Home Exercício Caças Hornet e Super Hornet da RAAF no exercício Aces North 13,...

Caças Hornet e Super Hornet da RAAF no exercício Aces North 13, na Austrália

472
13

Exercise Aces North 13

Nas fotos divulgadas pelo Ministério da Defesa da Austrália, caças F/A-18A Hornet e F/A-18F Super Hornet da RAAF (Força Aérea Real Australiana) participam de missões do exercício “Aces North 13”, realizado no Norte da Austrália.

Fazem parte das missões os voos do curso de Instrutor de Combate de Caças (Fighter Combat Instructor), que vem sendo conduzido desde 14 de janeiro e vai até o próximo dia 28 de junho. O objetivo é graduar líderes e instrutores especialistas, capazes de desenvolver táticas, além de realizar atividades de validação e instrução.

Exercise Aces North 13

Exercise Aces North 13

Neste ano, segundo o Ministério da Defesa, o curso incluiu tanto pilotos dos caças Hornet e Super Hornet quanto operadores de sistemas de armas (Weapon System Officers) deste último.

Nas imagens, também podem ser vistas outras aeronaves modernas da RAAF, como o KC-30A MRTT (Multi Role Tanker Transport – avião de transporte e reabastecimento em voo multitarefa) e o E-7A Wedgetail de alerta aéreo antecipado e controle (AEW&C).

Exercise Aces North 13

Exercise Aces North 13

FONTE / FOTOS: Ministério da Defesa da Austrália

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
eduardo pereira
eduardo pereira
7 anos atrás

Bacana sera ver uma foto similar a ultima com um R99 pousando e nossos Vespoes taxiando na pista de alguma base da Fab !!

Klesson
Klesson
7 anos atrás

É isso aí, em breve estas imagens serão registradas aqui.
Dilma, desembaça, escolhe logo o Caça!

Marcos
Marcos
7 anos atrás

off topic

Novos Embraer E2: observar as novas asas aos 1’30” do vídeo.
Segue:

http://www.youtube.com/watch?v=uIzkTGsEdzQ

Marcos
Marcos
7 anos atrás

off topic

LM entrega primeiro F-35 para US Navy.

Marcos
Marcos
7 anos atrás

leia-se: F-35C

Edgar
Admin
7 anos atrás

Seria aquele “alvo” no canto superior direito do HUD na primeira foto o guia para posicionar a aeronave na trilha da sonda?

Vader
7 anos atrás

Imagens espetaculares.

E vemos claramente na primeira foto o tal HUD “colimado ao infinito” que certa feita as rafalechetes anunciaram como se fosse a última bolacha do pacote Rafale.

Justin Case
Justin Case
7 anos atrás

Vader, bom dia.

O conceito de “colimado ao infinito” já existe há mais de cinco décadas. O Rafale inovou ao aplicar esse conceito em um HLD (Head Level Display) interno, apresentando imagens “raster” e não apenas nas vetoriais de traços e linhas.
E não é a a última bolacha do Rafale. A notícia mais nova é o desenvolvimento de chaffs ativos e de data link tático mais evoluído, já visando à inserção de drones de combate em uma esquadrilha comandada por caças tripulados.

http://www.defense.gouv.fr/dga/actualite-dga/2013/la-dga-au-50e-salon-du-bourget

Abraço,

Justin

Vader
7 anos atrás

Verdade Justin.

Era aquela coisa suuuuuper relevante de ter os display´s do painel também colimados ao infinito…

Justin Case
Justin Case
7 anos atrás

Vader, Você é muito novo e provavelmente não tem aquele problema de ter que usar óculos diferentes para olhar as placas na estrada ou o painel do carro. Pilotos também não tem esse problema, mas quando focam perto, desfocam longe e vice-versa. Imagine-se numa interceptação, acompanhando um alvo que, pela distância, é só um ponto no espaço com fundo neutro. Mude seu foco para o interior da cabine (mudando o foco) e volte a procurá-lo. A chance de encontrar esse alvo de novo é mínima. Além disso, há um tempo perdido nessa acomodação. Já sei há muito que você não… Read more »

Roberto F Santana
7 anos atrás

Prezados Justin e Vader,

No livro ‘Fighter Combat: Tactics and Maneuvering’, o autor, Robert Shaw, ensina que pouco antes do piloto de caça entrar em combate visual, é bom que se possível,procure antes algum ponto do no céu à distância , como por exemplo o topo ou ponta de uma nuvem, isso fará que sua visão já se acostume com a distância focal.

Justin Case
Justin Case
7 anos atrás

Verdade, Roberto. O problema é que nem sempre existem nuvens ou contraste adequado para usar essa técnica. O normal é que, com o foco adequado, um avião de caça possa ser acompanhado até em torno de 12 milhas de distância. Por outro lado, o visual com um caça que se aproxima ocorre em torno de seis milhas, em média, quando se busca na direção correta. É fácil saber se o problema é de acuidade visual ou de foco. Se, ao visualizar um avião, já conseguimos visualizar algumas características tais como asa, empenagem, é porque se estava com foco inadequado. Mas… Read more »

Vader
7 anos atrás

Justin Case disse:
25 de junho de 2013 às 12:25

“principalmente porque isso está no Rafale e não nos outros dois”

Justin, isso é uma solução caríssima encontrada para uma necessidade pra lá de discutível, necessidade esta que, aliás, só existe porque o caça Dassault Rafale não conta com um HMD.

Sds.

PS: ainda não estou trocando os óculos não, mas não estou muito longe disso não.