F-X2: uma corda que está para arrebentar

    215
    61

    EDA 60 anos - pilotos assistem à Fumaça em cima de Super Hornet - foto 2 Nunão - Poder Aéreo

    Atraso na decisão dos caças ainda mancha as ambições brasileiras

    Reportagem publicada nesta terça-feira (18 de junho) no site AIN Online, cobrindo o 50º Paris Air Show em Le Bourget, traz a opinião de que no contexto de movimentos de parceria internacionais no setor aeroespacial e de defesa, envolvendo também consolidação de empresas brasileiras,  uma decisão no programa F-X2 pode chegar tarde demais para trazer os benefícios que se esperava. O texto é de autoria de Reuben Johnson, que já havia escrito artigo para a Jane’s falando da “estafa brasileira” ou “Brazil fatigue” do F-X2 (veja segundo link da lista abaixo), e que repete a expressão agora.

    Boa parte do texto trata do reconhecimento da brasileira Embraer no mundo, atrás apenas da Boeing e Airbus na produção de aeronaves comerciais, e das mudanças iminentes na situação dos setores aeroespaciais e de defesa do Brasil, que tendiam a se manter muito atrás de seus congêneres da Europa e Estados Unidos. A consolidação da indústria brasileira é citada, com pequenas firmas formando conglomerados e consórcios, para assim, com maior peso, desenvolver parcerias fora do Brasil que tenham impacto em mais de um setor na economia. Como exemplos desses movimentos e parcerias, são citados os casos da compra da Mectron pelo conglomerado Odebrecht,  projetos da Avibras junto à MBDA e da Santos Lab com a subsidiária Insitu da Boeing.

    Porém, segundo o texto, uma parceria ainda maior se refere à muito atrasada concorrência F-X2 para a aquisição de novos caças, que numa forma ou outra vem ocorrendo desde 1997, e que tem como finalistas o sueco Saab JAS-39E/F Gripen, o francês Dassault Rafale e o americano Boeing F/A-18E/F. O programa, que visa substituir uma frota de envelhecidos caças da Força Aérea Brasileira (FAB), visa a obtenção de 36 aeronaves com produção sob licença no Brasil, mas espera-se que encomendas subsequentes levem as aquisições a 120 jatos.

    Como meta de longo prazo do programa, a indústria brasileira produziria o caça e poderia vendê-lo fora do Brasil. A dificuldade, porém, é que o F-X2 está muito atrasado e, com isso, se aproxima de um ponto de ruptura tanto para vendedores quanto compradores em potencial.

    Rafale - foto 5 Galante - Poder Aéreo

    Conversando “em off”, executivos das três empresas concorrentes reclamaram de “Brazil fatigue”, ou estafa em relação ao Brasil, devido ao processo continuar se arrastando por tanto tempo sem uma tomada de decisão. Desde 2009, a validade das propostas comerciais que acompanham cada uma das ofertas dos concorrentes, o que inclui participação industrial e acordos de preço, vem sendo repetidamente estendida além de cada período de expiração. A última extensão acaba em setembro, e os concorrentes parecem relutar em lidar com mais procrastinação política.

    A FAB não está menos frustrada do que eles com os atrasos. A análise dos três finalistas foi completada há algum tempo, e desde então se tem esperado para os políticos e a presidente Dilma Rousseff tomarem uma decisão.

    Pouco antes da feira LAAD 2013, realizada em abril no Rio de Janeiro, o major-brigadeiro do ar Carlos Baptista Júnior, que deixava a chefia da “Comissão Coordenadora do Programa de Aeronave de Combate” da FAB (COPAC, responsável pela administração do programa dos caças), fez um discurso em que alertou sobre os atrasos infinitos de uma decisão do F-X2 terem começado a comprometer a capacidade da FAB em realizar mesmo as suas missões mais básicas. A visão do oficial é que muita atenção foi dada às ambições ainda não preenchidas de transferência de tecnologia para a indústria de defesa do Brasil, às custas de se chegar a uma decisão final que a FAB precisa para atualizar sua frota de caças. O foco do problema a ser resolvido deve ser a diminuição da capacidade operacional, e não outros aspectos.

