Home Asas Rotativas Esquadrão Falcão realiza simulações de resgate com H-36 Caracal

Esquadrão Falcão realiza simulações de resgate com H-36 Caracal

386
2

Exercício HELICÓPTERO TL com H-36 Caracal - foto 5 FAB

O Esquadrão Falcão (1º/8º GAV) encerrou na quarta-feira (30/10) o Exercício HELICÓPTERO TL, no Campo de Provas Brigadeiro Velloso, localizado na Serra do Cachimbo, sul do Pará. Durante 16 dias os militares treinaram o Resgate em Combate (do inglês, CSAR).

A cada dia, equipes compostas por pilotos, tripulantes e homens de resgate participaram de um cenário de guerra simulada. Eles tinham que realizar todo o planejamento para o resgate de combatentes que se encontravam atrás das linhas inimigas (evasores), coordenando a execução de um trabalho conjunto para o cumprimento da missão com membros fictícios de diferentes esquadrões e de outras aviações (caça, reconhecimento e ataque).

Exercício HELICÓPTERO TL com H-36 Caracal - foto 4 FAB

Durante o exercício, foi utilizado o helicóptero H-36 Caracal, recentemente implantado no esquadrão, um dos mais modernos helicópteros multiemprego do mundo. “O uso do novo helicóptero é muito vantajoso para o cumprimento da missão, pois possui inúmeros recursos que facilitam a aplicação das ferramentas de execução do CSAR, não se restringindo apenas aos voos convencionais do dia a dia”, ressalta o Capitão Rafael Boesso Silva.

Visando a segurança das tripulações nas simulações de CSAR, foram realizados treinamentos das ações que são executadas durante a operação como Navegação à Baixa altura (NBA), Navegação Entre Obstáculo (NOE) e emprego real de metralhadoras nas laterais dos helicópteros. Ainda foram praticadas missões de infiltração e exfiltração de combatente como rapel, mcguire (transporte de pessoal em corda), e içamento na Terra.Um dos exercícios foi o emprego real de metralhadoras na lateral do helicóptero

Exercício HELICÓPTERO TL com H-36 Caracal - foto 2 FAB

Segundo o Capitão Fábio Luis Ridão Valentim, a recuperação de pessoal amigo em território hostil atinge todos os níveis de uma campanha. “Fatores como impedir que a contraparte do conflito faça uso de um dos nossos homens como fonte de informações, o retorno ao combate de um recurso humano capacitado e o impedimento do uso de imagens de prisioneiros de guerra para atingir o psico-social de nossa nação, também fundamentam a essência do Resgate em Combate”, explica ele.

O Tenente-Coronel Álvaro Marcelo Alexandre Freixo, Comandante do Esquadrão, ressalta a importância de se realizar o treinamento militar fora da sede, localizada em Belém. “O Esquadrão Falcão, estando deslocado em Cachimbo, tem seus homens e mulheres testados no quesito psicológico, social e físico, pois o afastamento do seio familiar e a rotina operacional intensa, bem como o convívio diário com os companheiros, permite ao efetivo a adaptação necessária ao combate e, aos oficiais, a prática da liderança numa situação próxima ao que será encontrada num conflito”, conclui.

Exercício HELICÓPTERO TL com H-36 Caracal - foto 3 FAB

Exercício HELICÓPTERO TL com H-36 Caracal - foto FAB

FONTE / FOTOS: FAB (Comunicação Social Base Aérea de Belém)

VEJA TAMBÉM:

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
AugustoMayuan Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Mayuan
Visitante
Mayuan

Por nada não mas uma mirazinha holográfica daquelas com visor amplo não seria mais interessante nessa metralhadora de porta não?

Augusto
Visitante
Augusto

A propósito disso, eu não entendi essa 7.62 mm na porta se o helicóptero é preparado justamente com dois postos de artilheiros nas janelas que ficam atrás da cabine.