sábado, março 6, 2021

Gripen para o Brasil

Ten. Adriana Gonçalves: primeira piloto de KC-137

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

As mulheres da primeira turma de aviadoras da Força Aérea Brasileira seguem deixando seus nomes destacados na história da aviação. No último sábado (26/5), na Base Aérea de Canoas, no sul do país, a 1º Tenente Aviadora Adriana Gonçalves realizou a primeira instrução pilotando a aeronave KC-137 (Boeing 707). No Brasil, ela é a única mulher militar a levantar voo no comando do maior avião da Força Aérea.

“É uma grande responsabilidade e estamos sempre pensando nisso para fazer o melhor trabalho. É muita dedicação e profissionalismo”, disse a Tenente Adriana, nesta terça-feira (29/5), antes de embarcar para o seu terceiro voo pilotando o gigante que mede mais de 46 metros de comprimento e 44 de envergadura.

Para cumprir todos os tipos de missões do 2º Esquadrão do 2º Grupo de Transporte, Esquadrão Corsário, a aviadora sabe que ainda terá mais estudo e treinamento pela frente. “Estou no início da minha formação e ainda vou me aprimorar para cumprir tudo da melhor maneira. A expectativa é realizar as missões de Reabastecimento em Voo (REVO), que serão novidade porque ainda não cumpri nos esquadrões anteriores”, explica Adriana. Na teoria, ela já está pronta: foi a primeira colocada no Curso Teórico de REVO concluído em março deste ano.

Formada na Academia da Força Aérea em 2006, a Tenente Adriana é uma das 11 mulheres integrantes da primeira turma de aviadoras da FAB. Na semana passada, também na Base Aérea de Canoas, a 1º Tenente Aviadora Joyce de Souza Conceição, outra integrante da primeira turma de aviadoras, tornou-se a primeira mulher militar apta a pilotar a aeronave C-130 Hércules.

FONTE: FAB

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
asbueno

Interessante que, quase sempre que leio sobre os cursos que as pilotos da 1a turma realizam para cada uma das aeronaves que irão, elas estão em primeiro lugar.
Não creio que seja uma questão de ser homem ou mulher, mas de indivíduo competente.
Parabéns a elas todas!

Alfredo Araujo

Ja vi um video, tipo documentario do Discovery, que precisa ter muque para pilotar um 707…

tiagobap

Replicando link postado na matéria sobre a tenente Joyce:

http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=1&contentID=254276&channel=49

eraldocalheiros

Que bela imagem,isso nada mais é do que as palavras dedicação, afinco e aprimoramento, agora imaginemos quantas noites, e finais de semanas de isolamento estudando e se aperfeiçoando então o resultado não poderia ser outro, Parabens tenente e que o posto de Capitão seja a proxima conquista.

[…] Ten. Adriana Gonçalves: primeira piloto de KC-137 […]

Combates Aéreos

Combates Aéreos: F-14 versus Su-22

Em 1981, a VI Frota da Marinha dos EUA fazia manobras no Mediterrâneo Central. Naquela época, o coronel líbio...
- Advertisement -
- Advertisement -