sexta-feira, setembro 24, 2021

Gripen para o Brasil

Após reduzir oferta, TAM vai demitir até mil funcionários

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Passeio CCM Nikon 268a

Em reunião com o Sindicato Nacional dos Aeronautas, a companhia aérea anunciou os cortes e se comprometeu com um plano para reduzir o impacto das demissões

 

vinheta-clipping-aereoA TAM anunciou hoje que demitirá até mil empregados, com o intuito de ajustar o quadro de funcionários à operação da companhia, que foi reduzida.

Segundo a empresa, os cortes serão feitos na tripulação (pilotos, copilotos e comissários). A TAM afirma que, desde 2011, a oferta já foi reduzida em 12% e que, com as demissões, quer garantir a “sustentabilidade” da empresa ante o aumento de gastos com a alta do dólar e os combustíveis mais caros.

Em reunião com o Sindicato Nacional dos Aeronautas, a companhia aérea anunciou os cortes e se comprometeu com um plano para reduzir o impacto das demissões, de acordo com seu presidente, Marcelo Ceriotti.
O mais provável é que seja organizado um programa de demissão voluntária, segundo o sindicato. Hoje, a TAM tem 29.500 funcionários.

Ceriotti acredita que quem for demitido não conseguirá outra colocação no mercado brasileiro, já que o setor aéreo do país se encontra em retração. “É uma mão de obra muito qualificada que não consegue encontrar emprego no mercado nacional”. Segundo ele, o sindicato está em contato com empresas estrangeiras para mediar processo seletivos em outros países.

Protesto

Hoje, cerca de 300 tripulantes, segundo o sindicato, protestaram contra as demissões e pediram mais medidas do governo para o setor. Os manifestantes ocuparam o saguão do aeroporto de Congonhas (SP) durante a tarde. Segundo Ceriotti, a indústria de aviação brasileira é muito frágil e sofre os impactos diretos da desaceleração econômica.

Desde o ano passado, a Gol demitiu cerca de 950 funcionários da Webjet, empresa a qual adquiriu e que depois deixou de operar. O setor aéreo brasileiro sofre com a desaceleração da demanda, depois de uma década de forte expansão. Devido aos gastos em moeda estrangeira, foi impactado pela recente alta no câmbio e pelo combustível mais caro.

FONTE: Folhapress

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera

29.500 funcionários !!!!

Metade da FAB !

Sds.

Últimas Notícias

FOTOS: J-16D com novos pods de guerra/interferência eletrônica

Foram divulgadas mais fotos do Shenyang J-16D, versão de guerra eletrônica do caça multimissão J-16 da Força Aérea de...
- Advertisement -
- Advertisement -