    Gripen NG Demo decolando de Malmen - foto 5 Alexandre Galante - Poder Aéreo

    Claramente, segundo a reportagem, o programa F-X2 será o de maior capacidade transformadora em toda a história do setor aeroespacial brasileiro. A questão é se a decisão virá tarde demais para a realização alguns dos benefícios planejados que esse programa deveria trazer à indústria brasileira. O texto termina afirmando que no Paris Air Show deste ano, há 20 exibidores brasileiros, a maioria concentrada no Hall 3. Além da Embraer, o ponto focal da presença brasileira no evento em Le Bourget é a ABIMDE – Associação Brasileira das Indústrias de Defesa e Segurança.

    FONTE: AIN Online (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês – o título em português é uma interpretação nossa do teor do texto, enquanto o subtítulo é uma tradução do título original)

    NOTA DO EDITOR 1: fotos em ordem alfabética dos fabricantes concorrentes do programa F-X2

    NOTA DO EDITOR 2: em editorial de novembro de 2011 (veja primeiro link da lista abaixo), o Poder Aéreo já afirmava:

    “Sejamos francos: o prazo para o F-X2 ser concretizado, conforme planejado originariamente, já caducou. E faz tempo. Talvez com alguns remendos e concessões o programa, que passou do “timing” ideal para diversas de suas necessidades de transferência de tecnologia e desenvolvimento conjunto, ainda possa cumprir ao menos parte dessas expectativas originais, ao mesmo tempo em que possa atender às urgentes demandas da FAB. Ou uma dessas variáveis vai estragar o equilíbrio ideal entre as necessidades tecnológicas e as urgências operacionais.”

    VEJA TAMBÉM:

    Subscribe
    Notify of
    guest
    61 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    HMS TIRELESS
    HMS TIRELESS
    7 anos atrás

    Podem colocar a culpa do atual estado do FX-2 na nefanda declaração “político-etílica” do Estadista de Sindicato…

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    OFf-topic:
    F-5’s em Fortaleza…
    Acho que uns três perdidos por aqui

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Nunão:

    Ainda não consegui fotografá-los…
    Minha máquina é uma por….
    Sei que chegarem 5 e dois C-130 esta semana.
    Vou ver se na quinta consigo.
    Moro a menos de um km do estádio.
    Imagine como está por aqui. Carros com credenciais, barreiras policiais a um 1 km daqui…
    Se der, vou tentar umas fotos.

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Vou ver se consigo bem cedinho, pois estaremos com limitação de desolcamento das 10 às 22h…

    Corsario137
    Corsario137
    7 anos atrás

    Nunão,

    Eu vou má passeata da quinta-feira aqui no Rio.
    Meu cartaz de protesto será: “Dilma, cadê o FX2 ???”.
    Vou tirar foto e depois mando kkkkk
    Abraço.

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Vai ter uma barreira a uns 800 metros daqui de casa para evitar o protesto.
    O problema é que para ir ao aeroporto bater as fotos tem que passar por lá…..

    Edgar
    Admin
    Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
    7 anos atrás

    Nunão, vc podia bolar um cartaz de manifestação sobre o FX-2 estilo aquelas charges pra gente imprimir em A3 e levar pro protesto 😀

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    quem disse que eu quero protestar????
    kkkkkkk

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    queria tirar fotos do F-5, protestar não! rs

    Mas os cartazes são uma boa ideia!

    “NEYMAR: ADOTA UM F-18, UM GRIPEN ou UM RAPHALE ABANDONADO!”

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Nunão:

    Eu moro no olho do furacão aqui em Fortal.
    Os protestos devem ficar distantes. (assim espero)
    Mas…
    Uns cartazes como o Edgar falou seriam uma boa.

