domingo, setembro 19, 2021

Gripen para o Brasil

A cratera Santos=Dumont, o depósito do Air and Space Museum e os irmãos Wright

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Gustavo Adolfo Franco Ferreira

vinheta-destaque-aereoHá uma cratera na Lua denominada Santos=Dumont. Foi uma forma de o Smithsonian Institute – conceituado museu americano, sediado em Washington – tentar encobrir uma fraude que sustenta há anos, até os dias de hoje! Coube a Paul Graber, primeiro curador do museu do ar e do espaço, negociar com a Embaixada do Brasil a identificação da cratera e seu batismo com o nome do ilustre brasileiro. Fica na extremidade Norte dos Montes Apeninos, nas coordenadas 4.8º Leste/27.8º Norte. O adido Aeronáutico nunca engoliu esta história dos irmãos Wright. Tirou o corpo fora e mandou a secretária, entender-se com o curador do museu e tratar da homenagem. Foi ai que eu cheguei na embaixada… Excelente oportunidade para prestigiar o Senhor Graber com a assistência de um oficial! Ganhei a missão, de graça!

Cratera

Fiz boa amizade com o Sr. Graber. Ele não era muito mais velho que meu Pai e foi fácil o entendimento. A homenagem se concretizou… Certo dia levou-me a Silver Hill, às instalações que atualmente têm seu nome. Durante a guerra da Coréia, precisou reunir o acervo esparramado em outras instalações. Obteve uma área em Silver Springs, Md. onde instalou construções pré-moldadas que agruparam as peças espalhadas. Havia muitas! De memória, lembrou-me de um Fiat Falco CR43, de um Saeta italiano, do primeiro MiG-15 obtido pelos EEUU através da deserção de um piloto chinês; mas lembrou-me, principalmente das três seções da fuselagem do B-29 Enola Gay. Eu entrei embaixo da baia de bombas dianteira, de onde saiu a primeira bomba atômica! Eu andei pelas instalações da Paul E. Garber Facility ciceroneado pelo próprio! Paul Garber faleceu em 1992. A fraude que se encobria só veio a público agora, 40 anos depois.

O mesmo museu exibe – com destaque – a carcaça restaurada do primeiro Flyer construído pelos já hábeis construtores de bicicleta. Salvaram um pedaço da original entelagem. Tem o destaque devido a um dos precursores da aviação!
Feliz ou infelizmente, há mácula na história.

Há mais de uma década e menos de duas, Foi promulgada, nos EEUU, uma Lei denominada “Freedom of Information Act” (Lei de liberdade de informações) , a qual abriu muitos, quase todos, os arquivos oficiais americanos. Evidentemente, os ávidos a tudo remexeram! Cada qual no seu setor. A internet facilitou sobremodo…

Logo após a segunda guerra, ainda enquanto o Flyer #1 estava guardado junto às joias da coroa britânica em local não conhecido, os advogados do espólio da família Wright aproximaram-se de Paul Graber. Ofereceram o avião para o futuro museu (onde, de fato, hoje está instalado) pelo preço simbólico de US$ 1,00, acompanhado por um contrato de compromisso “eterno”.

A legenda da foto descreve: “ O Smithsonian acaba de divulgar um contrato que sugere que o museu nunca pode admitir que outra aeronave motorizada voou antes do avião dos irmão Wright...!
A legenda da foto descreve: “ O Smithsonian acaba de divulgar um contrato que sugere que o museu nunca pode admitir que outra aeronave motorizada voou antes do avião dos irmão Wright…!

O negócio concretizou-se: O contrato foi assinado pelos advogados do espólio dos Wright… O Smithsonian Institute nunca reconheceu a ocorrência de voo anterior ao que, hipoteticamente, teriam realizado os ciclistas em 1903!

- Advertisement -

24 Comments

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

Já foi provado que isso ai não voa!
O próprio SI, por muito anos, jamais reconheceu que o Flyer original tivesse voado.
1) A relação peso sustentação não dá suporte para que voe.
2) Simulações de computador indicam que isso não voa.
3) E provaram, durante os supostos cem anos do primeiro voo, que isso não voa.

Segue a prova:

http://www.youtube.com/watch?v=uZSJnG8KLtg

Guilherme Poggio

Prezados A polêmica sobre os “pioneiros do ar” vai longe, mas os feitos de Santos Dumont estão todos devidamente documentados e cientificamente comprovados. Cabe aos outros comprovar seus feitos. Aqui no site do Poder Aéreo tem muita coisa interessante sobre os “pioneiros do ar”. Eu recomendo as seguintes leituras: Santos Dumont e o Dia do Aviador Os Irmãos Wright copiaram dados do 14-Bis? E fora do site eu recomendo Manisfesto de Repúdio OBS: Caro Marcos Está coberto de razão. Otto Lilienthal é o pai do voo planado. Portanto os irmãos Wright nem pai do voo planado são. Se aceitarmos os… Read more »

Marcos
Marcos

A maior decepção de Santos Dumont foi que os próprios franceses, na época, deram mais crédito aos Wright que ao Santos Dumont. Ou seja, já eram traíras na época. Mais: durante a primeira guerra os franceses chegaram a acusar Santos Dumont de apóio aos alemães, porque este tinha uma LUNETA de fabricação alemã em sua casa.

Marcos

Para afazer o que os Wright faziam, Lilienthal já fazia muito antes. E melhor!!!

Marcos

Em relação ao Smithsonian Institute: há um acervo enorme de aeronaves estocadas e não disponíveis ao público. A que considero mais estranha é um Horten IX, que está lá, não disponível para visitação, enferrujando.

Clésio Luiz

Os Wright não são os únicos a clamarem ter voado antes do brasileiro. Vários outros, de outras nacionalidades, fizeram o mesmo. Mas como a história só é reescrita por quem tem dinheiro e poder, ficam os americanos acreditando nisso aí.

Guizmo

Estive ha 3 meses neste museu e o acervo eh interessante, apesar de aquem de minhas expectativas. Existe um anexo ao Museu, que fica longe, no aeroporto de Washington, onde as verdadeiras maravilhas se encontram, tipo o Blackbird.
Aos editores, vou mandar uma foto para o pessoal adivinhar os avioes e misseis….
abs

Guilherme Poggio

Aos editores, vou mandar uma foto para o pessoal adivinhar os avioes e misseis….

Caro Guizmo

Mande sim. Receberemos como o maior prazer e poderemos fazer um “desafio Poder Aéreo” para o próximo final de semana. O que você acha?

Oganza

Hummmm interessantíssima a informação sobre tal ACORDO, e não duvido que esse ACORDO tenha acontecido mesmo. Afinal de contas ele, o ACORDO, envolve não só as questões de quem foi o primeiro, mas a honra e a “garantia” patriótica que envolve o título de tal empreitada pioneira. Mas infelizmente, e isso é uma opinião que e está longe de qualquer verdade e mais próxima do meu sentimento e do pouco que sei sobre a história desses ditos “voos pioneiros”. Assim sendo, Santos Dumont para mim NÃO foi gênio nenhum, e se possuiu alguma generalidade, ela esta no fato de Dumont… Read more »

Rafael M. F.

Segundo Leandro Narloch, do “Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil”, o maior erro de SD foi perceber tardiamente que os balões não eram o futuro do transporte aéreo. E o Flyer I não voava. Mas fizeram o Flyer II e o Flyer III, sendo que este último bateu em 1908 o recorde de permanência em vôo, diante do Aeroclub Francais. O vôo do 14bis rapidamente foi esquecido. Aliás, o 14bis podia voar, mas era incapaz de manter-se voando por mais que poucas centenas de metros. Por outro lado, Santos Dumont deixaria seu legado: O Demoiselle é referência para os… Read more »

CorsarioDF

Essa discussão eu nem entro.

Para mim o que importa é que Alberto Santos Dumont é o Pai da Aviação e ponto.

Contra fatos não há argumentos…

Pra mim os Wrigth são iguais aos petistas…

ST

Oganza

Guilherme Poggio disse: 18 de agosto de 2013 às 19:28 Vlw pelos textos Poggio. A total “falta de comprovações” dos Wright Vs a total “presença de comprovações” de Dumont e as atitudes públicas de ambos, corroboram o pensamento dispare de cada um com relação ao AVIÃO. Para os Wright ele era um negócio, uma oportunidade industrial e comercial, e não “só” um produto do engenho humano que serviria não só para alimentar seus egos, mas principalmente para alimentar os seus bolsos, gerando todas as precauções que são exigidas para que o ultimo aconteça. Para Santos Dumont era, em suas palavras,… Read more »

Oganza

Do ponto de vista “científico”, Dumont foi o primeiro, no especulativo temos mais de um candidato como o Poggio bem lembrou.

