Mercado de ARP: Avibras se une à Embraer e AEL na Harpia Sistemas

    726
    7

    Vant Falcão da Avibras na LAAD 2011 - foto Nunão - Poder Aéreo

    Avibras e Harpia Sistemas se unem para desenvolver mercado de aeronaves remotamente pilotadas no Brasil

     –

    Em nota veiculada nesta terça-feira, 5 de fevereiro, a Embraer Defesa e Segurança e sua associada AEL Sistemas S.A (subsidiária da empresa israelense Elbit Systems Ltd) anunciaram a entrada da Avibras Divisão Aérea e Naval S.A. no capital social da Harpia Sistemas S.A. O objetivo do acordo é desenvolver de forma conjunta o mercado de aeronaves remotamente pilotadas (ARP) no Brasil. Deste modo, a Avibras passará a deter uma participação de 9% das ações da empresa enquanto a AEL Sistemas responde por 40% da composição acionária. A Embraer Defesa e Segurança permanece como acionista majoritária, com 51% das ações.

    Pelo acordo firmado entre as três empresas, a Harpia também passará a contar com o projeto Falcão em sua linha de produtos, o que reforça o conteúdo nacional da parceria. O Falcão está sendo desenvolvido pela Avibras para uso das Forças Armadas brasileiras e será capaz de realizar missões de reconhecimento, aquisição de alvos, apoio à direção de tiro, avaliação de danos, vigilância terrestre e marítima.

    Vant Falcão da Avibras na LAAD 2011 - foto 2 Nunão - Poder Aéreo

    “A entrada da Avibras aumenta a participação nacional na Harpia Sistemas, que passa a cumprir todos os requisitos de uma Empresa Estratégica de Defesa, de acordo com a lei 12.598”, disse Luiz Carlos Aguiar, presidente da Embraer Defesa e Segurança e Presidente do Conselho de Administração da Harpia. “Além disso, a Harpia contará com a competência técnica da Avibras”.

    “A sinergia das competências técnicas e industriais das três associadas da Harpia, somada ao legado de alto conteúdo tecnológico nacional do Projeto Falcão, resultarão em uma solução de ARP de alta competitividade no Brasil e no Exterior”, disse Sami Hassuani, presidente da Avibras.

    “A Avibras traz para a empresa o melhor do know-how que foi desenvolvido de forma autônoma no Brasil em aeronaves não tripuladas fazendo da Harpia, que já contava com as extensas capacidades da Embraer e da AEL, uma empresa que agrega todos os elementos necessários para o desenvolvimento no Brasil, com sucesso, de ARPs de última geração que atenderão às necessidades do nosso País”, disse Shlomo Erez, Presidente da AEL Sistemas S.A.

    NOTA DO EDITOR: veja abaixo reportagem da TV Vanguarda (publicada no youtube no ano passado) sobre o desenvolvimento do Falcão da Avibras.

    FONTE: Embraer

    VEJA TAMBÉM: