domingo, setembro 26, 2021

Gripen para o Brasil

Venezuela interessada no jato supersônico L-15

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

L-15

Carlos E. Hernández

Segundo o periódico venezuelano Notitarde, a Venezuela estaria avaliando possibilidade de comprar aviões de treinamento avançado e ataque leve L-15, de fabricação chinesa, segundo um informe elaborado pelo Centro de Análises de Comercio Mundial de Armas (Cawat, em inglês), com sede em Moscou.

No documento são analisadas as possibilidades atuais e futuras de exportação do jato de treinamento russo Yak-30 e o seu semelhante chinês, o Hongdu L-15 “Falcon”, principal concorrente no mercado internacional.

Também foi dito que os clientes potenciais do L-15 são, principalmente, aqueles países que já operam o K-8 “Karakorum”, modelo atualmente empregado pela “Fuerza Aérea Venezolana”.

O L-15 “Falcon” é um avião de treinamento avançado e ataque leve, biturbina, supersônico, desenvolvido pela empresa chinesa Hongdu Aviation Industry Corporation.

FONTE: Notitarde (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em espanhol)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

11 Comments

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
eder albino

qual o motor que equipa o L-15?

Gilberto Rezende

Gostaria mesmo de saber se aquela especulação de exportar o radar Mectron SCIPIO-01 para a Rússia usar no YAK-130 está viva, congelada, morreu ou esbarrou em alguma “permissão” de tecnologia americana via a parceira Selex Galileo…

A parte da aquisição das armas russas (Pantsir e Igla) ANDOU para frente, mas da exportação do radar não se ouviu mais NADA…

http://www.aereo.jor.br/2013/02/16/brasileira-mectron-negocia-venda-de-radares-para-equipar-cacas-russos/

maxi47

vamos ver, A Venezuela interessada em mais aviões, o Paraguai tá querendo super Tucanos, e até a Argentina,sim amigos desse site , até a Argentina que compra caças( Mirage F1 já no seu limiar da idade ) e nós quereremos nada, Pra frente Brasil tenho dito.

Fighting Falcon

Uma voa opção considerando a conversão operacional de caça.
O Brasil está precisando de um modelo com esse fim diminuindo o atrito dos F-5M e o caça que vier para o GDA, se não for o 5-M.

Nick

A Embraer poderia ter um produto semelhante ou até melhor do que esse, se tivesse dado continuidade ao estudo MFT-LF.

[]’s

carvalho2008

Poggio,

Tem certeza de que são os mesmos motores? Pois o L-15 é supersonico e o Yak-130 ainda está na versão subsonica…seriam os mesmos motores mas com diferença de versão entre Pós Combustão?

Soldat

Nao ta faltando um jato de treinamento para o Brasil?

Fernando "Nunão" De Martini

Soldat, Teoricamente está faltando sim, depois da substituição do AT-26 Xavante pelo A-29 Super Tucano e da desativação do Xavante do Esquadrão Pacau, que apesar de ser um esquadrão de caça, recebia pilotos saídos do Super Tucano para um brevíssimo “estágio” em jatos antes de passarem para o F-5. Porém, creio que antes de um jato de treinamento o que está faltando, isso sim, é um novo jato de combate para o Brasil… Por hora, a transição de A-29 é feita diretamente para o F-5M. Não é ideal, devido ao pequeno número de células do modelo biposto (o que vai… Read more »

nunes neto

É PELO VISTO O karacú não fez sucesso , já caíram dois ou três na Venezuela, não vejo necssidade de compra do L-15 se o país já tem o “KARACÚ”, a não ser que esse seja um c…..o custo benefício de se ter dois aviões com praticamente a mesma função não deve ser nada boa, sei que o L-15 é supersônico e de ataque leve ,mas ataque leve ?Será que a Venezuela está precisando de um avião d ataque leve ?Ela precisa de um treinador avançado para os pilotos que saem dos tucanos para os SU-30, e ela já comprou!

Últimas Notícias

USAF seleciona o turbofan F130 da Rolls-Royce para o programa de remotorização do bombardeiro B-52

A Força Aérea dos EUA anunciou em 24 de setembro que deu à Rolls-Royce um contrato de US$ 500...
- Advertisement -
- Advertisement -