sábado, outubro 16, 2021

Gripen para o Brasil

A-4 argentinos de ontem e hoje, no aniversário da V Brigada Aérea da FAA

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Aniversário 64 anos V Brigada Aérea com A-4 Skyhawk e A-4AR Fighting Hawk - foto Força Aérea Argentina.jpg

Na foto divulgada pela Força Aérea Argentina (FAA) na última quarta-feira, 27 de março, pode-se ver no mesmo hangar dois jatos A-4 da FAA em duas versões bem distintas, marcando presença nas comemorações de 64 anos de criação da V Brigada Aérea, celebrada em 15 de março.

A V Brigada, chamada também de “La Cuna de Halcones” e “Brigada Heroica”, tem uma história cujas atividades aéreas remontam a 1934. Já como V Brigada, essa história começa em 15 de março de 1949, quando o Decreto Nº 6.433 transformou a então Base Aérea Militar em V Brigada Aérea, quando voava bombardeiros pesados quadrimotores Avro Lincoln e Lancaster, de origem britânica.

A visão mais familiar dos jatos de ataque A-4 Skyhawk começou em 1966, quando os primeiros 12 aviões da versão A-4B pousaram na brigada. Mais tarde, a dotação dessa aeronave na unidade chegou a 49 exemplares. Os jatos participaram da Guerra das Malvinas em 1982, a partir das bases de Río Gallegos e San Julián, quando também foram incorporados os modelos A-4C procedentes da IV Brigada Aérea. Aeronaves daquela época são representadas, na imagem acima, pelo A-4 visto no lado esquerdo da foto.

Foi em 1997 que se incorporou à V Brigada a versão modernizada A-4AR Fighting Hawk, que permanecem até hoje em serviço, representando os aviões de combate de tecnologia mais avançada da Força Aérea Argentina. Um exemplar desses jatos é visto no hangar, ao fundo. Veja mais matérias sobre os A-4AR e seus predecessores na FAA clicando nos links a seguir.

FONTE / FOTO: Força Aérea Argentina (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em espanhol)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

11 Comments

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

Já somos a Argentina.
Eles de A-4, nós de F-5.

Marcos

Parece aquela propaganda do SBT: “liderando em segundo lugar”

Phacsantos

Roberto

Aeromacchi 339?

Phacsantos

Opa.

Coloquei sem ver.

Phacsantos

Prezado Roberto

Deve conhecer esse site, mas, por via das dúvidas, aí vai o link:
http://historiasdeaviones.blogspot.com.br/

Abraço

Phacsantos

Roberto,

Em pesquisas achei que será no final de 2015.

Agora, quem vai ficar no lugar deles…..parece que o Kfir melou…

Phacsantos

Prezados, seguem alguns trechos extraídos do site da “Escuela de Aviación Militar Argentina”: “Pero lo que constituyó un cambio revolucionario fue la incorporación a fines de 1960 de los aviones Morane Saulnier MS 760 París, que inician la etapa del vuelo con reactores. Utilizados para la instrucción avanzada de pilotaje, esta aeronave representó una evolución fundamental en el adiestramiento.” “En abril de 1961 se incorporan también a la dotación de la EAM, 26 monomotores NA T-28 traídos en vuelo desde los Estados Unidos de América por personal del Grupo Aéreo Escuela. Dado su equipamiento radioeléctrico se utilizaron para reemplazar a… Read more »

Últimas Notícias

ESPECIAL: A Força Aérea Sueca durante a Guerra Fria

A Força Aérea Sueca (Svenska flygvapnet ou somente flygvapnet) foi criada em 1º de julho de 1926, quando as...
- Advertisement -
- Advertisement -