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Um Panther do EB sobrevoando a região…

    Edgar
    Admin
    Reply to  F - 5
    7 anos atrás

    F – 5, dois Panthers sobrevoaram os céus aqui de Vitória nesse fim de semana também, e olha que os principais eventos esportivos que acontecem por aqui são os jogos escolares.

    Edgar
    Admin
    Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
    7 anos atrás

    Deve ser mesmo em Nunão. Será que de Taubaté pra Fortaleza por aqui é o melhor caminho? Aqui em VIX geralmente só vemos aeronaves da MB como os Super Pumas. Me lembro bem quando eu era criança, praticamente toda semana tinha um C-130 pousando no Aeroclube próximo à minha casa, e a rota de pouso passava bem em cima da minha casa. Tinham operações de paraquedismo, etc. Há anos que não vejo um C-130 por aqui. Na primeira vez que entrei no cockpit do C-130, já adulto, me lembrei de todas as passagens da aeronave na minha casa, por cima… Read more »

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Vou la fora gritar:

    “EU SOU DO PT! EU SOU DO PT!EU SOU DO PT”

    kkkk

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Ops!

    Vi uma objetiva filmando aqui…kkkk

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Já viajei de Recife à Santa Maria no C-130…
    Eita viagem boa…

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Prepara a arte e posta aqui!!!

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Pow!

    Me falta um macacão de piloto.

    Nunão, na boa: prepara um cartaz aí e posta aqui, pois existe uma gráfica aqui perto e de repente o cartaz fica como alternativa

    Corsario137
    Corsario137
    7 anos atrás

    Gostei da idéia da arte by trilogia.
    Faz a arte aí Nunão que eu imprimo em a3 laser e levo pra Rio Branco na quinta-feira.

    Corsario137
    Corsario137
    7 anos atrás

    MÍSSIL, AVIÃO, FRAGATA E MEU VESPAO.
    Achei melhor Nunão 😉
    Pra não deixar o Naval de fora kkkk

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    kkkkk

    ivanildotavares
    ivanildotavares
    7 anos atrás

    Corsario137 disse: 18 de junho de 2013 às 16:36 “MÍSSIL, AVIÃO, FRAGATA E MEU VESPAO.” Agora que vocês incluíram Fragata eu também vou participar dos protestos. F – 5 disse: 18 de junho de 2013 às 16:14 “Já viajei de Recife à Santa Maria no C-130… Eita viagem boa…” A minha viagem num C-130 foi essa aqui: ivanildotavares disse: 14 de junho de 2013 às 13:20 Senhores, Vou contar-lhes como foi minha viagem pelo CAN de Recife até o Rio de Janeiro: Vesti o 5.5 e fui aos Guararapes (ainda não se chamava Gilberto Freyre-Guararapes) pedir uma vaguinha num voo… Read more »

    Carcará 01
    Carcará 01
    7 anos atrás

    Aqui em Recife tb temos F-5M, dois elementos (Jambocks)… E um elemento de A-29 e um R-99. De asas rotativas, temos dois Sabres e um BH. Ficam aqui até segunda…

    F – 5
    F – 5
    7 anos atrás

    Parece-me que temos uns Sabres aqui em Fortal.
    Por alto são: um Panther, dois C-130, cinco F-5 e acho que um Sabre.
    Ele chegou, mas não o vi ainda.

    GuppY:

    Peguei essa carona umas duas semanas depois da queda do de Fernando de Noronha.
    Chegando em POA, a tripulação estava cansada e acabamos dormindo no hotel de transito, no outro dia fomos à S.Maria.
    Antes, porém, deu um problema em um dos motores..rs

    Carcará 01
    Carcará 01
    7 anos atrás

    Sim, da AvEX temos 1 Esquilo e um Pantera, e pra completar o pacote a MB trouxe a Niterói pra ca com um esquilo..

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Valeu pelos parabéns Nunão, mas vou assistir de casa mesmo.
    Sou um quarentão igual ao F-5 da FAB, fiquei velho para essas coisas…kkkkk
    Mas o cartaz vou fazer!!!rs

    F - 5
    F - 5
    7 anos atrás

    Bem, vou nessa.
    Boa noite a todos e valeu pela prosa!

    Vader
    7 anos atrás

    A proposta da Boeing pode não ser renovada.

    Marcos
    Marcos
    7 anos atrás

    Temo que esse programa do FX-2 acabe virando aquela novela do astronauta brasileiro: sucessivamente a Nasa foi retirando investimentos necessários do Brasil, até que…

    …até que o GF resolveu bancar turismo no espaço para cultivar semente de feijão no espaço.

    Observador
    Observador
    7 anos atrás

    Senhores, Se qualquer um de nós perguntasse para a Dilma sobre o FX-2, com toda a delicadeza e candura, que lhe são tão próprias, ela diria o seguinte: – “FX? Que …ORRA é esta?!! Meu filho, a turma saiu às ruas e já tá rolando um abaixo assinado pedindo a minha cabeça! Tu acha mesmo que tenho tempo, cabeça, ou saco para decidir sobre avião?!!” Esta é a verdade. Imaginem agora, depois da reclamação do gasto bilionário nos estádios da copa, se a INCOMPETENTA vai ter a pachorra de anunciar outro gasto bilionário, agora em “aviões de guerra”! Vocês acham… Read more »

    Edgar
    Admin
    Reply to  Observador
    7 anos atrás

    Observador, ainda temos a opção dos 150 F-5 que a Coreia do Sul vai dispensar em alguns anos… 😀

    http://www.aereo.jor.br/2013/06/18/f-5-do-seculo-xxi/

    cristiano.gr
    cristiano.gr
    7 anos atrás

    Não vai mais vir caça nenhum gente. As recentes manifestações nas ruas são muito bem vindas (sem o vandalismo de alguns poucos) para botar um pouco de ordem nas coisa e mostrar a insatisfação popular com a PEC-37, com a corrupção, com os salários de rei dos deputados federais, com as passagens abusivas, com o carnaval das obras da Copa, com o caos da saúde pública e muito mais. Mas são um banho de água fria na, possível, intenção do governo de anunciar o SH como vencedor do FX-2 e assinar os contratos. Agora, até as eleições o governo não… Read more »

    Marcos
    Marcos
    7 anos atrás

    Edgar

    Acho que a governanta não tem moral nem para comprar F-5 usado.]

    Edgar
    Admin
    7 anos atrás

    Marcos, mas esse tipo de compra não precisaria do Orçamento comandado por ela, a FAB mesmo daria conta, até pq poderia pedir como doação (de mal gosto?) da ROKAF 😀

    Como o PAMA-SP e a Embraer já são as maiores autoridades mundiais em upgrade de F-5, é só questão de colocar mais “uns” na fila.

    Ozawa
    Ozawa
    7 anos atrás

    Gente, tô com medo… A lógica de político é o “oportunismo”, não a “oportunidade”… Com o povo indo às ruas legitimamente, diga-se, protestando por gastos milionários com estádios ao invés da educação, saúde e segurança (pública), acho que vai acabar sobrando pro FX2 “pagar a conta” e ser o “pombo espiatório” dos pecados do governo… Tenho seríssimos receios se a gerentona vai ter c&lhão pra dizer que vai “gastar” “n” bilhões com caças para FAB no atual cenário… Eu, vocês, sabemos bem que esse gasto é diferido no tempo, o retorno teconológico-financeiro, sem mencionar o verdadeiro custo da (in)segurança nacional…,… Read more »

    Guilherme Poggio
    Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
    7 anos atrás

    quando chegar a vez de decidir o F-X2, um publicitário vai dar seu pitaco sobre qual decisão vai manchar menos a imagem do decisor do assunto ou vai melhorar sua imagem??? Pois é Nunão. Faltam governantes de peito que tomem decisões necessárias, mesmo que isto lhe custe popularidade no curto prazo, mas que garanta a sobrevivência e a melhoria da nação no longo prazo. Ou seja, a visão dos nossos governantes é tática (vencer a batalha de hoje ou amanhã com um remendo aqui e outro ali) e não estratégica (vencer a guerra do subdesenvolvimento e fazer o país evoluir).… Read more »

