domingo, agosto 14, 2022

Gripen para o Brasil

Adiado primeiro voo do CSeries

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

CSeries CS300 - imagem Bombardier

vinheta-clipping-aereoA unidade aeroespacial da canadense Bombardier informou que adiou o cronograma para o primeiro voo de sua aeronave modelo CSeries para permitir atualizações adicionais no software. A companhia espera agora que o voo inicial aconteça até o fim de julho, um mês mais tarde que a meta anterior.

A Bombardier disse que as atualizações do software permitirão “melhorar a maturidade e a funcionalidade do sistema”. O adiamento do voo inaugural destaca o conservadorismo da empresa, tanto tecnicamente quanto em suas atividades de marketing. Todos os sinais apontavam para a estreia do jato até o fim deste mês.

O primeiro voo do CSeries será um marco importante para a Bombardier, que tenta desafiar o duopólio da norte-americana Boeing e da Airbus, uma unidade da European Aeronautic Defence & Space (EADS), no mercado de jatos de apenas um corredor. A companhia canadense gastou US$ 3,4 bilhões para desenvolver a aeronave.

O lançamento do modelo CSeries, que recebeu as primeiras encomendas em 2008, provocou respostas agressivas de outras três grandes fabricantes de aviões mundiais. A Bombardier quer entrar em um nicho no qual a Embraer impõe pressão com jatos maiores e a Boeing e a Airbus tentam competir com aviões menores.

Na semana passada a Embraer lançou sua família de aviões menores, chamados de E2, que usam o mesmo motor da Pratt & Whitney que a Bombardier escolheu para o CSeries. A Pratt é uma unidade da United Technologies.

FONTE: Dow Jones Newswires, via A Tarde.

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest

2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

Normal!
A Embraer atrasou em um ano primeiro voo de seu Legacy 500.
A Boeing atrasou sei lá quantos anos o voo do B.787.

Mauricio R.

“A Bombardier quer entrar em um nicho no qual a Embraer impõe pressão com jatos maiores e…”

Os ERJ vão até 120 pax, o E2 irá até 132 pax.
O CS 100 vai de 108 a 125 pax, já o CS 300 vai de 130-135 pax até 150-160 pax.

Últimas Notícias

Grécia enviará uma carta de solicitação para atualizações de 38 caças F-16V em breve

Segundo informações, é apenas uma questão de alguns dias até que o Estado-Maior da Força Aérea Helênica envie a...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -