quarta-feira, dezembro 1, 2021

Gripen para o Brasil

Último C-17 para a USAF deixará fábrica da Boeing em breve

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Sem novas encomendas, linha de montagem pode fechar após a entrega dos pedidos da Índia

 

C-17 em Nellis - foto USAF

A aeronave de transporte militar C-17 é uma das maiores de sua categoria atualmente em produção, mas isto deve acabar em breve. A primeira unidade deixou a fábrica da Boeing em 1991 e, inicialmente, esperava-se que apenas 40 dessas aeronaves fossem construídas. Porém, após alguns contratempos iniciais, perto de 250 deles foram construídos nas instalações de Long Beach. O C-17 é capaz de transportar um carro de combate ou até 800 soldados.

O governo da Índia espera receber o último dos seus C-17 antes da linha de produção ser descontinuada. A Boeing ainda espera manter a linha aberta na esperança de conquistar outro cliente internacional para o avião, e até fez planos de realocar alguns funcionários das instalações de Seattle para Long Beach.

C-17 vindo para o pouso - foto USAF

FONTE: CBS Los Angeles (tradução e adaptação o Poder Aéreo a partir do original em inglês)

FOTOS: USAF

NOTA DO EDITOR: será que o C-17 é capaz de transportar o sistema antiaéreo russo Pantsir-S1? Afinal, a possibilidade de transporte do sistema por aeronaves C-130 da FAB ou pelo futuro KC-390 foi retirada, ao menos de maneira específica, da seção de  “Requisitos Absolutos”, com as mudanças realizadas neste ano nos  Requisitos Operacionais Conjuntos aos quais deve obedecer a negociação e aquisição do Pantsir. Agora, o transporte dos “meios orgânicos do sistema” é  citado na seção de “Requisitos Desejáveis” e sem mencionar aeronaves específicas. Para saber mais, clique aqui e acesse matéria especial no blog das Forças Terrestres.

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fighting Falcon

Como precisariamos de ao menos umas duas ou três aeronaves dessas.
Sonhar não tá pagando ainda rsrs…

Gilberto Rezende

Este é um vetor que REALMENTE seria necessário adquirir para dar uma capacidade de mobilidade prevista na estratégia de Defesa brasileira. E o Brasil deveria operar um número de aeronaves similar ao da Índia. Que encomendou 10 aeronaves e tem opção de mais 6. Na minha opinião para encomendar menos que 6 aeronaves é melhor não encomendar NENHUMA. Com o já iniciado envolvimento da Boeing no programa KC-390 será realmente lamentável o Brasil não ter a visão de também adquirir este seu irmão maior e tentar negociar alguns despojos tecnológicos do projeto e do fechamento futuro da linha de produção… Read more »

Alfredo Araujo

E as versões mais novas do Il-76 ? Podem ser equipados com aviônicos e motores ocidentais…
Não seriam (também) aviões interessantes ?

Marcelo Andrade

Pessoal,

Eu sou fã incondicional dos Cargueiros Militares, e este é sem dúvida um dos meus preferidos, o bicho é bonito que só!!!
O A400M tb não fica a dever nada.
Quem sabe não veremos uns 10 com a inscrição” FORÇA AÉREA BRASILEIRA”

Mayuan

Com os custos operacionais e de aquisicao que esse monstro deve ter eh bem mais facil que queiram transportar os Pantsir de caminhao. Isso sim as FAs tem aos montes!

Joner

Olha, para quem compra Kc’s usados, sem chance de adquirir C17!!!!!
Mas para um País quer quer um acento no conselho de segurança, é uma aeronave fundamental!!!
Mas, não, não será comprado pelo Brasil!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

eduardo pereira

É mais fácil o Brasil comprar o A400M do que esta bela aeronave totalmente necessária às nossas forças !!

Últimas Notícias

Atech levará tecnologia brasileira a eventos internacionais de Defesa e Segurança

Reconhecida como uma 'System House' brasileira, a empresa estará presente na EDEX e  ExpoDefensa 2021 A Atech, empresa do Grupo...
- Advertisement -
- Advertisement -