domingo, maio 9, 2021

Gripen para o Brasil

Toma lá, dá cá: APG-79 AESA nos Super Hornets libera APG-73 para Hornets

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Caças Hornet estão recebendo o radar APG-73 retirado dos jatos Super Hornet Block II da Marinha dos EUA , na medida em que estes são reequipados com o radar APG-79 AESA

O “retrofit” dos caças Boeing F/A-18E/F Super Hornet Block II da Marinha dos EUA (USN), que estão recebendo o radar APG-79 AESA (varredura eletrônica ativa) padrão dos Super Hornets de produção mais recente, está liberando uma grande quantidade dos radares de varredura mecânica APG-73 que equipavam esses caças. Por sua vez, os ainda relativamente novos APG-73 estão sendo usados para substituir velhos APG-65 que ainda equipam vários dos chamados “legacy” Hornets (caças F/A-18 de versões mais antigas).

A USN pretende reequipar todos os Super Hornets do lote 26 de produção para a frente com o APG-79. Já Super Hornets iniciais, do chamado Block I, não estão preparados para receber o APG-79. A opção de eventualmente equipá-los com um radar AESA da Raytheon está sendo analisada, ainda que com cautela quanto ao seu custo-benefício. Ainda sobre o APG-73, o radar continua sendo alvo de novas modificações, embora o foco da Marinha dos EUA seja o APG-79.

FONTE: Flight Global (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

IMAGENS: Marinha dos EUA e Raytheon (imagens dos radares, de cima para baixo, mostram APG-79, APG-73 e APG-65)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

1 Comment

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Aeronaves F/A-18A/B equipadas c/ aviônicos e o radar “-73” dos F/A-18C/D, são designadas F/A-18A+/B+.
Este é o caso dos “Hornets” da Austrália e talvez Canadá e Espanha.
Já seriam um tampax adequado p/ a FAB e o seu desacreditado F-X 2.
Radares “-65” foram usados no passado, nos AV-8B dos Marines p/ produzirem o AV-8B+, tornando-o capaz de empregar mísseis Harpon e Slammer.
Uma alternativa realista, a restauração do A-4 Skyhawk by Embraer.

PS: Já acharam uma solução, de acordo c/ a boa engenharia aeronáutica, além de “game over”; p/ os “main spar” comprometidos de nossos A-4???

Reportagens especiais

John Boyd, o piloto de caça que mudou a arte do combate aéreo – parte 3

Depois do caça F-86, os projetistas americanos desenvolveram uma crescente fascinação pela sofisticação nos caças, pela incorporação do avanço...
- Advertisement -
- Advertisement -