mesmo tempo o GF encomendar para o GTE um A350 VIP.

[]’s

Nautilus
Visitante
Nautilus

8 de novembro de 2013 at 22:02 # A lista do desmantelamento da FAB é grande: T-25 já deveriam ter sido desativado AT-26 foram desativados e não tiveram substitutos M-2000 e F-5 já deveriam ter sido substituídos EMB-110 estão empurrando com barriga KC foram desativados e sem um horizonte de uma nova aeronave A única frota nova na FAB são os do GTE — Marcos, sobre seus comentários acima, cabem algumas observações: 1) T-25 já deveriam ter sido desativados. R. Não falta substituto. O modelo Pilgrim, projetado por uma equipe chefiada pelo mesmo Josef Kovacs que projetou o Tucano é… Read more »

Nautilus
Visitante
Nautilus

Faltou dizer que, na função de ataque, os AMX foram, desde o início, projetados como os substitutos do Xavante pela FAB.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

A FAB, como dona do projeto, recebe royalties sobre cada venda da aeronave no exterior. Assim é com os A-29. Não conheço os termos do contrato entre a FAB e EMBRAER. O Maj Brig Baptista Jr, meu ex comandante, como ex chefe da COPAC talvez possa esclarecer alguma coisa. Agora, amigos, cuidado com as teorias da conspiração. Dizer que a oficialidade só está preocupada com o salário no fim do mês é outro insulto, Como foi confundir a FAB com o PT. Quando trabalhei na COPAC, avaliando os oito C-105 Amazonas adicionais, não estava preocupado ¨com o que pinga na… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Nautilus “A lista do desmantelamento da FAB é grande” Não tiro a razão de suas colocações, mas… T-25: existem propostas para sua substituição. Algo concreto? Nada! De fato os mesmos estão com 100% de disponibilidade, mas já tem algum tempo que operam com MUITAS, e bota MUITAS nisso, restrições. AT-26: originalmente os AT-29 foram projetados para outra missão. Nesse momento estão quebrando o galho na FAB. Mas lembre que a aquisição dos Impala visava usar as peças do mesmo para tentar manter os Xavantes em operação. M-2000 e F-5: sem mais comentários. A novela está demorada. EMB-110: de fato foi… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

“Faltou dizer que, na função de ataque, os AMX foram, desde o início, projetados como os substitutos do Xavante pela FAB.”

Na verdade a Embraer chegou a produzir UMA unidade biplace que visava a utilizarem como aeronave de treinamento avançado, justamente pela saída dos AT-26.
Ficou nesse um!!!!

Marcos
Visitante
Marcos

Poggio

“Ainda não atingimos o nível de transparência alcançado pelos EUA quando o assunto é “programa militar”. Aqui os debates são raros, superficiais e as informações disponíveis são escassas.”

– Na verdade não se trata somente de programas militares. Até as aquisições de papel higiênico são consideradas como sigilosas. E a gente só fica sabendo das coisas realmente quando estoura algum escândalo. Talvez por isso mesmo que os envolvidos coloquem tudo como secreto.

leejunior22
Visitante
leejunior22

Sobre a questão da transparência das compras militares concordo em parte com os comentários acima. Realmente não temos uma publicação como o Weapons Systems Handbook do US Army, ou outras publicações desse tipo, mas eu li sobre a compra de kits de guiagem Lizard junto a AEL em Julho desse ano, assim como algumas informações interessantes das outras forças. Uma dica é a leitura do Boletim Externo do Exército toda sexta-feira. tem muita informação lá. O fato da FAB não ser a “primeira” a assinar o contrato não significa que receberemos aeronaves depois dessa “primeira”. Só para lembrar, a FAB… Read more »

leejunior22
Visitante
leejunior22

Desculpem me, não citei a fonte de onde li sobre a compra dos kits Lizard: Diário Oficial da União (DOU).

O BE do exército pode ser acessado no site da sgex (secretaria-geral do exercito).