Mas do ponto de vista do legado para a formação de um embrião para indústria aeronáutica, me desculpem, mas os Wright são o peso pesado da história aqui.

Guilherme Poggio

Oganza No meu ponto de vista os Wright contribuíram muito pouco para o desenvolvimento da aviação. Patentearam o sistema “wing-warp”, que logo deixou de ser utilizado no controle de voo. Para mim a história da aviação com os Wright morre neles mesmo. Porém, uma outra vertente do desenvolvimento da aviação nos EUA, essa que eu realmente considero como o início do que viria a ser a maior indústria aeronáutica do planeta, começa com um sujeito chamado Glen Curtiss. Curtiss teve problemas judiciais até mesmo com os picaretas dos Wright. Para a sorte dos EUA Curtiss foi para frente e seus… Read more »

Rafael M. F.

Na verdade, Guilherme, não vejo a aviação como alguém com um pai, um cara que deu o start, que estabeleceu o paradigma. Se for levar ao pé da letra, teríamos que retroceder até Leonardo da Vinci.

Vejo o surgimento da aviação como um período onde houve homens em distintos lugares que tiveram idéias e outros em que distintos lugares que foram aperfeiçoando essas idéias, trabalhando muitas vezes com conceitos parecidos, mas paralelamente.

Considero o período 1894-1918 como o mais rico da história da aviação.

Guilherme Poggio

Na verdade, Guilherme, não vejo a aviação como alguém com um pai, um cara que deu o start, que estabeleceu o paradigma.

Caro Rafael M. F.

Eu também não. O nascimento da aviação teve vários pais como Lilienthal, Boulton, Santos Dumont, Farman, Ader, Blériot e Voisin (sobre este último, quem for a Le Bourget vai poder ver a reconstrução do seu atelier).

Mas a contribuição dos Wright foi mínima, quase desprezível. Eu diria até que a maior contribuição dos Wright foi para a desinformação do assunto, ofuscando aqueles que realmente fizeram algo.

Vader

Na boa, essa história de Santos Dumont pai da aviação não passa de mais uma das mentiras históricas oficiais utilizadas para implantar o falso e estúpido ufanismo “galvãobuenês” no brasileiro. “É tetra, é tetra, é tetra, é tetra…” (1000X) 🙂 Ele pode até ser pai da aviação brasileira, mas do mundo, não dá. Até porque pra começo de conversa houveram vários pais da aviação, antes e depois de SD, conforme os amigos mencionaram acima. Senhores, a verdade é que o 14BIS não voava, ele dava pulinhos de algumas centenas de metros, e ainda assim só em linha reta. Já os… Read more »

Franco Ferreira

Parece-me que há um desvio de ótica aqui. Vejam esta página ( http://newsdesk.si.edu/sites/default/files/Wright-Contract.pdf )

A intenção inicial era mostrar o “preço” que uma instituição tida como respeitável é capaz de pagar por uma fraude!

Vejam, especialmente, o último parágrafo!

Franco Ferreira
Guizmo

Vader disse:
19 de agosto de 2013 às 10:45

“É tetra, é tetra, é tetra, é tetra…” (1000X) 🙂

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

POGGIO,
Mandei no fim de semana a foto do Museu, caso não tenha recebido, por favor me fale que eu reenvio ao 3 e-mails de vcs. Acho animal a ideia do Desafio PA.

Abs

Guilherme

Guilherme Poggio

Caro Guizmo

Recebi sim e muito obrigado. O post sairá no próximo final de semana.

Baschera

Eu estive, há muitos anos atrás, na casa de verão de SD em Petrópolis/RJ.

Se vc for lá vai ver uma pequena oficina, uma escada esquisita em que vc tem que obrigatoriamente subir com o pé direito e colocar um pé somente em cada meio degrau….. um observatório rudimentar e um protótipo de chuveiro com água aquecida.

Interessante também notar que a casa não tem cozinha…. o milionário mandava vir de fora todas as refeições, nem que fosse um simples sanduiche !

Sds.

Franco Ferreira

Baschera – Chama-se, se não me engano, “A Encantada.”

Últimas Notícias

Força Aérea Indiana vai comprar 24 caças Mirage 2000 de segunda mão

A frota Mirage 2000 de 35 anos da IAF, que teve um desempenho excepcional durante a operação Balakot de...
- Advertisement -
- Advertisement -