sábado, junho 19, 2021

Gripen para o Brasil

O fim do F-X3 poderá chegar na semana que vem…

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-35A visto de um avião reabastecedor - foto Lockheed Martin

… obviamente, estamos falando da Coreia do Sul, pois aqui no Brasil nem o F-X2 consegue acabar – porém, esse ‘fim’ do programa poderá até se tornar um recomeço, devido às ofertas não chegarem ao orçamento

Segundo notícia da Reuters veiculada na quinta-feira, 11 de julho, a Coreia do Sul deverá decidir na semana que vem se prosseguirá com seu programa F-X3 (ou F-X III) de aquisição de 60 caças de nova geração, estimado em 7,3 bilhões de dólares, após o fracasso das rodadas de ofertas dos concorrentes. A informação foi dada por um integrante da Defesa do país.

O ministro da Defesa presidirá uma reunião na próxima quarta-feira para rever o processo fracassado até o momento. Várias opções poderão ser consideradas, incluindo reiniciar o processo “do zero”, segundo fonte da DAPA (Defense Acquisition Program Administration – Administração do Programa de Aquisição de Defesa).

F-15-SE com baia de armamentos aberta - foto Boeing

Typhoon RAF do esquadrão 11F - foto Eurofighter

Uma outra solução que poderá ser analisada é a divisão da compra. A DAPA suspendeu o processo de ofertas após nenhum dos ofertantes ter atingido o preço requisitado. Concorrem no programa sul-coreano a Lockheed Martin com o F-35, a Boeing com o F-15 “Silent Eagle” e a EADS com o Eurofighter Typhoon.

FONTE: Reuters (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

FOTOS: Lockheed Martin, Boeing e Eurofighter (segundo a ordem citada na matéria original)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

28 Comments

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
thomas_dw

a reputaçao da Coreia do Sul ja é bem ruim depois do FX1 ( o Rafale ganhou e o F-15E levou) e do FX2 (so o F-15E participou pois ninguem mais se interessou) se o FX3 for cancelado, nem os Russos se interessam em oferecer algo para eles.

Baschera

Tem politico que é sério….. na Coréia !!

Se eu fosse eles…ficava com o F-15SE….

Mas acho que nenhum vai levar…. todos devem ter excedido o preço máximo.

Sds.

Nick

Os Sul Coreanos estão desenvolvendo o KF-X e ao mesmo tempo já entrando em serviço o FA-50 para substituir os F-5E. A solução ideal à meu ver seriam os F-35, que dariam um bom poder dissuasório frente aos J-20/J-31 chineses. E depois os próprios KF-X quando entrassem operação darão conta.

[]’s

Carcará 01

OFF TOPIC URGENTE!!

Direto da CCN – Central Carcará de Noticias

Pra quem pensava que os problemas de fogo com o 787 tinham acabado, olha aí… Infelizmente, pq torço muito por esse avião…

http://www.bbc.co.uk/news/uk-23294760

Baschera

É phodeu para esta aeronave da Boeing….. as ações da companhia estavam caindo mais de 6% na NYSE agora a pouco…..

O valor das indenizações poderá ser monstruoso…

Sds.

Baschera

Carcaré,

Imitando você…. a notícia é da BBC ….. Baschera Broadcasting Corporation

🙂

Sds.

Baschera

Sorry….. leia-se “Carcará” e não a besteira que escrevi por engano…..

Sds.

HMS TIRELESS

Thomas_DW

Esse papo de que o Rafale ganhou mas não levou é coisa de Rafale ressentida. A questão é que embora tenha se mostrado melhor em Dogfight o Rafale perdeu em todos os outros requisitos, especialmente Radar, capacidade de armas e alcance.

thomas_dw

Ganhou mesmo – foi a escolhida e nao recebeu o contrato, no segundo FSX2 nem o Eurofighter foi proposto, pois ninguem quer participar de um jogo de cartas marcada, cujo unico proposito é abaixar o preco do F-15E, desta vez o Eurofighter participou e de novo eles ameacam cancelar.

Alias, com a venda para a India, o Rafale vai estar em producao por mais 15 anos enquanto o Eurofighter esta nas ultimas 100 unidades.

Marcos

Em relação ao B.787:

1) A aeronave estava parada no pátio já tinha oito horas. Pelo local do incêndio, está com cara que alguém esqueceu de desligar alguma coisa.

2) Em relação as ações… bom, na verdade todas as Bolsas despencaram por conta de noticias da economia americana e chinesa.

Marcos

Em relação ao Eurofighter x Rafale x F-15:

De fato o Rafale perdeu em vários quesitos, inclusive e principalmente custos operacionais futuros.

O Eurofighter tem cerca de 220 pedidos firmes a serem entregues, já o Rafale tem 65 pedidos firmes da própria França. Quando e se a Índia assinar o contrato, então pode-se incluir ai os números dos indianos.

Fico aqui imaginando: se os ingleses estão canibalizando alguns Eurofighter para reposição de peças, quero ver na hora que se precisar de peças para um Rafale!

Carcará 01

, EXTRA, EXTRA!!

Opa, informações vindas direto da redação da CCN dão conta que o incendio no 787 NÃO FOI CULPA DA BATERIA!!! Foi provocado por descuido da comissaria. Menos mal… Pelo menos não vão groundear novamente o Dreamliner…

Basquete, ops, Baschera (kkkk): a da BBC foi boa… Carcaré é a mistura de Carcará com Acarajé??

Marcos

Falando em caças: estava dando uma olhada nos BRIC’s e andei levantando o número de caças que cada país tem:

India (PIB: US$ 1,676 tri)
Su-30: 170
Mig 29: 66
Mirage 2000: 57
Mig 21: 264
Mig 27: 90
Jaguar: 130
Total: 777

Rússia (PIB: US$ 1,850 tri)
Su-27: 281
Su-30/35: 26
Mig 29: 226
Su-24: 554
Mig-31: 188
Total: 1275

China: (PIB: US$ 7,298 tri)
J-10: 200
Su-30: 99
J-11: 140
Su-27: 76
J-8: 180
J-7: 389
Q-5: 240
Total: 1324

Putanphia (PIB: US$ 2,569 tri)
Mirage 2000: 12
F-5: 57
Total: 69

Vader

Kkkkkkkk…

Esse “putanphia” de vcs é o máximo, rsrsrs… 🙂

Marcos

Mas levando em consideração que os Mirage 2000 darão baixo antes do final deste ano e o número de F-5 que serão modernizados, então Putanphia ficará com 44 caças.

Isso se o F-5 torto não perder o canopi… dai ficarão só 43.

Marcos

Ops! 46

ricardo_recife

Os FX estão ficando tão caros que até quem tem dinheiro sobrando anda chiando.

Ainda aposto no F-35. Especialmente com o Japão comprando.

Que fiz teve o Silence Eagle?

Abs,

Ricardo

HMS TIRELESS

Carcará One, você confirma que o fogo no 787 não teve nada a ver com a bateria?

Marcos

Nunca coloco junto os AMX simplesmente porque são subsônicos. Se você tiver de interceptar qualquer coisa, terá de ser com um F-5. E a conta que também sempre faço: 12 aeronaves para cada esquadrão: Canoas, Rio, Campo Grande, Natal, Brasilia, Manaus e Cachimbo (inexistente), ou seja, sete esquadrões, fechando todo o território nacional, totalizando 84 aeronaves.

E se formos comprar caças, teremos de pensar trinta anos para frente, ou seja, temos de pensar em aeronaves furtivas. Portanto, esses que estão ai, quer seja F-18, Rafale ou Gripen, são são os tampões: 84 somente para fazer policiamento aéreo, no mínimo.

Marcos

Agora, ver o Eurofighter armado até os dentes, na imagem acima, é o bicho!

Marcos

Nunão:

Por isso que coloquei aqueles números lá em cima: se comprássemos o mínimo do mínimo, teriam de ser 84 unidades.

Mauricio R.

OFF TOPIC…

…mas nem tanto!!!

O JF-17, de um pto de vista indiano:

(http://www.livefistdefence.com/2007/04/pakistans-jf-17-thunder-analysis.html)

Marcos

HMS TIRELESS

Não há um informe oficial da causa do incêndio no B.787, mas análises preliminares indicam que o fogo começou na galley traseira. A fuselagem ficou bastante danificada. A pergunta é: vai dar para consertar?

Essa informação consta no site da Aviation Week

Reportagens especiais

As chances do Gripen ao redor do planeta

E como isso poderá ser benéfico para o Brasil Por Guilherme Poggio (colaborou: Fernando "Nunão" De Martini) Em matéria anterior eu mencionei...
- Advertisement -
- Advertisement -