segunda-feira, maio 17, 2021

Gripen para o Brasil

O último dos Tu-154

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

20081208201514 Tupolev_Tu-154

A fabricante russa Aviakor, em Samara, entregou o último jato comercial Tupolev Tu-154 para o Ministério da Defesa Russo na tercça-feira, encerrando assim a mais longa linha de montagem de um jato da era soviética, segundo informado por um porta-voz da companhia.

“A produção em série está próxima do fim. A manutenção de aeronaves que estão em uso por diversos clientes continuará ainda por muitos anos. O último avião de série será entregue para o cliente, o Ministério da Defesa Russo”, completou o porta-voz antes da entrega.

O Tu-154 é um trijato desenvolvido na metade da década de 1960 que entrou em atividade em 1970. Aproximadamente mil deles foram construídos ao longo de quatro décadas.

O projeto formou a base das companhias aéreas soviéticas e russas, transportando cerca de metade dos passageiros da Aeroflot durante a era soviética.

painel Tu-154

A aeronave foi vendida e operada por cerca de 17 companhias fora da Rússia.

Com uma velocidade de cruzeiro de 975 km/h (620 mph), o Tu-154 era uma das aeronaves civis mais rápidas em operação e tinha um alcance de 5.280 km (3,340 milhas).

Com uma vida útil de 45000 hours, mas capaz de chegar a 80000 com modernizações,espera-se que as aeronaves voem até 2016, embora questões relacionadas a restrições de ruído tenham banido este avião de muitos aeroportos da Europa Ocidental e outras localidades.

FONTE: RIA Novosti (tradução e adaptação do blog das Forças Terrestres a partir do original em inglês)

FOTO: repulogepek e infoglobe

- Advertisement -

8 Comments

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Roberto F Santana

Uma vez acompanhei a decolagem de um desses bem ao lado da pista.Eu não sabia se corria, com medo de um trem de pouso ou uma chapa de alumínio largasse e acertasse a minha cabeça, ou ficava para admirar a beleza deste que é sem dúvida feito não visando a economia máxima e o melhor custo, mas o compromisso da aerodinâmica da asa enflechada.
Eu não sabia que ainda se produzia tais fantasmas do anos sessenta, é bonito demais.

Giordani

Que contraste! Os aviões Ocidentais já são todos glass isso…glass aquilo…glass hell…esses soviéticos e suas incríveis máquinas voadoras!

Gosto desse tipo de configuração, ao estilo 727, o melhor e menos problemático avião para a manutenção…

Hamadjr

Para quem gosta de FS9 existe um addon do TU-154 da avisim russa desse modelo, muito bom só não é excelente porque todos seu painel esta em russo, mas se procurar no ytb vai encontrar tutorial sobre como programar o FMC e como dar partida, não sei se existe para X.

Optimus

Belo avião, mas putz.. não consigo gostar desses painéis russos com esse azul – fica parecendo um gurgel, custa pintar de preto ou cinza escuro, não?!

Nautilus

Optimus, também acho isso. E ganha um doce quem encontrar primeiro neste cockpit o famoso ventilador preto – item padrão no cockpit de que qualquer aeronave russa… 🙂

Roberto F Santana

Estão nos flancos esquerdo (escamoteado) e direito (apontado para baixo) do “overhead panel”.

http://www.flickr.com/photos/b767fan/5323405415/

Roberto F Santana

P.S. A foto do painel é de um TU-154M da Aeroflot tirada em dezembro de 2000.

Reportagens especiais

Perfil: Mirage IIIEBR no portão do PAMA-SP, dezembro de 2017

Aproveite a tranquilidade do final do ano para visitar esse veterano - e aproveite, também, para comparar suas dimensões...
- Advertisement -
- Advertisement -