    Observador
    Observador
    7 anos atrás

    Fernando “Nunão” De Martini disse: 18 de junho de 2013 às 22:03 Ao contrário. Você está no centro do tópico. O problema do FX-2 é que este saiu da esfera técnica (FAB) há muito tempo e foi para a esfera política. Assim, não tem como discutir o FX sem discutir política. Se fosse diferente, estaríamos discutindo apenas as capacidades e características de cada aeronave, ao invés de discutirmos a incompetência da fantochA (assim mesmo, com A). Em resumo, ao sair da responsabilidade de quem tinha capacidade e interesse em resolver a questão, caiu na mão dos seres mais baixos e… Read more »

    O Patriota
    O Patriota
    7 anos atrás

    Quanta besteira, Realmente se a FAB esta representada aqui já sabem minha posição quanto a total falta de competência da FAB, a boa noticia e que nada muda mesmo com as passeatas. Com transferência dos sistemas embarcados, radar, comunicação, Voo e armas se alguém oferecer isso e a FAB descer do salto e assumir a total responsabilidade de assimilar a transferência os sistemas acima e desenvolver o mesmo para a realidade brasileira e para as 3 forças o Brasil fecha. Compra dos caças a FAB com seu salto alto só pensa nela, mas os caças reflete nas 3 forças, então… Read more »

    Rafael M. F.
    Rafael M. F.
    7 anos atrás

    Fernando,

    Ótimo saber que ela chamou um marqueteiro. Isso significa que não será tomada nenhuma medida de melhorias.

    Continuará com o mesmo peixe podre, e não há marketing que consiga vender um peixe podre.

    Acho que estamos vendo o começo do fim da era PT.

    DrCockroach
    DrCockroach
    7 anos atrás

    O FX-2 morreu, ainda mais com o destaque do marqueteiro na reuniao de “alto escalao” ressaltada pelo Nunao. A questao agora, em linha com a demanda por melhor aproveitamento dos impostos exorbitantes, eh o que fazer daqui p/ frente. Eh preciso superar o FX-2, passado. Nao conheco a FAB, mas com palpite (palpite mesmo) de quem olha a distancia, eh hora de se implementar uma extensa auditoria/consultoria p/ cortar desperdicios e com novas eficiencias fazer o leasing, por exemplo, de Gripens (ou outra alternativa que atenda a missao). A FAB terah que buscar internamente os recursos p/ que se mantenha… Read more »

    Edgar
    Admin
    7 anos atrás

    DrCockroach, acho que a única alternativa de tampão “pra ontem” que a FAB teria com o GDA seriam “novos” Mirage 2000, sabe Deus de onde, mas seria a única forma de evitar o delay demandado pela formação operacional dos pilotos numa aeronave diferente.

    Pelo jeito, vamos acabar comprando mais unidades surradas da França.

    Edgar
    Admin
    7 anos atrás

    Tudo bem que em alguns meses a poeira pode baixar e o FX ser decidido, mas caso realmente suba no muro, nos resta aguardar outro chefe de estado pra comprar algumas dezenas de F-35 daqui a alguns anos.

    Colombelli
    Colombelli
    7 anos atrás

    Os envolvidos na reunião e o fato de terem chamado um marqueteiro dizem muito sobre aquilo que sempre foi a real meta e projeto deles e do seu caráter ( rectius: da falta dele). Ela não consegue nem escolher o cardápio do almoço sem pedir a benção dele. Isso é a antitese do que deve te um lider: coragem moral. Ja disse e repito, esta mulher não comanda nem uma peça de morteiro 60. Quanto ao FX, as manifestações implicam uma guinada de 180 graus. Se antes havia certa pressão para a escolha este ano, agora, o questionamento dos gastos… Read more »