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“Lembro que tal estudo foi mto divulgado, na época, e concluía que haveria um mercado de no mínimo 600 unidades nas próximas duas décadas.”

Hoje passada a megalomania, a própria Embraer se diz satisfaita se vender uns 140 KC-390.
Um verdadeiro fiasco!!!

DrCockroach
Visitante
DrCockroach

Prezado Joker, Obrigado por considerar a sugestao. Seria realmente muito interessante ler algo assim. Tambem agradeco aos demais colegas que comentaram o contrato de desenvolvimento p/ o KC390. O meu lamento eh apenas com a falta de informacoes, nao estou apontando culpas (se eh que eventualmente existem). Vejam, por exemplo, o caso dos EUA. Se eu quiser saber quais contratos militares foram firmados, quase instantaneamente a informacao estah disponivel aqui: http://www.defense.gov/contracts/ Lah posso verificar quem recebeu o contrato, p/ qual servico, por quanto, e ainda o tipo (fixe-price; cost-plus-fixed-fee, etc). Assim, por exemplo, dois dias apos a assinatura do contrato… Read more »

Guilherme Poggio
Editor
Member

Prezado DrCockroach

A qui no Brasil o máximo que você conseguirá, vindo de fontes oficiais, é:

Portal Transparência: http://www.portaltransparencia.gov.br/

e

Diário Oficial da União: http://portal.in.gov.br/

Mas concordo que isso é muito pouco, pouco explicado e apenas expõe apenas o necessário perante a exigência da lei.

Luiz Fernando
Visitante
Luiz Fernando

Fiasco é a sua falta de entendimento Maurício…

Não existe fiasco, você o criou com base em informações imprecisas e errôneas a que teve acesso.

A empresa nunca disse que venderia 600 ou 700 aviões.

Mas a culpa não é só sua… a própria imprensa não faz diferença entre: Mercado total, mercado endereçável e previsão de captura de mercado.

Entre 120 e 140 aviões sempre foi a previsão da empresa.

Então não existe fiasco, você o criou com base em informações imprecisas e errôneas a que teve acesso.

Nautilus
Visitante
Nautilus

Outra coisa, o A-1 nunca foi substituto do Xavante, como alguém falou acima. — Rinaldo, desculpe-me, mas o A-1 foi substituto do Xavante na missão de reconhecimento e de ataque sim. A única unidade nova a operar o A-1 foi o 1º/16º GAv. As demais unidades que receberam o A-1 foram o 1º/10º GAv e o 3º/10 GAv, unidades de reconhecimento e ataque e de ataque, respectivamente, e ambas ex-operadoras do Xavante. Na missão de treinamento avançado e na formação de pilotos de ataque, o Xavante foi substituído pelo Super Tucano. Se esses dois aviões não foram os substitutos do… Read more »

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“Entre 120 e 140 aviões sempre foi a previsão da empresa.”

O KC 390 é o único avião no planeta, concebido p/ vender pouco…

Blackhawk
Visitante
Blackhawk

O problema do país é a dívida pública, que corta todo tipo de financiamento que o país pode ter… Atualmente a dívida consome 47% do PIB do nosso país… isso tudo só para pagar juros e rolamentos da dívida sem contrapartida.. ou seja, não estamos pagando apenas o que pegamos com seu juros correto… estamos pagando além disso, o que consome investimentos em saúde, educação e também às nossas FA. O poder de investimento do Brasil é apenas a metade do que produzimos… o resto vai direto pra bancos e rentistas.. E o pior é… dentro desse bolo tá cheio… Read more »

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo
Marcos
Visitante
Marcos

Blackhawk

Embora o assunto fuja muito do que se trata o artigo, o fato é que o Brasil gasta mal: tudo superfaturado; o Tesouro pega dinheiro no mercado (a dívida) com taxa de 20% aa para injetar no BNDES e este a emprestar com taxa de juros negativo para empresários escolhidos; excesso de gente dentro do Estado, entre outras cositas.

Marcos
Visitante
Marcos

Olhando a coisa sobre outra ótica, mas primeiro algumas críticas:

1) Acho que faltou prioridade à FAB, se é que não teve de engolir isso dai;

2) A taxa de produção do C-130J é de uma unidade por mês, que é o que a Embraer planeja, portanto não podemos esperar números muito diferentes;

O ponto positivo:

Com o projeto, e financiamento, a Embraer segurou grande parte dos engenheiros, que sem um novo programa, certamente teriam ido para outras empresas.

Marcos
Visitante
Marcos

Poggio

De fato a idade dos C-130 é alta, mas não sei como estão quanto ao número de horas de voo. De qualquer modo, quando li seu comentário, acabei lembrando do C-130 britânico que caiu no Iraque, cuja queda foi fadiga, embora a RAF já viesse monitorando sua estrutura.

Marcos
Visitante
Marcos

“Mas isso são só hipóteses pois, com obsolescência e chegada ao final da vida útil em bloco de aeronaves das várias aviações, tudo acaba virando prioridade.”

Esse é um grande problema. Quando as coisas não vão sendo resolvidas ao seu tempo, lá na frente as coisas vão se acumular.

Marcos
Visitante
Marcos

Pergunta:

A Embraer pretende fazer o primeiro voo até o final de 2014, mas até o momento ela não informou que sequer tenha fabricado a primeira peça. A última vez que estive na Embraer foi na montagem do Brasilia, e naquela época levava-se em torno de nove meses para “gestar” uma aeronave. Assim, para quem pretender montar uma aeronave totalmente nova, os prazos não estão pequenos?

Justin Case
Visitante
Justin Case

Marcos, boa noite.

Pela falta da notícia, não se pode concluir que a produção não esteja em andamento.
Abraço,

Justin

Marcos
Visitante
Marcos

Grato

Marcos
Visitante
Marcos

Justin Case

Na mosca, hem!!!

FÁBRICAS DE ÉVORA DA EMBRAER JÁ PRODUZEM PEÇAS PARA NOVO AVIÃO MILITAR KC-390
Dinheiro Digital / Lusa

Marcos
Visitante
Marcos

Nunão

Somente agora vi seu comentário!

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Pelo jeito passaram batido pelo meu comentário de ontem

11 de novembro de 2013 at 9:36 # ….

DrCockroach
Visitante
DrCockroach

Prezado Poggio,

Eh verdade, o portal da transparencia eh um avanco.

Mas talvez seja o caso do copo meio vazio ou meio cheio. Comparando com o passado, o copo estah meio cheio, comparando com o que gostariamos de ver, inclusive na area militar, estah meio vazio. Mas sejamos otimistas.

[]s!
P.S.: Prezado Bozzo, eu li seu comentario lah em cima. A proposito, gosto do seu avatar (O Bueno tb usa uma cachorro de avatar?), gosto de animais, mas sou aficionado por cachorros. Meus filhos deverao fazer uma “yard sale” na Escola p/ arrecadar $ p/ uma entidade que resgata animais das ruas.

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Dr. Barata falei pois não vi comentários a respeito do início de construção das peças em Portugal, depois que eu vi a matéria postada pelo Nunão. Sobre o cachorro é o meu teckel, chamado Scooby. É uma “tranquera” rsrsrsr, se qualquer um chegar perto ele deita de barriga pra cima e fica pedindo carinho. Legal a atitude de seus filhos, os meus saem para passear com os cachorros (tenho 3, sendo 2 vira latas) e levam ração para os cachorros de rua que encontram pelo caminho. Acho importante ensinar a ter cuidados com animais de rua, eles (animais) não tem… Read more »

Roberto Bozzo
Visitante
Roberto Bozzo

Sem problemas Nunão, é que não vi comentários sobre o início de construção das partes do KC, por isso comentei.

joão orgal
Visitante
joão orgal

A pergunta que fica é qual a contra partida que a FAB terá em ter o governo investido essa quantia de $$$ nesse projeto?