sábado, maio 28, 2022

Gripen para o Brasil

Eurocopter oferece produção local do EC725 para a Polônia

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Anúncio foi feito em conjunto com a Turbomeca, fabricante dos motores Makila 2. Também estão na briga a Sikorsky e a AgustaWestland

 

Helibras - inauguração nova fábrica 2-10-2012 -  linha de montagem EC725 - foto Nunão - Poder Aéreo

vinheta-destaque-aereoEm busca de 70 novos helicópteros que possam substituir os antigos Mil Mi-8/17 poloneses, a Eurocopter anunciou que criará uma linha de montagem para o EC725 Caracal naquele país. A  Turbomeca simultaneamente anunciou que também produzirá os motores  Makila 2 na Polônia. As duas companhias assinaram acordos de cooperação com a Wojskowe Zaklady Lotnicze No 1 (WZL-1), companhia local baseada em Lodz que realiza o processo de manutenção dos helicópteros Mil e seus motores.

A Eurocopter e a Turbomeca disseram que o acordo criará “um pacote industrial compreensivo no país que também incluirá o treinamento de trabalhadores locais contratados, juntamente com uma capacidade MRO que, em última análise, poderá levar à contratos de exportação futuros”.

O presidente da WZL-1, Jan Pietowski, disse que o futuro da companhia depende da confirmação da produção de um novo helicóptero para a Polônia.

A Eurocopter forneceu mais de 50 helicópteros para a Polônia, incluindo 23 EC135 para os serviços de emergência médica do país. A EADS, dona da Eurocopter, adquiriu a companhia de aviação mais antiga do país, a PZL Warsawa-Okecie, em 2001. A Turbomeca, do grupo Safran, também está presente na Polônia através da sua subsidiária Hispano-Suiza, que produz peças para motores e monta caixas de engrenagens em Sedziszow.

O EC725 compete na Polônia como o Sikorsky S-70i, que já é produzido no pais pela PZL-Mielec (veja matéria no link abaixo), comprada pela Sikorsky em 2007. Também na competição está o AW149, oferecido pela AgustaWestland, que anteriormente adquiriu a PZL-Swidnik, fabricante dos modelos SW-4 e W-3A, projetados localmente.

FONTE: ainonline (tradução e adaptação do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

NOTA DO EDITOR: foto meramente ilustrativa

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

20 Comments

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rafael M. F.

Cômico se não fosse trágico…

Observador

Espero que o EC 725 ganhe.

Não que eu goste do aparelho ou ache que este tem uma qualidade diferenciada.

Só quero que a Polõnia divulgue depois os custos do programa para podermos comparar com a “incrível” compra que o lulo-petismo empurrou ao Brasil.

Almeida

Hahaha, coitados dos poloneses!

Mas me digam, pra quem mesmo nós vamos exportar essas kombis? Malásia recebeu direto da França, Polônia vai fabricar local…

Vader

Almeida disse:
22 de abril de 2013 às 9:47

Almeida, se me permite, a pergunta é quem vai ser o idiota que vai pagar US$ 60 milhões por uma porcaria de acft bichada que só voa com restrições.

Baschera

A Polônia não é Banânia…..

Vamos ver se lá eles vão pagar Us$ 60 milhas por aeronave com a desculpa furada de fabricação local e ToT para apertar parafuso !

Quando todas estas fábricas de EC estiverem operando, ao menos vai dar para fazer um campeonato de futebol internacional…. depois outro de ping-pong…um de luta-livre… um de baralho…. serviço vai ter pouco mesmo !

Sds.

Marcos

Ao menos os Sikorsky que estão sendo montados na Polônia estão sendo exportados.

Corsario137

Resumindo: vamos montar 50 helicópteros e fim de linha de produção. Dai vão colocar um simulador no Brasil de um helicóptero que ja nao vai ser mais operado por ninguém. Entre os operadores civis já há um consenso: S-92 ou Aw-139 enquanto nada de novo aparece. EC-175 só se produzirem no Brasil, o que não vai acontecer. Até os russos estão com mais chances. Aquela encomenda pra Líder, esqueçam, já babou. A Sikorsky já vai inaugurar um centro de apoio logístico aqui no Rio de olho no pré-sal. A Líder já se juntou com a CAE e esperamos para 2014… Read more »

Carcará 01

Pow, vão entubar a Polonia tb?? Esses franceses viu…. kkkkkkkkkkkkk

Ivan

Porque não o NH-90?

A versão TTH (Tactical Transport Helicopter) será o novo helicóptero tático dos exércitos europeus ocidentais da Otan.

Galeão Cumbica
Vader

Galeão Cumbica disse:
22 de abril de 2013 às 15:29

Até a hora em que cair mais um e morrer mais uns 200…

Essa Gol é a pior companhia aérea DO UNIVERSO!

Num país sério essa companhia já estaria fechada a anos.

Soyuz

Para sermos juntos com a concorrência.

A TAM oferecia passagens com preços diferentes para que compra-se em seu site em português (Brasileiros) e seu site em inglês (estrangeiros).

http://economia.terra.com.br/carros-motos/tam-pode-ser-multada-em-r-6-mi-apos-precos-diferentes-no-site-em-ingles,56a08dd011a1e310VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html

Ivan

Economia de combustível é um perigo.

Imagine uma tempestade no meio do Atlântico.

Uma tripulação, para economizar combustível, resolve subir ao máximo e passar por sobre a tempestade na tentativa de minimizar seus efeitos e economizar combustível.

Outra, com o mesmo equipamento mas preocupada com a segurança, resolve contornar a mesma tempestade apesar do maior percurso e maior gasto de combustível.

Prefiro voar com a segunda.

Sds.,
Ivan.

Augusto

Ivan disse:
22 de abril de 2013 às 15:05

“Porque não o NH-90?”

Boa pergunta!

Justin Case

Augusto, boa noite.

Provavelmente porque o NH-90 é um projeto multinacional, de propriedade de vários governos. Sua produção não poderia ser simplesmente ofertada pela Eurocopter.
Abraço,

Justin

Mauricio R.

O NH-90 é um projeto multínacional, a Eurocopter é acionista majoritária e a Agusta-Westland uma das minoritárias.
E que tb não vai lá mto bem das pás do rotor, deu uns problemas na Austrália, na Finlândia, na Suécia, etc, etc…

Marcos

Vida longa aos Sikorsky!!!!

He, he, he

Marcos

Ao que parece o único bicho bom é aquele produzido pelos Yankes imperialistas do Norte.

Marcos

Olhando assim, prefiro o avião americano, “velhão” e bom de uso, ao francês engomadinho e caro.

Ribeiro

Não!! Economizar combustível não… hehehehe

Últimas Notícias

Ucrânia diz ter derrubado mais um caça Su-35 da Rússia sobre a região de Kherson

“Hoje, 27 de maio, por volta das 14h00, um caça MiG-29 da Força Aérea das Forças Armadas da Ucrânia...
- Advertisement -
- Advertisement -