segunda-feira, maio 23, 2022

Gripen para o Brasil

Array

Operação Atlântico III começa hoje

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Marinha, o Exército e a Força Aérea desenvolverão, de 19 a 30 de novembro, a Operação Conjunta “Atlântico III”, sob a coordenação do Ministério da Defesa. O exercício envolverá cerca de 10 mil militares das três Forças Armadas que atuarão em atividades operacionais, de apoio à população e adestramentos nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A Operação abrangerá área marítima dentro da “Amazônia Azul” e parte do território nacional, e terá foco nas linhas de comunicação marítima das regiões Sul e Sudeste; e na defesa de estruturas estratégicas, como portos; refinarias; e usinas hidrelétricas e nucleares. Constam ainda de seu planejamento o controle de área e tráfego marítimo; missões de interceptação; defesa de costa; patrulha marítima; transporte aéreo logístico; defesa antiaérea; e coordenação e controle do espaço aéreo.

Serão empregados dois navios escolta, dois navios de apoio, dois submarinos, três navios-patrulha e seis helicópteros da Marinha do Brasil. O Exército participará com 96 viaturas leves, 101 viaturas de transporte, nove viaturas blindadas e nove ambulâncias. A Força Aérea Brasileira disponibilizará quatro aeronaves de ataque, cinco aeronaves de patrulha, cinco aeronaves de transporte e um helicóptero.

O comando da operação estará a cargo do Almirante-de-Esquadra Gilberto Max Roffé Hirschfeld, Comandante de Operações Navais, que terá o apoio de um Estado-Maior Conjunto, composto por Oficiais e Praças das três Forças Armadas.

A “Atlântico III”, resultado de um complexo planejamento promovido pelo Ministério da Defesa e coordenado pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, visa, fundamentalmente, à preparação para a defesa dos recursos do mar e das estruturas estratégicas do Brasil.
Além das atividades essencialmente militares, serão realizadas Ações Cívico-Sociais (ACISO) na área de exercício. A população local receberá aulas de primeiros socorros e higiene e será beneficiada com atendimentos médicos e odontológicos.

FONTE: Ministério da Defesa

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

OFF TOPIC…

…mas nem tanto, afinal é o futuro da aviação de patralha marítima:

P-8A Poseidon

(http://www.flightglobal.com/blogs/the-dewline/2012/11/last-boeing-p-8-poseidon-lrip.html)

Mauricio R.

Errata:

Aonde se lê:

“…de patralha marítima…”

Leia-se:

“…de patrulha marítima…”

cristiano.gr

Pode ser que passe alguma formação de A-1 aqui no Sul do Sul do Brasil.

graanbarros

Caros,
Interessante como todo exercício militar no Brasil tem que ser acompanhado por Ações Cívico-Sociais para ter reconhecimento. Se fosse apenas o adestramento da tropa seria mal visto, coisa de país belicoso.
abçs!

Baschera

Ação cívico-social é coisa de “paiseco” de terceiro mundo……

Mas vamos aos “factos”… dentro do assunto da matéria.

Pergunta de Um Milhão de Pilas : Por que não usarão (nenhuma das três forças) os EC-725 na Operação Atlântico ??

Sds.

juarezmartinez

Perguntinha fácil de responder Ronaldo: Porque ele não opera, não combate e agora nem voa mais, graças a la grand engenaria bolivariana recentemente desenvolvida em Garanhuns”……
É, o tempo é senhor de todas as verdades……..
O “presidencial” está proibido de voar, porque será hemmm, mais uma missão para a nossa gloriosa psicógrafa, vidente e advinha, a Mãe Dinah….

Grande abraço

Baschera

Hahahaha….. é Juarez….. le cose vanno male !

Mas “me caiu os butiá do bolso” aquele assunto do GDA…. em outra oportunidade, dentro de uma matéria mais específica, conte para os amigos o que vem por aí…. PUTZ !!

Sds.

Últimas Notícias

Novas fotos do caça furtivo chinês J-35

Foram divulgadas novas fotos do caça furtivo J-35 de 5ª geração baseado em porta-aviões em desenvolvimento pela China. Baseado no...
- Advertisement -
- Advertisement -