domingo, junho 20, 2021

Gripen para o Brasil

AgustaWestland ‘Project Zero’

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Exif_JPEG_PICTURE

A AgustaWestland revelou o “Project Zero”, o primeiro tilt-rotor elétrico do mundo. A aeronave já fez voos pairados amarrada e pode ter realizado voos secretos no fim de 2012. O tilt-rotor permite que as hélices girem 90 graus para mudar para configuração VTOL (pouso e decolagem vertical), de maneira similar ao V-22 Osprey. A diferença é que no Osprey os rotores são colocados nas pontas das asas e no “Project Zero” ficam dentro das asas.

O conceito futurístico traz várias inovações. As asas são destacáveis, podendo ser retiradas caso a aeronave opere apenas no modo helicóptero, aumentando a capacidade de carga. Por usar motor elétrico, a transmissão é bem simples. Quanto a aeronave está em solo, as pás podem ser apontadas para o vento, para recarregar as baterias. O “Project Zero” não usa sistemas hidráulicos.

Futuramente, a aeronave poderá usar motor híbrido com apoio de um motor diesel. A propulsão elétrica permite voos furtivos, o que é útil em operações especiais. A fuselagem também mostra contornos furtivos.

Não se sabe se a aeronave é apenas um demonstrador de tecnologia ou se irá gerar um modelo operacional. Os dados da patente citam velocidade de 500km/h e teto de 7.500 metros.

NOTA DO EDITOR: o Project Zero seria um concorrente do Super Tucano, mas os custos podem não compensar as vantagens. Não seria tão bom quanto um helicóptero dedicado e nem teria a capacidade de carga e alcance de uma aeronave convencional com a mesma potência. Já uma versão naval seria interessante, sendo um “Super Tucano Naval”. A limitação mais visível seria o tamanho, necessitando de um grande hangar.

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gilberto Rezende

Falando no Super Tucano é bom RElembrar que recentemente a Embraer assinou um acordo com a Augusta Westland para representar/fabricar seus helicópteros no Brasil…

Fazer um CROSSOVER AW-Embraer do Super Tucano com este AW-Project Zero poderia se tornar BASTANTE interessante para as duas empresas….

Baschera

Interessante a proposta do Gilberto …. bem no escopo do que acho que deve ser uma parceria deste tipo… desenvolver um novo conceito, se possível inédito, …de modo a surpreender o mercado, provando ser uma nova alternativa. Inclusive de uso dual, o que traria escala.

Eu, vendo a foto, achei que o PZ fosse de pequeno porte… mas olhando a mesma foto, porém mais ampliada.. dá para se notar que não é tão pequeno….

http://www.agustawestland.com/sites/default/files/AgustaWestland/AW1019%20web.jpg

Gostaria de ver um vídeo do bixinho no ar…..

Sds.

Baschera

No site de AW diz ser um demonstrador de tecnologia…

“….build and test this technology demonstrator in an exceptionally short period of time,” said Dr. James Wang…”

Sds.

Gilberto Rezende

O que me espantou foi a velocidade excepcionalmente alta (500Km/h) para uma aeronave com motores elétricos!!!

Acredito pelo que eu entendo de veículos elétricos com bateria esta velocidade máxima só pode ser atingida por período de tempo limitado pois esgotaria muito rapidamente as baterias,

Mas se existe um propulsor elétrico capaz desta magnitude de potência, esta aeronave poderia ser viável baseada em combustível líquido para movimentar um potente e eficiente motor-gerador elétrico estacionário que o livre da limitação e do peso das baterias.

O conceito sempre defendi para os carros e parece que para aviões também é viável…

MUITO INTERESSANTE…

Nick

Poderia ser propor algo como um sistema híbrido de propulsão, diminuindo o tamanho das baterias.

O projeto em si, lembrae os Helis de Pandora. 🙂

[]’s

Reportagens especiais

Show de Warbirds no Cavanaugh Flight Museum

O Cavanaugh Flight Museum, que fica em Dallas no Texas, volta e meia realiza eventos especiais com Warbirds, para fotografias...
- Advertisement -
- Advertisement -