segunda-feira, maio 23, 2022

Gripen para o Brasil

ÁGATA 5 – FAB finaliza operação com mais de 700 horas de voo

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Durante a Operação Ágata 5, a Força Aérea Brasileira (FAB) atuou em conjunto com as outras Forças Armadas para coibir ações criminosas e reforçar a presença do Estado na área de fronteira dos Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Uma área de mais de 450 mil quilômetros quadrados, o equivalente ao território da Suécia. Para atingir estes objetivos a FAB atuou em três grandes frentes: ações militares, apoio aos órgãos governamentais e apoio à população da região. Foram mais de 700 horas de voos que cortaram os céus e levaram a presença, não só da FAB, mas também de agentes públicos de diversas organizações.

“Fazer o Estado presente na fronteira é o grande objetivo das Operações Ágata e nesta 5ª edição a missão foi cumprida com êxito”, afirma o Major Brigadeiro do Ar José Geraldo Ferreira Malta, comandante da FAB na Ágata 5.

Ações Militares

As ações militares da FAB incluíram o reconhecimento e o registro de áreas de interesse para a atuação militar ou policial, com utilização de modernos sensores embarcados nas aeronaves R-99 e na Aeronave Remotamente Pilotada (ARP). Missões de transporte aéreo foram lançadas para que a presença do Estado fosse constante e efetiva, em toda área de operação. A FAB distribuiu aeronaves em diversos pontos estratégicos dos Estados envolvidos na Operação, como Dourados (MS), Maringá (PR) e Santa Rosa (RS). Além das Bases Aéreas que já existem na Região, nas cidades de Campo Grande (MS), Canoas e Santa Maria (RS).

Em cada um desses pontos, equipes da Infantaria da Aeronáutica fizeram a segurança das aeronaves e ficaram prontos para atuar a qualquer hora. A FAB interceptou aeronaves suspeitas de irregularidades, numa ação coordenada diretamente pelo Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), que comandou estas ações diretamente de Brasília.

Apoio aos outros órgãos governamentais

A Força Aérea realizou uma série de ações em apoio a diversos órgãos e agências governamentais. Neste campo, destaque para as Ações da FAB realizadas em conjunto com a Agência Nacional de Aviação Civil. Foram feitas inspeções em 51 pistas de pouso, 37 aeronaves, 37 pilotos, e 23 postos de abastecimento de combustíveis de aviação espalhados em pontos remotos da área da Operação Ágata 5. Os inspetores constataram graves deficiências em cinco pistas de pouso e 21 aeronaves receberam notificações por apresentar irregularidades.

“A ANAC agora vai analisar todos os dados obtidos durante a operação e fará as autuações pertinentes”, afirma o coordenador da Inspeção de Aviação Civil na Ágata 5, tenente coronel Nilson Adão de Oliveira.

Apoio à população

A Força Aérea realizou ações de saúde levando médicos enfermeiros e dentistas para atender a população carente nas cidades de São Borja (MS), Medianeira (PR) , Maracaju (MS). Foram mais de 365 atendimentos médicos e 361 procedimentos odontológicos. Na Ágata 5, a grande novidade no apoio à população foi a promoção de palestras de prevenção contra o uso de drogas, realizadas em Foz do Iguaçu (PR), Chuí (RS) e num orfanato na periferia de Porto Alegre (RS). A FAB trouxe para estes eventos a participação de pesquisadores da Associação Brasileira de Alcoolismo de Drogas (ABRAD), liderada pelo médico psiquiatra Jorge Jaber.

“Nós estendemos que a luta contra as drogas é uma atividade complexa e que além da repressão é necessário atuar também na prevenção”, explica o Brigadeiro Malta.

FONTE / FOTOS: FAB (Agência Força Aérea)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ricardo Santos

Nossa!! Essas fotos de F-5 já tão cansando!

Últimas Notícias

Novas fotos do caça furtivo chinês J-35

Foram divulgadas novas fotos do caça furtivo J-35 de 5ª geração baseado em porta-aviões em desenvolvimento pela China. Baseado no...
- Advertisement -
- Advertisement -