quinta-feira, março 4, 2021

Gripen para o Brasil

Iraque assina contrato para segundo lote de 18 caças F-16

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Nesta quinta-feira, 18 de outubro, o Ministro da Defesa em exercício do Iraque afirmou que foi assinado um contrato, junto aos Estados Unidos, para a compra de um segundo lote de 18 caças a jato F-16. As informações são da Reuters.

Trata-se de parte de um acordo que envolve a compra de 36 caças destinados à reconstrução da Força Aérea Iraquiana. O contrato para o primeiro lote de 18 aeronaves do tipo foi assinado em setembro do ano passado, e tem valor estimado de 3 bilhões de dólares. Os primeiros 18 caças deverão ser entregues por volta de setembro de 2014.

Segundo o ministro da Defesa em exercício Sadoun al-Dulaimi, que falou com repórteres após uma reunião com autoridades dos EUA em Bagdá, “o (novo) contrato não é diferente do primeiro contrato em termos de detalhamento técnico e financeiro. A entrega será finalizada em 2018.” Ainda segundo Dulaimi, há conversações com as autoridades norte-americanas para a compra de sistemas de defesa e helicópteros Apache.

Neste mês, também foram assinados contratos militares com a Rússia e a República Tcheca. A estimativa iraquiana é que o país não será capaz de defender seu espaço aéreo antes de 2020.

FONTE: Reuters (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTO: Lockheed Martin

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos

Ou seja, eles já fecharam os contratos para compra dos 36 caças necessários.

Já em Bundaslavia….

Latino dark

Cacildisss , donde vem tanta grana ? ..!!!!!!!

eraldocalheiros

Apesar de roubados, saqueados e outras cositas mais, estão pensando em sua defesa e em se reconstruir enquanto no pais das maravilhas … sem mais delongas

Marcos

E eu que pensei que havíamos descoberto os poços de petróleo das Arábias.

Nick

“Brasil assina contrato para 2º lote de 36 caças do FX-2.”

Como seria bom se a notícia acima fosse assim. 🙁

[]’s

Adriano Bucholz

Que Vergonha………………

aldoghisolfi

O negócio mesmo é encarar uma guerra com os Estados Unidos. O grande risco é vencermos.

Vader

Bem, falar o que?

O país passou por duas guerras, uma década e meia de embargos pesadíssimos, foi ocupado, saqueado, bombardeado e já está no segundo lote de 18 caças.

Enquanto isso o “Bravfil-Putênfia” da PeTralhada, sexta economia do mundo, 8,5 milhões de km2 e 200 milhões de habitantes não consegue se decidir a adquirir míseros 36 caças em 15 anos, arriscando ainda a esses 36 virarem 12 e virem usados.

É simplesmente ridículo.

cristiano.gr

Bah!

Até o Iraque consegue comprar caças mais rápido que o Brasil. Sinceramente estamos muito bem representados em Brasília.

cristiano.gr

É, mas o que importa é que a seleção goleou o Iraque. (piada)

Combates Aéreos

Promessa e realidade: o combate ar-ar BVR – parte 2

Desert Storm – O ponto de virada do BVR? Lt Col Patrick Higby, USAF - Virginia Military Institute (2005) Com 16...
- Advertisement -
- Advertisement -