quinta-feira, agosto 5, 2021

Gripen para o Brasil

Começa o desenvolvimento do caça russo de sexta geração

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

russian_ucav_mig__scat_

vinheta-clipping-aereoA Rússia procedeu ao desenvolvimento de um caça de sexta geração, comunicou o general do Exército Piotr Deinekin, ex-comandante-em-chefe da Força Aérea russa. O general não adiantou outros pormenores sobre o projeto, exceto de que se trata de um avião não tripulado.

Considerando, no entanto, “difícil ultrapassar gerações”, Deinekin afirmou qua a Rússia “trabalha atualmente no desenvolvimento do caça de quinta geração T-50”.

Por enquanto, não se sabe quais as exigências impostas pelos militares russos aos caças de sexta geração.

FONTE: Voz da Rússia

NOTA DO EDITOR: a foto é meramente ilustrativa. Trata-se do MiG Scat, projeto de UCAV russo.

- Advertisement -

19 Comments

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joner

Será que os russos tem grana para mais esse projeto?
Será que a fase de grandes gastos do T-50 já passou, e agora são apenas testes?
Apesar da foto da matéria ser apenas ilustrativa, é um projeto a ser considerado, ainda mais em um momento em que a MIG encontra-se em uma fase financeira desfavoravél.
A MIG poderia resusgir das cinzas nessa classe de aeronaves, ficando a Sukhoi com os projetros convencionais.

Guizmo

Essa era a mentalidade dos tempos de URSS…..sem dinheiro mas fazendo o jogo de cena para se manter competindo com os EUA. Se continuar assim, o Putin vai levar o país pro buraco.

Fighting Falcon

Será que vai vingar?
Para que ano? 2030?

Augusto

Fighting Falcon disse:
27 de agosto de 2013 às 11:55

Pode ser para 2030, mas é 6a geração. Talvez em 2030 não tenhamos sequer decidido o FX-2!

Queiram ou não alguns por aqui, Rússia está na vanguarda tecnológica.

Soyuz

Nos data centers da Boeing e da Lockheed Martin existem possivelmente meia dúzia de caças de sexta geração em maior ou menos nível de detalhes. Na Europa a EADS e a Dassault provavelmente também tem os seus. Arrisco dizer que até a Embraer tem alguns desenhos, que se não forem de sexta geração seguramente são caças de quarta e quem sabe quinta geração imaginados, simulados e com alguma dose de detalhe estudados a fundo. A Rússia como importante player da industria aeronáutica militar também obviamente tem uma série de pré projetos de caças avançados. É o modo de operação desta… Read more »

Justin Case

Amigos,

Off topic: http://www.reuters.com/article/2013/08/27/us-switzerland-gripen-idUSBRE97Q0NU20130827

É mais um passo dado a aprovação pela Comissão. Agora falta o plenário da câmara baixa, a câmara alta e talvez um referendo.
Abraços,

Justin

Wagner

O Governo Putin sabe muito bem o que está fazendo, e não irá levar a Rússia para o buraco, apesar deste ser o grande sonho de alguns no ocidente.

Vader

Já vimos esse filme antes… e não acabou bem para o povo russo…

Fabio ASC

Caros Colegas, algumas perguntas: – O que a Rússia considera com sendo caça de 6ª geração? Ao que parece, a simples falta do piloto. – Como a Rússia vai produzir um caça de 6ª geração se eles não tem nem um de 5ª geração. O T-50 ainda não está operacional… – Será que eles tem tudo o que é necessário para um caça ser considerado de 5ª geração? Mísseis, radares, tecnologia stealth, etc…. – Será que, mais do que falta de visão tecnológica, não ocorreu uma cegueira comercial à Rússia? Teria ela acreditado em vendas maciças da Família Flanker? Vários… Read more »

Wagner

Fabio A Rússia é o segundo maior exportador de armas do mundo, e de caças o número é bem satisfatório. Sua política é comprovadamente bem sucedida. O pak FA está em desenvolvimento, e ninguém pode afirmar se o F 22, que nem é tão novo assim, é melhor do que o avião russo. Eles já combateram ?? não. A Rússia atravessou uma devastadora crise nos anos 90, e não é demérito nenhum estar atrás dos USA em algum quesito. Muito pelo contrário, considerando-se o tamanho da economia deles, o que eles tem, e estão reconstruindo, é notável. Tem algum país… Read more »

Fabio ASC

Wagner,

Não estou, nem de longe menosprezando os esforções russos, mas sim questionando o que eles consideram como sendo 6ª geração…

E vc tem razão, o F 22 nem é tão novo assim, e mesmo assim nenhum outro país sequer chegou perto.

Também nunca houve um confronto F15 x SU27, mas baseado em dados disponíveis sabemos que o F 15, como plataforma de armas, é muito superior.

Joner

Fabio ASC disse: 27 de agosto de 2013 às 16:19 “o que esperar de um país que não conseguiu, mesmo após mais de 10 anos na ativa, produzir um caça à altura do F 22?” Cara, você fala como se o F-22 fosse um “Paulistinha”. O F-22 é o supra sumo dos caças até o momento, os EUA gastaram 10 vezes mais em seu projeto que os russos, pois na época, não tinha de quem copiar os projetos. A economia russa é pífia perto da americana, e mesmo assim, olhe a capacidade dos russos, quando comparados a nós por exemplo!… Read more »

Fabio ASC

Joner, mas é justamente isso que eu estou dizendo… Se, já existidno o F22 a mais de 10 anos operacionalmente e NINGUÉM conseguiu sequer igualá-lo, como vão fazer um 6ª geração?

Aliás, pergunto novamente: quais são os atributos necessários para que um caça seja considerado de 6ª geração? Me ajudem neste e aí continuamos nas outras….rsrsrs

joseboscojr

A maioria das tecnologias que serão empregadas nos caças de 6ªG já estão disponíveis hoje e talvez o salto evolutivo fique por conta das armas de energia direta, além é claro do fato dele não ser controlado por um piloto humano (o que é bem diferente de ser pilotado remotamente por um) e sim operar de forma autônoma. Outro área que talvez venha a sofrer uma revolução é a da propulsão já que se fala inclusive na possibilidade hiper cruzeiro (cruzeiro hipersônico). Um caça de 6ªG deve ter furtividade all aspect / banda larga (nível VLO2), ser não tripulado, operar… Read more »

Leonardo Crestani

Caros colegas,

Alguém pode me explicar porque a Embraer não desenvolve um caça de 4° geração ou 5° geração, já que é uma das maiores industrias aeronáutica do mundo, fabricando excelentes aviões executivos e comerciais, e mesmo o super tucano, o melhor do mundo.

Fernando "Nunão" De Martini

Leonardo,

Para desenvolver um caça de quarta ou quinta geração, em qualquer lugar do mundo (até onde sei) é preciso que a Força Aérea / Ministério da Defesa / Governo do país faça esse pedido, assine um contrato de desenvolvimento, aloque verbas para isso etc.

A Embraer, ao menos na minha opinião, não daria de jeito nenhum esse passo por conta própria ou iniciativa própria.

joseboscojr

Leonardo,
Antes do Brasil se meter a fazer um caça que seja minimamente útil e competitivo ele deve querer fazer radares AESA, motores turbojatos, assentos ejetores, sistemas inerciais avançados, mísseis MRAAM, etc.
Fazer o projeto de um caça, montá-lo com peças vindas de fora, testá-lo, vendê-lo, etc, não é propriamente o que eu considero ser autossuficiente.
É assim que fabricamos aviões.

Leonardo Crestani

Nunão,

Na verdade falta governo não capacidade da Embraer, isso né???!!!

Fernando "Nunão" De Martini

Leonardo, Só quis deixar claro que, há muito tempo, propostas de novos caças não são iniciativas bancadas pelas próprias indústrias (ou, no mínimo, a partir de certo ponto do desenvolvimento), mesmo quando essas indústrias já têm capacidade comprovada de desenvolver um caça supersônico, com histórico de bons resultados nesse segmento. Que dirá do caso da Embraer, que nunca desenvolveu um avião desses. Mas esse é um dos pontos, apenas. Outro ponto é que eu não creio que a empresa tenha capacidade técnica para desenvolver sozinha um caça supersônico de quarta geração, e não estou com isso desmerecendo a empresa, muito… Read more »

Últimas Notícias

Embraer assina contrato de Serviços e Suporte com a Porter Airlines

São José dos Campos, SP, 5 de agosto de 2021 – Após divulgar seus planos para uma grande expansão...
- Advertisement -
- Advertisement -